Vuelta a España 2019 - Antevisão 20ª etapa

Último round que definirá o vencedor e quem o acompanhará no pódio. Dia muito duro pelas montanhas da Serra de Gredos, com mais de 4500 metros de subida acumulada distribuídos por 190 Km.

Mapa
Perfil
Os únicos Km planos, são os primeiros 15 Km, a restante etapa é um massacre com 6 contagens de montanha. A primeira do dia é o longo Puerto de Pedro Bernardo, são mais de 18 Km de subida, a 4.4%, boa para a fuga do dia ser criada. Logo a seguir, após uma descida de apenas 2 Km, começa a ascensão do Puerto de Serranillo, parecida com a anterior, mas com metade da extensão.
Após 20 Km de descida, aparece a terceira subida do dia, Alto de Navatalgordo, pouco mais de 5 Km acima dos 7%. Isto tudo nos primeiros 70 Km de etapa.
Depois de Navatalgordo, são cerca de 30 Km de sobe e desce, terreno muito ondulado, mas sem qualquer zona plana. O Alto de Gredos é a próxima subida, mas inexplicavelmente não está categorizada, são 3 Km a . Uns Km mais à frente, os corredores enfrentam o Puerto de la Chia, este categorizado, são apenas 2500 metros a 7.2%. 
As pernas nesta fase, com a fadiga acumulada de 3 semanas de competição, já pedem descanso, mas os últimos 70 Km, estão longe de serem fáceis, para azar da maioria. E o Puerto de Peña Negra é a próxima subida, logo de 1ª categoria, 14,5 Km a quase 6%, poderá ser aqui que irão surgir ataques de gente que procura subir na classificação (Astana?).
Chegamos então aos últimos 11 Km, onde começa a subida final, Plataforma de Gredos, que pode ser dividida em duas partes, com a parte intermédia a ser uma descida. A parte mais dura da ascensão é imediatamente após da descida, com rampas acima dos 10%.
Não vai ser nesta última subida que diferenças grandes podem ser feitas. A etapa pede ataques de longe.

Sprint intermédio:

- Hoyos del Espino (1405 m, Km 179.9).

Subidas categorizadas: 
Km 34 - Puerto de Pedro Bernardo (1ª Categoria, 18.5 Km a 4.4%)

Km 45.6 - Puerto de Serranillos (2ª Categoria, 9.0 Km a 4.8%)

Km 69.5 - Alto de Navatalgordo (2ª Categoria, 5.1 Km a 7.3%)

Km 118.8 - Puerto de la Chia (3ª Categoria, 2.5 Km a 7.2%)

Km 155.8 - Puerto de Peña Negra (1ª Categoria, 14.4 Km a 5.9%)

Meta - Plataforma de Gredos (3ª Categoria, 8.4 Km a 4.2%)
                                                                                                                                                  @recorridosciclistascantabria

Local de partida: Arenas de San Pedro
Puente Aquelcabos
Com a sua forte tradição castelhana, a paisagem ao redor de Arenas de San Pedro coincide com o que qualquer visitante pode esperar de uma cidade típica da província de Ávila. É uma cidade com uma presença medieval marcada, tendo como expoente máximo a Puente Aquelcabos. Esta ponte data do século XIV e as suas pedras atravessam o rio Arenal, um dos afluentes do rio Tiétar.

Local de chegada: Plataforma de Gredos
Sierra de Gredos
O Circo de Gredos é um circo glaciar situado na zona central da vertente norte da Serra de Gredos, uma cordilheira que faz parte do Sistema Central ibérico. A área, uma das mais importantes do Parque Regional da Serra de Gredos, faz parte do município de Navalperal de Tormes, no sudoeste da província de Ávila, na Espanha.
O local é uma das áreas mais populares para caminhantes e pessoas que visitam a Serra de Gredos. Este pico atinge uma altura de 1.700 metros, dentro de uma cordilheira dominada pelo Monte Almanzor, a 2.600 metros.

Condições meteorológicas

Possíveis tempestades na região da Serra de Gredos.
Temperatura a rondar os 16ºC, durante toda a etapa.
Vento forte de sudeste.

Favoritos

O que é que a Movistar irá fazer, defender os dois lugares de pódio, ou tentar atacar Roglic? Esta é a grande questão, estamos em crer que a equipa espanhola tentará defender apenas o pódio.
A Astana por seu lugar quererá atacar o pódio e para isso Miguel Angel Lopez terá de tentar algo ainda antes da ultima subida, o Puerto de Peña Negra será o local ideal para lançar atacar a corrida. A equipa cazaque tem de colocar gente na fuga, de forma a serem uteis a Lopez para os 50 Km finais.
A UAE vive de Pogacar e o jovem esloveno quebrou na 18ª etapa, por isso, será dificil que ele ataque a corrida, o mesmo para Quintana, que dificilmente aguentará o lugar no pódio, terá de ter um dia bem melhor que os últimos na montanha.
Há boas possibilidades do vencedor sair da fuga, no

⭐⭐⭐ Miguel Angel Lopez
⭐⭐ Primoz Roglic, Alejandro Valverde
⭐Jakob Fuglsang, Tao Hart, Wout Poels, Sérgio Higuita, James Knox, Óscar Rodriguez, Ruben Guerreiro, Pierre Latour

A nossa aposta: Miguel Angel Lopez
O colombiano tem aqui última oportunidade de entrar no pódio. A irregularidade não lhe permite lutar pela vitória numa Grande Volta, é um problema que terá de resolver nos próximos se um dia quiser vencer uma prova de 3 semanas.
Tem de atacar de longe, para fazer a diferença.

Joker: Tao Hart
Vuelta para esquecer da Ineos, podem amenizar o desastre através de uma vitória de etapa. Tao Hart tem sido o melhor da equipa britânica, tem tentado, mas sem sucesso, hoje deverá estar novamente em fuga.


Seguir em directo: #LV2019 #laVuelta #Vuelta2019 #laVuelta2019
(a partir das 11:00, hora de Portugal Continental)


Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário