Tour 2016 - Antevisão 20ª Etapa

Depois da etapa surpreendente, temos o último confronto na alta montanha, porque a 21ª etapa é uma mera formalidade para a geral. Este dia promete, com 4 contagens de montanha, embora o final não acabe num topo, mas após uma descida, depois de uma subida de categoria especial.








Últimos quilómetros da etapa
Etapa duríssima, com 4 contagens de montanha, que se resume a subir as quatro e a desce-las. O final em Morzine, é antecedido pela descida do Col de Joux Plane.
Subidas categorizadas:
Km 21.0 - Col des Aravis (1 487 m) 6.7@7% - cat. 2
Km 45.5 - Col de la Colombière (1 618 m) 11.7 Km@5.8% - cat. 1
Km 93.5 - Col de la Ramaz (1 619 m) 13.9 Km@7.1% - cat. 1
Km 134.5 - Col de Joux Plane (1 691 m) 11.6 Km@8.5% - cat. HC

Cidade de partida: Megève


Situada no coração dos Alpes no cantão francês de Sallanches deve a sua importância turística à família Rothschild que a partir dos anos 1910 fizeram dela um local de férias e assim de fazer concorrência à estação de Saint Moritz na Suíça que nesse período de entre duas guerras estava cheio de alemães. Foi em Megève que Noémie de Rothschild se decidiu instalar-se, e começou por mandar edificar vários hotéis, e entre eles, aquele que ainda hoje é o símbolo da estação, o Hotel Mont d'Arbois.
A mesma baronesa, Noémie de Rothschild, mandou construir ao célebre arquitecto da época Henry Jacques Le Même um chalet todo em madeira, com uma grande varanda ao correr da frontaria, quartos confortáveis e uma verdadeira chaminé na sala de estar.
Começaram a aparecer chalets desde tipo por todo o lado, daí o aspecto actual desta estação e de todas as outras que se impuseram como estação de inverno de luxo.

Cidade de chegada: Morzine


Morzine é uma cidade nos Alpes franceses, situada no departamento de Haute-Savoie, na região de Rhône-Alpes.
No Vale de Morzine corre a ribeira Dranse de Morzine, que recebe as águas da ribeira Dranse de Abondance para formarem o rio Dranse, que irá desaguar no lago Lemano junto a Thonon-les-Bains.
Morzine conjuntamente com Avoriaz, formam o conjunto conhecido como Morzine-Avoriaz que é uma das estâncias de esqui que faz parte do domínio das Portes du Soleil.

Condições atmosféricas
Dia com muita chuva e temperaturas a rondarem os 15 e 20 ºC. Vento não será um factor relevantes.




Favoritos:
Etapa ideal para que uma fuga pegue, no entanto depois de na jornada anterior o grupo de favoritos, liderado pela Astana ter evitado que a fuga tivesse sucesso, é provável que mais uma vez os adversários de Froome, queiram pôr à prova o britânico depois da queda na etapa anterior.

*** Romain Bardet, Fabio Aru, Joaquim Rodriguez
** Nairo Quintana, Alejandro Valverde, Chris Froome
* Rafal Majka (Fuga), Jarlinson Pantano (fuga), Rui Costa (fuga), Thomas de Gendt (fuga), Ilnur Zakarin (fuga), Tejay Van Garderen (fuga)

A nossa aposta: Joaquim Rodriguez
Na etapa anterior mostrou estar a subir de forma e com a dureza do dia, tem aqui a última oportunidade de vencer uma etapa, que também significaria entrar no top-10.
A Katusha deverá tentar controlar qualquer fuga que se forme, caso nenhum dos seus corredores incorpore a mesma, por exemplo Zakarin é uma opção.
Outsider: Rui Costa
Já tentou por diversas vezes a sorte, inclusive na etapa anterior. Esta é a sua última oportunidade e pensamos que voltará a tentar. Se lhe derem espaço é um ciclista que sabe aproveitar as oportunidades.

Seguir em directo: Eurosport 1, RTP 2, @LeTour#TDF2016

Também pode interessar:

Lola Cycling Team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário