BinckBank Tour (2.WT) - Antevisão

Binckbank Tour é a nova designação da prova, que já teve vários nomes. O nome original da prova era Volta à Holanda e teve a sua primeira edição no dia 6 de maio de 1948, mas só se tornou um evento anual em 1975. A partir de 2000 começou a ser conhecido por Eneco Tour e devia a origem do seu nome ao principal patrocinador, a empresa de energia Eneco Energie
A prova tem muito daquilo que as clássicas da primavera possuem, desde pavé, até muros, passando pelo vento e também o público fanático por ciclismo. No fundo esta prova por etapas é um conjunto de clássicas reunidas numa prova por etapas, mais um contrarrelógio individual pelo meio, este ano também terá um colectivo.  

História

últimos 10 vencedores
2007  Iván Gutiérrez (ESP) Caisse d'Epargne
2008  Iván Gutiérrez (ESP) Caisse d'Epargne
2009  Edvald Boasson Hagen (NOR) Team Columbia - HTC
2010  Tony Martin (GER) Team HTC - Columbia
2011  Edvald Boasson Hagen (NOR) Sky ProCycling
2012  Lars Boom (NED) Rabobank
2013  Zdeněk Štybar (CZE) Omega Pharma - Quick Step
2014  Tim Wellens (BEL) Lotto-Belisol
2015  Tim Wellens (BEL) Lotto-Soudal
2016  Niki Terpstra (HOL) Etixx Quick-Step

Edição 2016 (Top-10)
1 Niki Terpstra (Ned) Etixx - Quick-Step 22:43:26
2 Oliver Naesen (Bel) IAM Cycling 0:00:31
3 Peter Sagan (Svk) Tinkoff Team 0:01:00
4 Greg Van Avermaet (Bel) BMC Racing Team 0:01:02
5 Jos van Emden (Ned) Team LottoNl-Jumbo 0:01:03
6 Wilco Kelderman (Ned) Team LottoNl-Jumbo 0:01:11
7 Zdenek Stybar (Cze) Etixx - Quick-Step 0:01:15
8 Jon Izagirre Insausti (Spa) Movistar Team 0:01:19
9 Tom Dumoulin (Ned) Team Giant-Alpecin 0:01:22
10 Bob Jungels (Lux) Etixx - Quick-Step 0:01:31

Percurso

 7/8 Etapa 1 - Breda › Venray (179,7 Km)
 8/8 Etapa 2 (CRI) - Voorburg › Voorburg (9 Km)
9/8 Etapa 3 - Bran Kmenberge › Ardooie (186 Km)
10/8 Etapa 4 - Lana Kmen › Lana Kmen (160,7 Km)
 11/8 Etapa 5 - SCRIard-Geleen › SCRIard-Geleen (164,9 Km)
 12/8 Etapa 6 - Riemst › Houffalize (196,9 Km)
 13/8 Etapa 7 - Essen › Geraardsbergen (193,5 Km)
Total:  1090,7 Kms

As 1ª, 3ª e 4ª etapas são planas, adequadas aos velocistas presentes na prova. No entanto as condições climatéricas, com destaque para o vento pode mudar significativamente o desenrolar das etapas, com a possibilidade de haverem cortes e a formação de grupos.
A 2ª etapa é uma das mais importantes, apesar do contrarrelógio ser curto, pode colocar algumas diferenças interessantes entre os candidatos.
As 5ª e 6ª etapas são típicas da região, com muitos muros, subidas curtas mas muito inclinadas, ao estilo da Amstel Gold Race. Aqui já será feita a seleção de quem irá estar na discussão.
A 7ª e última etapa, além dos muros, também tem os sectores de pavé, com particular destaque para as duas passagens pelo Muur van Geraardsbergen, que decidirão o vencedor.

Perfis
 7/8 Etapa 1 - Breda › Venray (179,7 Km)

 8/8 Etapa 2 (CRI) - Voorburg › Voorburg (9 Km)

9/8 Etapa 3 - Bran Kmenberge › Ardooie (186 Km)

10/8 Etapa 4 - Lana Kmen › Lana Kmen (160,7 Km)

 11/8 Etapa 5 - SCRIard-Geleen › SCRIard-Geleen (164,9 Km)

 12/8 Etapa 6 - Riemst › Houffalize (196,9 Km)

 13/8 Etapa 7 - Essen › Geraardsbergen (193,5 Km)

Startlist

Aqui

Favoritos

***** Peter Sagan
**** Tom Dumoulin, Wout Van Aert, Oliver Naesen
*** Greg Van Avermaet, Tony Gallopin, Tony Martin, Sep Vanmarcke
** Philippe Gilbert, Niki Terpstra, Arnaud Demare, Tiesj Benoot, 
* Dylan Van Baarle, Jens Keukeleire, Jasper Stuyven, Tim Wellens, Stefan Küng

A nossa aposta: Peter Sagan
Mostrou estar forte na Polónia e com o percurso desta prova, é naturalmente um dos favoritos. O contrarrelógio é curto e explosivo, o que lhe assenta bem. Mas é nas últimas etapas que pode decidir a seu favor a prova.
Sagan pode disputar a vitória em todas as etapas deste BinckBank Tour.

Outsider: Wout Van Aert
Está a realizar uma transição cautelosa do ciclocross para a estrada, com bons resultados. Tem um potencial tremendo, quase ilimitado, o que faz dele um ciclista a ter em conta neste tipo de corridas.

Seguir em directo: #binckbanktour
 Transmissão na Eurosport Portugal




Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário