Volta à França 2019 - Antevisão 15ª Etapa

O Tourmalet fez estragos, eliminou alguns e mostrou a fragilidade de outros. Este é o último dia nos Pirinéus e é também uma das etapas mais bem desenhadas da edição deste ano.

Mapa
Perfil
Dia com 185 Km e 4400 metros de subida acumulada. Os primeiros 50 Km não são planos, com algumas subidas não categorizadas, terreno ideal para que uma fuga se forme.
A primeira subida categorizada, Col de Montségur, quase 7 Km a 5.9%, não deve fazer mossa no grupo dos favoritos. A descida não é complicada e depois são aproximadamente 40 Km de falso plano até Vicdessos, onde iniciam a ascensão a Port de Lers, são mais de 11 Km a 7%, subida muito constante. A descida é longa e técnica, quando termina começa logo o Mur de Péguère, subida muito dura, principalmente os últimos 3 Km, que são a 11%. A descida do Mur de Péguère não é técnica, mas é muito longa, são praticamente 25 Km.

Descidas
A última subida, Prat d'Albis começa em Foix, a ascensão tem quase 12 Km de extensão a 6,8%. A parte mais dura da subida é entre os 2 e 6 Km, estes 4 Km têm uma inclinação média a rondar os 9%, essas rampas são o palco ideal para ataques.

Sprint intermédio:
- Km 92.9 - Tarascon-sur-Ariege,

Subidas categorizadas:
- Km 60.0 - Col de Montsegur (2ª Cat., 6.8 Km a 5.9%),
- Km 120.0 - Port de Lers (1ª Cat., 11.4 Km a 7.0%),

- Km 146.7 - Mur de Péguère (1ª Cat., 9.3 Km a 7.7%), Bónus (8, 5 e 2 segundos)

- META - Prat d'Albis (1ª Cat., 11.8 Km a 6.8%).


Cidade de partida: Limoux
Limoux
Limoux é uma cidade de Aude, Occitanie, a cerca de vinte quilómetros a sul de Carcassonne.
Localizado no vale do Aude, que deu o nome ao departamento, apoiado por colinas e colinas que prefiguram o Maciço dos Corbières a leste e os Pirenéus ao sul, Limoux já é habitada desde os tempos dos romanos. A cidade desenvolveu-se no século XI antes de sofrer as consequências das cruzadas contra os albigenses e de ser devastada pelo Príncipe Negro durante a Guerra dos Cem Anos até o século XIV.
Com mais de 10 000 habitantes, Limoux preservou o seu património histórico, estando no centro de uma região com um ambiente natural de qualidade. Para além da sua riqueza em vinhos e do famoso blanquette de Limoux, o seu dinamismo cultural e festivo, torna-o num local de eleição para os amantes do turismo ecológico.
Cidade de chegada: Foix Prat d'Albis
Foix
Construído num afloramento rochoso, o castelo medieval de Foix domina as vistas da cidade velha. Permanece com as três torres bem preservadas, bem como os muros alto. Esta antiga fortaleza imponente, dos Condes de Foix, agora abriga o museu do departamento de Ariège, que traça a história do condado de Foix e do castelo através de exposições temáticas e colecções de objectos do quotidiano medievais, armas e armaduras. Esta colina também oferece um panorama deslumbrante da cidade, do vale de Ariège e das montanhas circundantes.
Abaixo, a cidade velha de Foix é um lugar particularmente agradável para um passeio, com as suas ruas estreitas e bonitas praças recheadas de esplanadas.

Condições meteorológicas

Dia muito instável, nublado. Temperatura a rondar os 25ºC durante toda a etapa.
O vento vai soprar fraco.

Favoritos

Fuga?
Sim.
Depois de um contarrelógio e do Tourmalet, a fuga poderá voltar a ter sucesso, é do interesse da Deceuninck-QuickStep. A menos que a Movistar, Ineos, Groupama-FDJ, Jumbo-Visma e Astana endureçam a corrida, mas o cansaço acumulado e a dureza da etapa poderá afastar essas ideias destas equipas.
Os candidatos são mais que muitos entre os quais, Tim Wellens, que na etapa anterior esteve em fuga para arrecadar pontos para a camisola da montanha e é natural que volte a estar na envolvido na escapada. Thomas de Gendt 'descansou' na etapa anterior e poderá tentar novamente. Rui Costa também pode voltar a tentar.
Dan Martin e Adam Yates perderam muito tempo no Tourmalet, também são candidatos a estarem na fuga.

⭐⭐⭐Marc Soler, Thomas de Gendt, Tim Wellens, Dan Martin, Rui Costa, Adam Yates, Simon Yates, Simon Clarke, Tiesj Benoot, Serge Pauwels, Jack Haig, Tiesj Benoot
⭐⭐ Julian Alaphilippe, Thibaut Pinot
⭐ Egan Bernal, Steven Kruijswijk, Emanuel Buchmann

A nossa aposta: Tiesj Benoot
Já esteve próximo de ganhar uma etapa 2 vezes, foi 2º na 9ª etapa e 4º na 12ª etapa. Está a subir muito bem e se estiver na fuga é novamente candidato a lutar pela etapa.

Joker: Egan Bernal
A Ineos viu Thomas a quebrar no Tourmalet, é certo que as perdas não foram grandes, mas os sinais são preocupantes. A equipa britânica não é a mesma de outros anos, o comboio não consegue descarregar ninguém e homens como Kwiatkowski e Poels muito longe do melhor.
Por essas razões, a equipa poderá usar Bernal como carta ofensiva e pode testar já isso em Prat d'Albis.

Alaphilippe mantém a amarela?
Sim.


A camisola amarela que o vencedor irá usar homenageia Miguel Indurain, o único ciclista que venceu o 5 Tours consecutivamente.


Seguir em directo: #tdf2019, #letour, #tourdefrance, #tdf
TV: Eurosport 1 (a partir das 11:00)  RTP 1 (a partir das 12:20)

Horário Portugal continental




Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário