Giro 2018 - Antevisão 2ª Etapa

Segundo dia, com a primeira etapa em linha, onde os puro sangue do sprint terão oportunidade de brilhar.



Começa em Haifa e os primeiros quilómetros são em direção a norte até Acres, local do primeiro sprint intermédio e dão a volta onde começam a dirigir-se para sul.
A primeira subida categorizada da prova situa-se em pouco depois dos 90 quilómetros de etapa, é de 4ª categoria e definirá o primeiro líder da montanha.
A partir de Caeserea, onde está o segundo sprint intermédio, até final, a etapa desenrola-se ao longo da costa até Tel-Aviv.

Sprints intermédios:
- Acri (6 m, Km 22.4),
- Caesarea (25 m, Km 105.5).

Subidas categorizadas: 
Zikhron Ya'aqov (4ª Cat. 163 m, 2.4 Km a 5.9%, Km 91.3).

Zona de abastecimento:
- Bat Shlomo (75 m, Km 83.5).

Cidade de partida: Haifa 


Haifa é a maior cidade do norte de Israel e a terceira maior do país. A cidade é um importante porto comercial e de pessoas, sendo também um centro ativo para a indústria de alta tecnologia. Haifa foi construída numa baía, que forma um porto natural, nas encostas do Monte Carmelo.
A população da cidade é constituída por árabes e judeus, dando um bom exemplo de co-existência pacífica.

Cidade de partida: Tel Aviv



Tel Aviv é a segunda maior cidade de Israel e a capital reconhecida internacionalmente. A cidade situa-se na costa mediterrânica de Israel, é o centro da maior e mais populosa área metropolitana do país, chamada Gush Dan. É uma cidade cheia de energia e diversão, o que faz com que seja conhecida como "a cidade que nunca dorme" e a "capital das festas".
Com 2,5 milhões de visitantes internacionais por ano, Tel Aviv é a quinta cidade mais visitada do Médio Oriente e da África.
As praias de Tel Aviv desempenham um papel importante no cenário cultural e turístico da cidade.


Condições meteorológicas

Dia agradável para pedalar, sem chuva, a temperatura rondará os 26ºC. O vento irá soprar fraco/moderado de Oeste, é necessário máxima atenção devido aos cortes no pelotão, principalmente na segunda parte da etapa, junto à costa.

Favoritos

*** Elia Viviani
** Danny Van Poppel, Sam Bennett, Sacha Modolo
* Niccolo Bonifazio, Andrea Guardini, Jakub Mareczko, Ryan Gibbons

A nossa aposta: Elia Viviani

A Quick-Step Floors tem o melhor leadout com Sabatini, Morkov, Cavagna, Schachmann e Stybar e isso dá-lhe vantagem.
Tem realizado uma boa temporada e no papel é o principal sprinter em prova, terá de provar na estrada e esta é a primeira oportunidade.

Outsider: Sacha Modolo
O comboio da EF é interessante com, Scully, Van Asbroeck e Docker. Modolo tem duas vitórias de etapa no Giro, conquistadas em 2015, mas nas últimas duas edições tem desiludido.
Tem apenas uma vitória em 2018, na Andaluzia, mas apontou a melhor forma para o Giro.

Seguir em directo: , @giroditalia
(a partir das 10:30, hora de Portugal Continental)



Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário