Gree-Tour of Guangxi (2.WT) - Antevisão

Um dos objectivos da última década da UCI, é globalizar a modalidade e a China é um mercado muito apetecível. Por isso em 2011 pela primeira vez o país recebeu uma prova World Tour, o Tour of Beijing. A experiência foi um fracasso, apenas durou 4 anos com diversos problemas a afetar a corrida, para a substituir a UCI achou que o Tour of Guangxi seria a prova ideal.
O Tour of Guangxi tal como o Tour of Beijing situa-se no final do calendário UCI, fecha a temporada do World Tour. Disputa-se numa região diferente, de forma a evitar os problemas que afetou o Tour of Beijing. Um deles era a poluição, uma parcela do pelotão detestava-a por essa razão.

História

2017 TimWellens (BEL) Lotto-Soudal
2018 Gianni Moscon (ITA) Team Sky


 
Percurso

17/10 Etapa 1 - Beihai › Beihai (135.6 Km)
18/10 Etapa 2 - Beihai › Qinzhou (152.3 Km)
19/10 Etapa 3 - Nanning › Nanning (143 Km)
20/10 Etapa 4 - Nanning › Nongla Scenic Area (161.4 Km)
21/10 Etapa 5 - Liuzhou › Guilin (212.2 Km)
22/10 Etapa 6 - Guilin › Guilin (168.3 Km)
Total: 972.8 Km

Mais um ano em que o percurso é uma desilusão, muito parecido com o do ano passado. Das seis etapas, apenas uma promete marcar diferenças, é a 4ª etapa, com chegada a Mashan Nongla Scenic Spot, será aí que o vencedor da geral irá ser encontrado.
As outras cinco etapas ou são planas, ideais para os sprinters ou com as dificuldades colocadas muito longe da meta como são os casos das últimas duas etapas.

Perfis
17/10 Etapa 1 - Beihai › Beihai (135.6 Km)

18/10 Etapa 2 - Beihai › Qinzhou (152.3 Km)

19/10 Etapa 3 - Nanning › Nanning (143 Km)

20/10 Etapa 4 - Nanning › Nongla Scenic Area (161.4 Km)

21/10 Etapa 5 - Liuzhou › Guilin (212.2 Km)

22/10 Etapa 6 - Guilin › Guilin (168.3 Km)


Startlist

Aqui

Favoritos

Sprinters:
⭐⭐⭐ Pascal Ackermann
⭐⭐ Matteo Trentin, Fernando Gavíria
⭐ John Degenkolb, Matteo Moschetti, Jakub Marezcko, Phil Bauhaus, Kristoffer Halvorsen

Geral
⭐⭐⭐ Felix Grossschartner
⭐⭐ Enric Mas, Guillaume Martin
⭐Daniel Martinez, Carl Fredrik Hagen, David Villella, Hugh Carthy, Max Schachmann

A nossa aposta: Felix Grossschartner
Foi 2º na edição do ano passado e e ste ano promete lutar novamente pelos primeiros lugares. Realizou um ano bastante interessante e conhece o final da etapa rainha da prova, apenas foi batido por Moscon em 2018 no mesmo local.

Joker: Guillaume Martin
Um dos bons valores franceses que se afirmaram este ano. Ciclista que sobe bem e que poderá disputar a chegada a Nongla.
Uma possível vitória nesta prova era bastante importante para a sua equipa, que não é World Tour e realisticamente, esta é uma das poucas oportunidades que têm.


Seguir em directo: @TourofGuangxi, #tourofguangxi

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário