Vuelta a España 2018 - Antevisão 10ª etapa

Depois do dia de descanso, temos uma etapa aparentemente tranquila. A prova deixou o Sul e tem um dia em Castela e Leão nas redondezas de Salamanca.

Mapa da 10ª etapa

Perfil da etapa

Últimos 5 quilómetros
Ao décimo dia, a Vuelta tem a primeira etapa mais a norte no território espanhol. É um dia tranquilo para os homens da geral, em condições normais, nada acontecerá nessa luta.
É um dia ideal para sprinters, a etapa começa na história cidade de Salamanca, famosa pela sua Universidade.. O corredores dirigem-se para leste, até que em Alba de Tormes, invertem o sentido e vão em direção à fronteira com Portugal, são cerca de 140 praticamente planos. Aparece então uma curta descida seguido da única subida do dia, Alto de Fermosell, bem próximo do território Português. 
Neste ponto, viram para nordeste e fazem os últimos 30 quilómetros em direção a Bermillo de Sayago, praticamente planos. A parte final não apresenta nenhumas dificuldades, sem viragens perigosas, terreno ideal para um sprint limpo.

Sprint intermédio: 
Trabanca (740 m, Km 135.3).

Subidas categorizadas:
- Alto de Fermoselle (3ª Cat., 670 m, 4.9 Km a 5.3%, Km 147.9).

Zona e abastecimento:
- Ledesma (735 m, Km 95.9).

Local de partida: Salamanca


Salamanca é um município da província com o mesmo nome, na comunidade autónoma de Castela e Leão. São muitas as razões para visitar Salamanca, desde os seus campos de cereais verdes em La Armuña e Peñaranda até aos cumes da Cordilheira de Béjar, passando pelos formidáveis desfiladeiros e pelas imensas florestas.
Descubra os municípios que são reconhecidos como Complexos Históricos, as esculturas encontradas no sítio arqueológico de Siega Verde (declarado Património da Humanidade), o Território Vetón e seus misteriosos assentamentos e as Fortificações de la Frontera (Fortificações Fronteiriças).

Local de chegada: Fermoselle


Localizada na província de Zamora, comunidade autónoma de Castela e Leão, a cidade das mil adegas, a Varanda do Douro, capital das Arribas ou “cidade cujas casas parecem estar espalhadas em colinas rochosas, às quais se agarram para não cair”, como descreve Miguel de Unamuno… São estes os vários nomes, pelos quais Fermoselle é conhecida.
Muitas são as razões para visitar Fermoselle, como as suas ruas estreitas repletas de segredos e vivências, ou as trilhas junto ao Douro, que combina as suas águas entre Zamora, Salamanca e Portugal. Os vinhedos e as oliveiras centenárias são a prova viva do espírito de trabalho e da natureza acolhedora dos habitantes locais.

Condições meteorológicas

Mais um dia seco, a temperatura rondará os 28ºC e o vento soprará fraco.

Favoritos

⭐⭐⭐ Elia Viviani
⭐⭐ Peter Sagan, Giacomo Nizzolo, Nacer Bouhanni
⭐ Danny Van Poppel, Simone Consonni, Max Walscheid, Ryan Gibbons

A nossa aposta: Elia Viviani
Com Sagan ainda sem estar a 100%, é o principal sprinter em prova e ter ganho apenas uma etapa até ao momento não o pode deixar satisfeito.
A Quick-Step também não tem estado tão forte como se esperava e vai trabalhar para que Viviani tenha todas as condições para ganhar mais etapas e por isso a fuga terá poucas hipóteses.

Outsider: Giacomo Nizzolo
Esteve na discussão em dois sprinters, um deles complicado para a maioria dos velocistas, o que indica que está em boa forma.
Não tem um comboio forte para o ajudar, terá de escolher a roda certa.

Diferenças entre os candidatos da geral:
1. Simon Yates (Mitchelton-Scott)
2. Alejandro Valverde (Movistar Team) a 1″
3. Nairo Quintana (Movistar Team) a 14″
4. Emmanuel Buchmann (Bora-hansgrohe) a 16″
5. Ion Izagirre (Bahrain-Merida) a 17″
7. Miguel Ángel López (Astana) a 27″
8. Rigoberto Urán (EF-Drapac) a 32″
9. Steven Kruijswijk (LottoNL-Jumbo) a 43″
10. George Bennett (LottoNL-Jumbo) a 48″
11. Fabio Aru (UAE Team Emirates) a 1:08″
12. Enric Mas (Quick-Step Floors) a 1:15″
13. David de la Cruz (Team Sky) a 1:25″
14. Wilco Kelderman (Sunweb) a 1:50″
15. Michal Kwiatkowski (Team Sky) a 2:10″
16. Thibaut Pinot (Groupama-FDJ) a 2:33″


Seguir em directo: #LV2018 #laVuelta #Vuelta2018 #laVuelta2018
(a partir das 14:00, hora de Portugal Continental)
  (a partir das 15:00, hora de Portugal Continental)


Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário