Giro 2017 - Antevisão 13ª Etapa

Depois de um dia mais calmo, a 13ª etapa promete também o ser, já que mais plano do que isto, é complicado.

Perfil da 13ª etapa
Mapa da 13ª etapa
Etapa completamente plana, desenhada com régua e esquadro. É bem mais curta que a etapa do dia anterior, irão partir de Reggio Emilia, cidade onde estava instalada a meta ontem, em direção a Tortona, onde hoje estará a linha de chegada.
O único fator que poderá influenciar é o vento.

Cidade de partida: Reggio Emilia

Reggio Emilia
A cidade é também conhecida por Reggio nell'Emilia. Os habitantes de Reggio nell'Emilia (são os Reggiani, enquanto os habitantes de Reggio di Calabria são chamados de Reggini) costumam referir-se à sua cidade pelo simples nome de Reggio. Em alguns mapas antigos a cidade também é chamada de Reggio di Lombardia.
A parte velha da cidade tem uma forma hexagonal, que deriva das antigas muralhas e os edifícios principais datam dos séculos XVI-XVII.
Reggio Emilia é uma cidade aberta, que inova, cria laços, explora o futuro com uma base sólida no presente e na sua história.
A nível gastronómico, não podemos falar desta zona de Itália sem pensar imediatamente no famoso queijo Parmigiano Reggiano e no Vinagre Balsâmico de Reggio Emilia. Os pratos mais típicos da região são: Gnocco fritto (pastéis de massa fritos, servidos com queijo, salame e presunto), Erbazzone (uma tarte salgada com um recheio à base de folhas de beterraba, mas também pode ser feita com folhas de acelga, de espinafre), Tortelli verdi (um prato de pasta recheado com espinafres e queijo ricotta) e Ciccioli (é a versão italiana da rillette de porco).

Cidade de chegada: Tortona

Duomo de Tortona
Tortona é uma cidade italiana da região do Piemonte, província de Alexandria
Durante o império romano, a cidade era conhecida pelo nome de Augusta Dertona (em latim: Derthona). É, por isso, uma cidade muito antiga e com um passado rico em eventos e personalidades. Há quem defenda que as suas raízes são muito anteriores a Roma.
Tortona está localizado na margem direita do rio Scrivia, no vale do Pó, no sopé das colinas Piemonte dos Apeninos.
Em todas as pastelarias da cidade encontram-se dois doces muito típicos, o Baci di Dama e o Baci Dorati. O Baci di Dama são duas bolachinhas de avelã unidas por um recheio de chocolate, enquanto que o Baci Dorati são feitos com farinha de amêndoa e cacau.

Condições meteorológicas

Depois de 12 etapas com muito sol, há fortes possibilidades da chuva aparecer nesta 13ª etapa. A temperatura no entanto será agradável, rondará os 23ºC.
O vento pode mesmo influenciar a corrida, já que será forte de sul. Significa que os corredores apanharão vento cruzado durante todo o dia, o que pode significar cortes no pelotão.

Favoritos

*** Fernando Gavíria
** André Greipel, Caleb Ewan, Jakub Mareczko
* Sam Bennett, Ryan Gibbons, Sacha Modolo, Phil Bauhaus

A nossa aposta: Fernando Gavíria
Na sua primeira participação numa grande volta, já vai com três vitórias de etapas. É o sprinter em melhor forma e aquele que está a mostrar que ao fim de duas semanas ainda tem as pernas em bom estado.


Outsider: André Greipel
O alemão esteve bem longe de Gavíria na etapa anterior, deixando mesmo de sprintar. Porém, esta etapa é bem mais curta, o que o beneficia, já que quanto mais longa, melhor para o ciclista da Quick-Step e pior para Greipel.

Seguir em direto: #giro100, @giroditalia
(a partir das 12:15, hora de Portugal Continental)








Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário