Vuelta 206 - Antevisão 1ª Etapa

A 1ª etapa da edição deste ano da Vuelta será um contrarelógio colectivo, que decorrerá bem perto de Portugal, na Galiza.
Contrarelógio completamente plano, sem grande história.

Cidade de partida: Ourense

Ourense - Catedral de São Martinho
Ourense é um município da Espanha na comunidade autónoma da Galiza. É a terceira maior cidade da Galiza e é capital da província homónima.
As termas de água quente são possivelmente o maior atractivo da cidade de Ourense. As mais conhecidas são As Burgas, fontes de águas termais, que constituem um dos principais monumentos da cidade, sendo Ourense também conhecida como a "cidade das Burgas". 

Cidade de chegada: Castrelo de Miño

Parque Náutico de Castrelo de Miño
Castrelo de Miño é um município de Espanha da comarca do Ribeiro na província de Ourense, comunidade autónoma da Galiza.
Apenas a 5 minutos da saída da Ribadavia na rodovia A52, entre Vigo e Ourense, é o Parque Náutico da Castrelo, local onde termina a etapa. 
A cidade pode dividir-se em duas principais áreas que a compõem: a partir do rio Minho, pode desfrutar da riqueza das paisagens, e é capaz de observar as vinhas na encosta da montanha e as adegas, onde estes uvas cultivadas localmente são transformadas em vinho Ribeiro. Podem visitar as adegas, provar o vinho e acompanhá-lo com os produtos da gastronomia locais mais típicos em restaurantes da zona, entre as quais as enguias Miño River.

Condições atmosféricas
Condições perfeitas para a realização do contrarelógio. Temperaturas a rondar os 25 a 27 ºC e vento praticamente inexistente.



Favoritos:

*** BMC
** Movistar
* Tinkoff

A nossa aposta: BMC
São os actuais campeões do mundo da especialidade. Apresentam uma equipa muito forte e que fazem com que sejam os grandes favoritos para esta etapa.

Outsider:
Movistar
Habitualmente exibe-se a grande nível quando corre em casa. A equipa tem Castroviejo, que acaba de fazer uma boa actuação nos Jogos Olímpicos

Seguir em directo: Eurosport 1, @lavuelta, #LV2016

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário