La Tropicale Amissa Bongo (2.1) - Antevisão


A Tropicale Amissa Bongo actualmente é a prova africana mais importante e tem tido um papel importante no crescimento do ciclismo africano.
A prova disputa-se no Gabão e tem tido algumas variações no calendário, em 2016 disputou-se em janeiro e nas edições anteriores em fevereiro. Este ano a prova, começa em fevereiro e acaba em março!
Esta será a 12ª edição da prova, que tem sido dominada pelos franceses, 8 dos 11 vencedores anteriores são gauleses e apenas 1 deles é africano.

História
últimos 10 vencedores
2007 Frédéric Guesdon (FRA) Française des Jeux
2008 Lilian Jégou (FRA) Française des Jeux
2009 Matthieu Ladagnous (FRA) Française des Jeux
2010 Anthony Charteau (FRA) Bbox Bouygues Telecom
2011 Anthony Charteau (FRA) Team Europcar
2012 Anthony Charteau (FRA) Team Europcar
2013 Yohann Gène (FRA) Team Europcar
2014 Natnael Berhane (ERI) Team Europcar
2015 Rafaâ Chtioui (TUN) Skydive Dubai Pro Cycling

Edição 2016 (Top-10)
1. Adrien Petit (FRA)     Direct Énergie     18h 11'50
2. Andrea Palini (ITA)     Sky Dive Dubai     + 0'06
3. Anthony Delaplace (FRA)    Fortuneo-Vital Concept     + 0'21
4. Tesfom Okbamariam (ERI)     Selectie Eritrea     + 0'25
5. Armindo Fonseca (FRA)     Fortuneo-Vital Concept     + 0'35
6. Adil Jelloul (MAR)    Sky Dive Dubai     + 0'36
7. Benoît Jarrier (FRA)     Fortuneo-Vital Concept     + 0'38
8. Bryan Nauleau (FRA)     Direct Énergie     + 0'38
9. Soufiane Haddi (MAR)    Sky Dive Dubai     + 0'47
10. Elias Afewerki (ERI)    Selectie Eritrea     + 0'47

Percurso
Etapa 1 - 27 de fevereiro - Moanda › Akiéni, 150 Kms
Etapa 2 - 28 de fevereiro - Leconi › Franceville, 98 Kms 
Etapa 3 - 01 de março - Mounana › Koulamoutou, 157 Kms
Etapa 4 - 02 de março - Fougamou › Lambaréné, 110 Kms
Etapa 5 - 03 de março - Lambaréné › Kango, 144 Kms
Etapa 6 - 04 de março - Akanda (Cap Estérias) › Libreville, 133 Kms
Etapa 7 - 05 de março - Owendo › Libreville, 140 Kms
Total: 932 Kms

O percurso é bastante acessível, sem grandes dificuldades em termos de montanha. As duas etapas mais difíceis são a segunda e a terceira. No ano passado, Adrien Petit venceu à frente de Andrea Palini, ou seja, foram dois ciclistas que são predominantemente velocistas que disputaram a vitória na classificação geral.
Este ano a organização, tentou endurecer um pouco a corrida tornando-a mais seletiva, mas à primeira vista, diríamos que o percurso contínua pouco duro.

Perfis
Etapa 1 - 27 de fevereiro - Moanda › Akiéni, 150 Kms



Etapa 2 - 28 de fevereiro - Leconi › Franceville, 98 Kms 

 
Etapa 3 - 01 de março - Mounana › Koulamoutou, 157 Kms

 
Etapa 4 - 02 de março - Fougamou › Lambaréné, 110 Kms


Etapa 5 - 03 de março - Lambaréné › Kango, 144 Kms


Etapa 6 - 04 de março - Akanda (Cap Estérias) › Libreville, 133 Kms


Etapa 7 - 05 de março - Owendo › Libreville, 140 Kms


Startlist


Favoritos

***** Thomas Voeckler
**** Eduard Vorganov, Yohann Gene
*** Bryan Neaulau, Tesfom Okubamaria, Meron Abraham, Asbjørn Kragh Andersen
**  Benjamin Giraud, Perrig Quemeneur, Merome Teshome, Daniel Diaz
* Abdelkader Belmokhtar, Azzedine Lagab, Salah Eddine Mraouni, Bonaventure Uwizeyimana

A nossa aposta: Thomas Voeckler
O ciclista francês já tem história na prova, com uma vitória de etapa. Este ano o percurso é ligeiramente mais duro, o que o beneficia. A Direct Energie é em teoria é a equipa mais forte em prova e o líder será Voeckler.

Outsider: Yohann Gene
Gene já venceu esta prova, portanto já sabe como vencer no Gabão. Apesar da presença de Voeckler na equipa, acreditamos que a equipa irá dar liberdade a Gene.

Seguir em directo: @tropicale2017


Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

2 comentários:

  1. Agradecer a vossa disponibilidade e dedicação ao ciclismo. Continuem a dar-nos antevisões e rubricas como sempre.

    ResponderEliminar