Giro 2019 - Antevisão 6ª Etapa

Depois da tempestade que assolou a 5ª etapa, o dia vai voltar a ser marcado pela chuva e temperaturas relativamente baixas para


Mais uma etapa bem acima dos 200 Km e com um terreno bem traiçoeiro. Os primeiros 150 Km são marcados por quatro subidas não categorizadas, a primeira com 11 Km de corrida, 4.5 Km a 4.5%. A segunda aparece depois de falsa subida, são 13 km a 3%, o topo situa-se aos 54.6 Km.
A terceira subida é em Campobasso, 9 Km a 3%, situa-se mais ou menos aos 94 Km. Depois de uma longa descida e falso plano aparece a a última subida não categorizada, mas que o devia ser, 3 Km a 5,5%, o topo está a cerca de 100 Km da meta.
Segue-se a descida e uma longa secção da etapa plana, até aos 206 Km onde aparece a subida que fará a seleção, Coppa Casarinelle, são 15 Km a 4.4%, os sprinters deverão ser descartados nesta subida. A meta está colocada a 18 Km de Coppa Casarinelle, o terreno até final contempla uma ligeira subida a 13 Km da meta e depois é plano até San Giovanni Rotondo.


Cidade de partida: Cassino
Abadia de Montecassino
A cidade de Cassino é mais conhecida pela bela Abadia de Montecassino, que reina absoluto sobre uma colina de onde se tem uma bela vista panorâmica de todo o vale. De acordo com historiadores, a abadia foi construída sobre um antigo local pagão, um templo de Apolo que coroava a colina. Durante a Segunda Guerra Mundial, tanto a cidade como a Abadia de Montecassino, foram destruidas. Hoje, Cassino combina essa história com o dinamismo e o frescor de uma cidade invadida por estudantes que frequentam a universidade. Além disso, a Abadia de Montecassino, com seu museu, está entre os monumentos mais visitados da Itália.

Cidade de chegada: San Giovanni Rotondo
Convento Santa Maria delle Grazie
San Giovanni Rotondo fica nas encostas do Monte Calvo. A pequena aldeia no coração do Parque Nacional Gargano é um importante centro de turismo religioso internacional, graças à figura do Padre Pio de Pietrelcina, que viveu e trabalhou aqui. O foco da devoção é o Santuário de Padre Pio onde são mantidos os seus restos mortais, destino de constantes peregrinações. O santuário é considerado o segundo maior da Itália, apenas atrás do Vaticano.

Condições meteorológicas

A chuva vai voltar a marcar presença, temperaturas a variarem entre os 10ºC e os 15º ao longo da etapa. O vento vai soprar fraco a moderado de Norte.

Favoritos

⭐⭐⭐ Fuga (Masnada, De Gendt, Ciccone, Madouas, Frapporti, Oomen)
⭐⭐ Diego Ulissi, Simon Yates, Primoz Roglic
⭐ Richard Carapaz, Vincenzo Nibali, Pello Bilbao, Valerio Conti, Caleb Ewan

A nossa aposta: Fuga (Thomas de Gendt)
É um dia para a fuga, o cansaço já se sente no pelotão, devido à quilometragem e também à variedade das condições meteorológicas que estão a apanhar, do calor nos primeiros dias para a chuva e frio dos últimos dias. Por essa razão e porque o terreno não é ideal para o sprint e as equipas dos sprinters não irão perseguir, uma fuga tem boas hipóteses de sucesso.
Thomas De Gendt ainda não tentou estar em fuga, tem aqui uma boa etapa para iniciar a sua contabilidade de quilómetros em fuga e quem sabe com um final feliz.

Joker: Pello Bilbao
Se a etapa for decidida pelos homens da etapa, Pello Bilbao é um forte candidato. Sem os sprinters na disputa, o ciclista da Astana poderá fazer uso da sua boa ponta final.
A equipa cazaque tem estado bastante escondida, concentrada em proteger o seu líder, mas se tiverem oportunidade de vencer uma etapa, não a vão desperdiçar.


Seguir em directo: #Giro102, #Giro, @giroditalia

(a partir das 12:05, hora de Portugal Continental)

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário