La Vuelta a España - Antevisão da 2ª etapa

Depois de uma primeira etapa que já dividiu o trigo do joio, temos novo dia onde poderão haver novamente diferenças importantes.

Pamplona - Lekunberri, 151,6 Km



Mais um dia de montanha, desta vez na Navarra. 3 subidas categorizadas fazem parte do menu com o Puerto de Guirguillano a ser a primeira, começa a ser escalada aos 22 Km.
As estradas estreitas continuam, esta região é conhecida por isso e por essa razão os ciclistas terão de ter cuidado extra nas descida. O Puerto Urbasa vem depois de mais de 40 Km de plano, é uma subida relativamente amigável. Nova descida, com zonas técnicas e 20 Km em falso plano antes da subida mais dura e decisiva do dia, o Alto de San Miguel de Aralar, 9500 metros a 7,9%, típica ascensão da zona, muito irregular, estreita e piso áspero.


Os últimos 17 Km são em descida, com diversas zonas técnicas, adicionando a isso a estrada húmida e vento pode ser um problema para muita gente.



Subidas categorizadas:
29.1 Km - Puerto de Guirguillano (3ª Cat., 7.2 Km @ 4.8%)
86 Km - Puerto de Urbasa (3ª Cat., 6.8 Km @ 5.7%)
134.4 Km - Alto de San Miguel de Aralar (1ª Cat., 9.5 Km @ 7.9%)

Condições meteorológicas



Dia seco.
Temperatura entre os 16 a 20 ºC.
Vento forte de sul no inicio da etapa, ao longo da tarde irá diminuir.

Favoritos

Fuga
Sim, se depender da Jumbo-Visma. No entanto, outra equipas poderão estar interessadas noutro cenário, nomeadamente a Ineos.

Todos contra Roglic
O esloveno já mostrou ao que veio, ganhou a primeira etapa com um ataque em descida. Cabe às outras equipas tentarem encontrar um antidoto, porque levá-lo até à linha de meta não é solução. Sem Pogacar, o ciclista da Jumbo-Visma está mais à vontade e com a equipa holandesa tem 5 corredores no Top-15 logo no primeiro dia, as coisas não serão fáceis para os adversários. Das outras equipas destacam-se duas.
A Ineos esteve forte na 1ª etapa e é aquela que parece ter mais argumentos para contrariar Roglic e a Jumbo, enquanto a Movistar terminou com Enric Mas na frente mas viu Valverde a quebrar um pouco nas rampas onde o murciano era muito forte.

⭐⭐⭐ Roglic
⭐⭐ D. Martin, Valverde
⭐ Mohoric, Carapaz, Bagioli

A nossa aposta: Primoz Roglic
Se a decisão for entre um grupo restrito de ciclistas da geral, então o esloveno é o favorito.

Joker: Andrea Bagioli
O problema para o jovem italiano é aguentar com os homens da geral na última subida. Caso consiga, então é um sério candidato a ganhara etapa, já que possui uma boa ponta final. Este ano já bateu Roglic num final semelhante no Tour de l'Ain.


Seguir em directo: #LaVuelta2020

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Publicar um comentário