Vuelta a España 2018 - Antevisão 9ª etapa

Antes do descanso, para finalizar a primeira semana de prova nada melhor que o primeiro verdadeiro teste na alta-montanha.

Mapa
Perfil
La Covatilla
Dia muito duro com 200 quilómetros que podem ser divididos em quatro partes. A primeira são os primeiros 30 quilómetros, praticamente planos e sem grande interesse, que servirá para os corredores aquecerem o motor.
A segunda parte é aquela que vai do quilómetro 30 até ao 98, uma parte da dureza da etapa está concentrada aí. São três subidas, a primeira delas é de 1ª categoria, Puerto del Pico, as outras duas são de 3ª e 2ª categoria respetivamente. Estas ascensões não serão decisivas, mas vão criar fadiga para o final da etapa.
A terceira parte é aquela que contém a descida do Puerto de Peña Negra e a parte mais plana até ao inicio da subida final. Em Béjar, por volta do quilómetro 177, os ciclistas já começam a subir ligeiramente.
A última parte é a subida de Al Covatilla, que é de categoria especial. São 8 quilómetros a 8,1%, ideal para os trepadores puros e levezinhos, as diferenças serão importantes.

Sprint intermédio: 
-   Guijuelo (1007 m, Km 149.0).

Subidas categorizadas: 
- Puerto del Pico (1ª Cat., 1385 m, 15.1 Km a 5.7%, Km 52.1),
- Alto de Gredos (3ª Cat., 1571 m, 4.6 Km a 4.9%, Km 67.3),
- Puerto de Peña Negra (2ª Cat., 1904 m, 12.2 Km a 4.8%, Km 97.3),
- La Covatilla (HC, 1961 m, 8.0 Km a 8.1%, META).

Zona e abastecimento:
- Piedrahíta (1053 m, Km 112.4).

Local de partida: Talavera de la Reina



Talavera da Rainha é um município da Espanha na província de Toledo, comunidade autónoma de Castela-Mancha.
A cidade ocupa um lugar privilegiado no oeste da Espanha. O seu rico património faz com que as pessoas se apaixonem por ela, assim como pela sua gastronomia e pelas suas festividades. A sua Semana Santa foi declarada de Interesse Turístico Regional, a Feira San Isidro e a de San Mateo atraem milhares de pessoas ao seu recinto e o Festival Internacional de Jazz é realizado no final de julho em locais ao ar livre por toda a cidade.
 
Local de chegada: La Covatilla


La Covatilla é uma estância de esqui, situada no sistema central da província de Salamanca, em Castela e Leão. O resort fica no município de La Hoya.
Tem inúmeras rotas de montanha através de florestas de castanheiros e carvalhos, que são uma delícia para os sentidos, que podem ser feitas a pé e/ou de bicicleta.
O local ficou bastante conhecido por ter realizado, em várias ocasiões, o final de etapa da Vuelta.

Condições meteorológicas

Mais um dia com muito Sol, a temperatura rondara os 26ºC, mas nos pontos mais elevados será um pouco menor. O vento soprará fraco de Sudeste.

Favoritos

⭐⭐⭐ Nairo Quintana, Simon Yates
⭐⭐ Alejandro Valverde, Miguel Angel Lopez, Steven Kruijswijk
⭐ Thibaut Pinot, Fabio Aru, Wilko Kelderman, Rigoberto Uran, George Bennett, Emmanuel Buchmann

A nossa aposta: Simon Yates
Um dos ciclistas mais ofensivos do pelotão, o que por vezes faz com exagere e acabe por pagar. Se estiver bem, irá atacar e poucos poderão aguentar.
O problema do britânico está na 3ª semana, será que aguenta?

Outsider: Miguel Angel Lopez
O colombiano tem andado pelos primeiros lugares em etapas que não costuma estar longe dos primeiros. Isto indica que está com boas pernas e capaz de começar a fazer diferenças já em La Covatilla.

Diferenças entre os candidatos da geral:
2. Alejandro Valverde (Movistar Team)
3. Emmanuel Buchmann (Bora-hansgrohe) a 1″
4. Simon Yates (Mitchelton-Scott) a 3″
6. Michal Kwiatkowski (Team Sky) a 19″
7. Ion Izagirre (Bahrain-Merida) a 24″
8. Nairo Quintana (Movistar Team) a 27″
9. Steven Kruijswijk (LottoNL-Jumbo) a 31″
10. Enric Mas (Quick-Step Floors) a 36″
11. George Bennett (LottoNL-Jumbo) a 39″
12. Miguel Ángel López (Astana) a 40″
13. Fabio Aru (UAE Team Emirates) a 41″
14. Rigoberto Urán (EF-Drapac) a 42″
15. David de la Cruz (Team Sky) a 44″
17. Wilco Kelderman (Sunweb) a 2:03″
18. Thibaut Pinot (Groupama-FDJ) a 2:21″

Seguir em directo: #LV2018 #laVuelta #Vuelta2018 #laVuelta2018
(a partir das 13:30, hora de Portugal Continental)
  (a partir das 14:30, hora de Portugal Continental)


Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário