Abu Dhabi Tour (2.WT) - Antevisão



Um dos principais objetivos da UCI na última década tem sido o de globalizar a modalidade. As provas fora da Europa têm sido cada vez mais frequentes.
A RCS, entidade organizadora do Giro d'Italia, decidiu no âmbito da globalização do ciclismo, em coordenação com autoridades do Abu Dhabi, criar uma prova por etapas no Emirado, no ano de 2015.
Este ano, a UCI decidiu passar a prova para a categoria máxima, World Tour e também deslocá-la no calendário, de outubro para fevereiro.
A poucos dias do inicio das clássicas da primavera, o Abu Dhabi reúne as grandes figuras do sprint e da montanha. A lista de participantes é um autêntico luxo.

História
2015 Esteban Chaves (COL) Orica-GreenEdge
2016 Tanel Kangert (Est) Astana Pro Team

Edição 2016 (Top-10)
1 Tanel Kangert (Est) Astana Pro Team 12:27:34
2 Nicolas Roche (Irl) Team Sky 0:00:21
3 Diego Ulissi (Ita) Lampre - Merida 0:00:43
4 Vincenzo Nibali (Ita) Astana Pro Team 0:01:00
5 Alberto Contador Velasco (Spa) Tinkoff Team
6 Julien Bernard (Fra) Trek-Segafredo 0:01:02
7 Ben Hermans (Bel) BMC Racing Team 0:01:29
8 Martijn Tusveld (Ned) Team Giant-Alpecin 0:01:38
9 Winner Anacona Gomez (Col) Movistar Team
10 Jesper Hansen (Den) Tinkoff Team

Percurso
 Etapa 1 - 23 de fevereiro - Baynounah Educational Complex › Madinat Zayed 189km
 Etapa 2 - 24 de fevereiro - Al Maryah Island › Big Flag 153km
 Etapa 3 - 25 de fevereiro - Hazza Bin Zayed Stadium › Jebel Hafeet 186km
 Etapa 4 - 26 de fevereiro - Yas Marina › Yas Marina 143km
Total: 671km 

O percurso será similar ao das duas edições anteriores, com os corredores a visitarem o deserto, a costa e a montanha. Serão três etapas para os sprinters e uma dedicada aos trepadores, que será no 3º dia, com o final em Jebel Hafee.

Perfis 
 Etapa 1 - 23 de fevereiro - Baynounah Educational Complex › Madinat Zayed 189km 


A primeira etapa terá como pano de fundo, o deserto. O primeiro sprint Intermediário está colocado em Liwa, seguido de uma secção no deserto com ondulações constantes sobre as dunas. Após nova passagem em Liwa, aparece o segundo sprint Intermediário. Os corredores invertem a rota e dirigem-se para o ponto de partida, ou seja, Madinat Zayed.
O último km será percorrido na cidade e tem apenas três curvas, uma à direita e duas à esquerda (a curva final é à esquerda). Os últimos kms estão em grandes avenidas retas, pontuadas por rotundas curvas.

** Marcel Kittel, André Greipel
*Caleb Ewan, Mark Cavendish, Elia Viviani

 Etapa 2 - 24 de fevereiro - Al Maryah Island › Big Flag 153km 
A segunda etapa será percorrida em grande parte na cidade de Abu Dhabi. Depois de dada a partida a corrida passa por Reem Island, segue depois ao longo da marginal Corniche de Abu Dhabi pela primeira vez antes de virar para o sul, destaque para as longas e largas avenidas.
Depois os ciclistas passam a Mesquita Sheikh Zayed e chegam a Shakhbout City - local do primeiro sprint Intermediário, com várias rotundas no percurso - e depois seguem para Al Shahama e Al Bahya - para o segundo sprint Intermediário - voltando depois para a Ilha Yas. A parte final da etapa será feita na estrada de Sheikh bin Zayed ao longo da marginal Corniche de Abu Dhabi até à linha de meta. 
Os 5km finais serão feitos em estradas largas e curvas pouco acentuadas.

** Marcel Kittel, André Greipel, Mark Cavendish
* Caleb Ewan, Elia Viviani
 Etapa 3 - 25 de fevereiro - Hazza Bin Zayed Stadium › Jebel Hafeet 186km 

A terceira etapa é muito parecida a etapas que aparecem na Vuelta, completamente plana, até à subida final, que coincide com a meta.
A primeira parte da jornada, é dentro da cidade de Al Ain, com os ciclistas a percorrerem as estradas largas com muitas rotundas. A segunda parte, terá o deserto como pano de fundo, com estradas largas e onde predominam as retas. A 15 Km do final, o terreno começa a subir levemente em direção à subida final, culminando numa subida até aos 1025 m de altitude. 
A subida de Jebel Hafeet tem 11 Km de extensão, com 6,6% de inclinação média. A zona mais complicada, tem 11% de inclinação e está situado ao 8º Km da ascensão.

** Nairo Quintana
* Bauke Mollema

 Etapa 4 - 26 de fevereiro - Yas Marina › Yas Marina 143km 

A última etapa decorre inteiramente no circuito de Yas Marina. Serão 26 voltas ao circuito que tem recebido o mundial de F1.

** Marcel Kittel, André Greipel
* Caleb Ewan, Mark Cavendish, Elia Viviani

Startlist
Aqui


Favoritos
A quantidade de 'estrelas' (excluindo os sprinters) presentes no Abu Dhabi é impressionante. O curioso está no facto da prova apenas ter uma única montanha, em que os trepadores podem fazer a diferença.
Dos nomes presentes, quem mais impressionou até ao momento, este ano, foi Nairo Quintana, que destroçou a concorrência na subida de Mas de la Costa, na Valenciana.
Alberto Contador também começou o ano ao ataque e na Andaluzia bem tentou ganhar uma etapa, sem sucesso. Perdeu a prova por apenas 1 segundo, mas deu boas indicações. No entanto, o espanhol decidiu fazer o Abu Dhabi apenas na semana passada e afirmou que vinha para ajudar Bauke Mollema. O holandês venceu a Vuelta a San Juan e apresenta-se como chefe de fila da equipa no Abu Dhabi, é naturalmente um candidato a vencer a prova até pelas indicações dadas na Argentina.
Um dos ciclistas em melhor forma é Rui Costa, vencedor da etapa raínha da Vuelta a San Juan e 2º classificado no Tour do Oman.
Fabio Aru, foi 3º no Omã, dando sinais que pode voltar à sua melhor forma, depois de um ano de 2016 dececionante.
O francês Romain Bardet é outro a ter debaixo de olho. No Omã teve o azar de cair na etapa raínha e não sabemos se estaria na disputa da mesma.Mas com a sua capacidade e talento, é sempre um nome a destacar.
Quem também começou o ano com excelentes indicações, foi Merhawi Kudus, que começa a confirmar o talento que muitos dizem ser. Em Mas de la Costa apenas foi batido por Quintana e no Omã, apresentou novamente bons resultados.
A Bahrain-Merida tem Vincenzo Nibali como sua principal figura. O italiano nos últimos anos, não tem sido muito fiável neste tipo de provas, preferindo centrar-se na preparação para as Grandes Voltas e não dando atenção aos resultados nas outras provas em que entra. É um ciclista a ter em atenção, pelo seu palmarés.

***** Nairo Quintana
****  Fabio Aru, Bauke Mollema, Rui Costa
*** Ilnur Zakarin, Romain Bardet, Alberto Contador,
** Tom Dumoulin, Merhawi Kudus, Vincenzo Nibali, Tejay van Garderen
* Diego Ulissi, Gianluca Brambilla, Steven Kruijswijk

A nossa aposta: Nairo Quintana
Outsider: Rui Costa

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário