Giro d'Italia - Antevisão da 14ª etapa

Um dos dias mais importantes do Giro chegou. Contrarrelógio de 34 Km que promete fazer muitas diferenças.

Conegliano - Valdobbiadene, 34.1 Km



Os ciclistas enfrentarão um percurso exigente de 34,1 Km por entre vinhedos. Os primeiros 6 Km são planos. A primeira subida, o  Muro di Cà del Poggio (1,1 Km a 12,3%, máx. 19%) é a mais dura do dia e aquela que poderá dar indicações de quem está mais forte neste Giro. Há pontos a serem atribuídos aos 3 primeiros para a montanha
A subida oficial termina um pouco antes de San Pietro di Feletto, que é o topo, segue-se uma zona de descida e plana e aparece o ponto intermédio em Pieve di Soligo. O terreno continua em plano e depois sobe ligeiramente no Col San Martin, onde está colocado outro ponto intermédio.
O terreno volta a empinar para San Pietro di Barbozza seguido de descida em direção à meta. A parte final é técnica, a 750 m o percurso faz uma curva acentuada para  esquerda e depois para direita, e o acesso à reta da meta é também. Os últimos 400 m são a 5,0%.

Subida categorizada:
7.4 Km - Muro di Ca'Del Poggio

Condições meteorológicas

Não se espera chuva.
Temperatura rondará os 14ºC.
O vento vai soprar fraco de sudeste virando para sul para o final do contrarrelógio. Não deve influenciar.

Favoritos

Vitória de etapa
Ganna, Dennis e Campenaerts são os melhores especialistas em prova. O italiano este ano apenas perdeu para Evenepoel na especialidade e arrasou tanto Dennis como Campenaerts nos confrontos diretos. 
O gigante italiano é o grande favorito e tudo o que não seja a vitória dele será uma grande surpresa.

Luta pela Geral
Kelderman e Almeida são os principais candidatos a ganhar a batalha entre os homens da geral. Não subestimar Bilbao, que é o atual campeão espanhol de contrarrelógio. Nibali, Majka, Konrad e Fuglsang tentarão limitar as perdas, Nibali é um ciclista que nos anos áureos andava bem na especialidade nas grandes voltas.
Pozzovivo é o ciclista que menos se espera, se perder muito tempo (+2 minutos) para os melhores da geral, não será de espantar.
Hindley é uma total incógnita, ao contrário de McNulty e Tao Hart, que se esperam boas performances e uma aproximação ao top-10 da geral.

⭐⭐⭐ Ganna
⭐⭐ Campenaerts, Dennis
⭐ Almeida, Kelderman, McNulty, Bjerg, Dowsett

A nossa aposta: Filippo Ganna
Atualmente não tem rival na disciplina.

Joker: Mikkel Bjerg
Campeão do mundo da especialidade nos escalões jovens, parece que finalmente quer-se afirmar na elite. Está a realizar um excelente Giro e no primeiro contrarrelõgio já andou bem.

Horário de saída (hora de Itália)


Seguir em directo: #Giro2020, #Giro, #Giro103

Eurosport 2 (11:40)

Horário Portugal continental

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Publicar um comentário