Giro 2017 - Antevisão 18ª etapa

Depois de um dia de transição e mais calmo para os homens da geral, a 18ª etapa é completamente o oposto. Apesar de curta, não proporcionará nenhum momento de descanso àqueles que lutam por envergar a maglia rosa em Milão.

Perfil da 18ª etapa
Mapa da 18ª etapa
Etapa que se realiza integralmente numa das regiões mais emblemáticas para a prova, os Dolomitas. É curta, são apenas 137 quilómetros com cinco contagens de montanha e começam bem cedo, aos 14 quilómetros iniciam a subida do mítico Passo Pordoi (GPM1, 11.8 km a 6.8%). Após a descida, os ciclistas terão apenas uns quilómetros planos e começam novamente a subir, desta vez para Passo Valparola (GPM2, 12,2 km a 6,4%).

As duas primeiras subidas do dia tem pendentes bastante constantes, sendo que em Passo Pordoi a pendente máxima é de 9%, logo nos primeiros quilómetros da subida, enquanto que em Passo Valparola atinge-se os 14% de máxima, mesmo no final. A subida deste ano para Passo Valparola é feita por uma vertente diferente mas a descida será a mesma, até à cidade de Corvara e aí encontrarão a terceira subida do dia, Passo Gardena (GPM2, 9,3 km a 6,4%).

A descida será longa (18 quilómetros) e levará o pelotão até Ortisei, cidade da chegada, mas a etapa ainda não está a terminar! Em vez disso, começam novamente a subir, para Passo Pinei (GPM3, 4,2 km a 6,3%) uma subida mais curta mas bastante irregular com rampas de 15%. Após esta pequena subida serão 15 quilómetros de descida e a preparação para a subida final.
Em Pontives (GPM1, 9,3 km a 6,8%) a subida endurece à medida que avança, sendo que os últimos 3 quilómetros têm uma média de 9,3% e rampas de 13% nos últimos metros. Mas após a coroação da subida ainda faltam 4 quilómetros até à meta e nos últimos 500 metros haverá uma rampa bastante íngreme (100mt a 13%).


Cidade de partida: Moena

Moena - Val di Fassa
Moena é conhecida como "A fada dos Dolomitas" devido à sua localização geográfica. É a 'ponte' entre o Val di Fassa e Fiemme.
A cidade de Moena é a mais populosa e bonita do Val di Fassa. No inverno é o coração da estância de esqui de Alpe Lusia-San Pellegrino, pertencente à Domoliti Superski e no verão, é um dos locais mais populares devido às caminhadas, com trilhos bastante desafiantes quer a pé, quer de bicicleta de montanha.
A nível cultural, as principais atracções são: a igreja de San Vigilio, com um campanário gótico e pinturas do século XVIII de Valentino Rovisi, a antiga igreja de San Volfango, com frescos do século XV e um tecto barroco de Giovanni Guadagnini (século XVII).
Cidade de chegada: Ortisei/St. Ulrich

Ortisei - Val Gardena
Ortisei é uma cidade italiana da região do Trentino-Alto Ádige, província de Bolzano. É talvez a cidade mais animada e importante de Val Gardena. A pitoresca cidade alpina é caracterizado pela sua área pedonal atraente, com muitos bares, muitas lojas e praças encantadoras. Igrejas, monumentos e o "Museu de Gherdeina" ainda são testemunhas da antiga cultura ladina, que por ali ainda se vive. . Encontramos também, como atracções, o teleférico Seceda e o teleférico que liga a capital com Alpe di Siusi, um ponto de partida ideal para aqueles que querem mover-se ao ar livre com um dos mais belos cenários de fundo, os Dolomitas, Património Mundial da UNESCO.

Condições meteorológicas

Mais um dia solarengo, com 18 graus de temperatura, no topo das montanhas, serão um pouco inferiores, mas nada de preocupante. O vento soprará moderado de norte, na fase inicial será contrário, mas durante o resto da etapa, serão cruzados.

Favoritos

***  Nairo Quintana
** Tom Dumoulin, Vincenzo Nibali, Mikel Landa (fuga)
* Ilnur Zakarin, Thibaut Pinot, Adam Yates

A nossa aposta: Nairo Quintana

Se quer ganhar o Giro, vai ter de atacar para ganhar tempo nesta etapa. Está a 31 segundos de Dumoulin e tem 41 segundos de vantagem sobre Nibali.
A apatia que mostrou no Stelvio foi surpreendente, limitou-se a responder aos ataques e na descida acabou por perder tempo.
A Movistar também terá de jogar tacticamente de forma a colocar o seu líder numa posição vantajosa, que o permita maximizar os ganhos.

Outsider: Mikel Landa

Já tentou várias vezes, a última das quais na terrível etapa do Mortirolo e Stelvio (2x), onde acabou por ser batido no sprint por Nibali.
A Sky neste momento tem como único objetivo vencer etapas e Landa é a sua maior esperança, devido ao terreno.


Seguir em direto: #giro100, @giroditalia
(a partir das 12:15, hora de Portugal Continental)



Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário