Volta a Portugal 2016 - Antevisão 3ª etapa

A 3ª etapa parece ter tudo para uma chegada ao sprint em Macedo Cavaleiros. Num dia em que os corredores andarão por Trás-os Montes. 
A partida em Montalegre e a passagem por algumas das cidades mais importantes da região Transmontana, como por exemplo, Chaves ou Mirandela. 
A etapa contém duas contagens de montanha de segunda categoria, Mosteiró de Cima e Serra de Bornes, que terão mais interesse pela luta dos pontos da montanha do que pode significar para o desfecho da etapa, já que se encontram bem longe da meta. Haverá uma primeira passagem pela meta em Macedo de Cavaleiros, de seguida o pelotão andará pela área da Albufeira do Azibo, dirigindo-se depois para a meta.

Cidade de partida: Montalegre

Montalegre pertence ao distrito de Vila Real. É sede de concelho com 35 freguesias (25 após a reorganização territorial). 
O concelho de Montalegre juntamente com o de Boticas, constituem as Terras de Barroso. É também o concelho que mais contribuem (em área) para o Parque Nacional da Peneda-Gerês.
O ponto turístico mais conhecido de Montalegre é o castelo. É ponto de visita obrigatório. Mas há muito mais para fazer nesta bela terra. Se o dia 13 coincidir com a sexta feira, a cidade veste-se para uma enorme festa cheia de superstições, contos e lendas. Os restaurantes apresentam ementas sugestivas, no castelo é feito o Esconjuro a Dom Bruxo e a tradicional Queimada. 
Montalegre é uma terra conhecida pela qualidade do seu fumeiro. Todos os anos, em Janeiro, realiza-se a Feira do Fumeiro, uma das maiores do país. 

Cidade de chegada: Macedo de Cavaleiros

A cidade de Macedo de Cavaleiros pertence ao distrito de Bragança e é sede de concelho com 38 freguesias (após a organização territorial passaram a 30).
Antigamente, a cidade era conhecida como Masaedo mas, no século XIV apareceu pela primeira vez documentada como Macedo de Cavaleiros. Acredita-se que o facto dos seus donatários serem nobres cavaleiros tenha estado na origem do nome. 
Se visitar Macedo de Cavaleiros não deixe de fazer a Rota dos Museus. São oito museus com temas desde a Arte Sacra até aos cortiços.
Na cidade encontram quatro Pelourinhos considerados como Imóvel de Interesse Público, bem como um vasto património de arte sacra. 
Não deixe de visitar a aldeia de Chacim, no sopé da Serra de Bornes. Aproveite a tranquilidade e passeie-se vagarosamente pela aldeia.

Condições meteorológicas
Mais um dias de muito calor. O pelotão andará por Trás-os-Montes, com temperaturas a variarem os 24ºC a 35ºC. O vento soprará fraco de Sudeste, com rajadas que podem atingir os 20 Km/h.



Favoritos
Etapa ideal para um sprint em pelotão compacto. As probabilidades de uma fuga suceder são diminutas, já que as equipas dos homens mais rápidos tentarão controlar a corrida.

*** Davide Vigano, Daniel Mestre, Vicente de Mateos
** Francesco Gavazzi, Andrea Pasqualon, José Gonçalves
* Luis Mendonça, Filipe Cardoso, Samuel Caldeira

A nossa aposta: Vicente de Mateos
O seu estilo agressivo por vezes prejudica-o, mas quando está num dia em que se posiciona bem, é difícil de o bater em Portugal. É um dos melhores sprinters do pelotão português, mas nesta Volta ainda não mostrou isso, pode ser que em Macedo de Cavaleiros apareça o melhor Vicente de Mateos.

Outsider:  Andrea Pasqualon
O italiano é um dos melhores sprinters presentes na Volta. Ainda não mostrou tudo aquilo que se esperava dele. A chegada desta etapa é mais ao seu estilo, por essa razão esperamos vê-lo na discussão.

Seguir em directo: #eugostodavolta, #voltaportugal, RTP1

Também pode interessar:

Lola Cycling Team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário