Giro 2016 - Antevisão 7ª Etapa

A 7ª etapa volta a ser novamente a ideal para os sprinters, mas a probabilidade de uma fuga vingar também é grande. O cansaço já começa a pesar nas equipas.

Perfil 7ª Etapa
A etapa começa praticamente com a subida de Le Svolte di Popoli (9 km a 5.5%, GPM 2), isto aos 11 Kms. Depois há uma secção plana seguido de uma descida que leva os ciclistas ao primeiro sprint intermédio em L'Aquila.
Até ao inicio da última subida do dia, que se situa aos 170 Kms, Valico della Somma (6.7 km a 4.9%, GPM 4), será um sobe e desce, com algumas zonas planas. Os últimos Kms da etapa depois da descida da última subida, serão sempre planos.

Parte final da etapa

Cidade de partida: Sulmona

Aqueduto medieval de Sulmona
Sulmona foi sempre um importante e prospero centro comercial de Itália. Um dos símbolos da sua prosperidade é o aqueduto medieval que remonta a 1256, cujo estado de conservação é fantástico. Por essa altura, Sulmona era a capital administrativa da região, tal era a sua importância económica. 
Numa visita à cidade não pode perder a famosa e majestosa Piazza Garibaldi, local onde se realiza as festividades da Semana Santa. 
Sulmona é uma cidade repleta de igrejas belíssimas e palácios majestosos, onde se respira história em cada esquina.

Cidade de chegada: Foligno

Duomo de Foligno
Foligno é uma cidade cheia de história. Os antigos diziam que esta se localizava no "centro do mundo" pois fica no centro da Itália e do Mediterrâneo e, nessa altura era o mundo que eles conheciam. 
Apesar de ter sofrido com vários terramotos, Foligno mantém um vasto património arquitectónico que nos faz recuar no tempo. 
Em Junho e Setembro, a cidade vive o "Giostra della Quintana", trata-se de um torneio a cavalo com muita tradição em Foligno.

Condições atmosféricas 
Espera-se que o Sol esteja presenta na maior parte da etapa, com as temperaturas a rondarem os 17 a 20ºC. O vento no inicio da etapa soprará de NO, ou seja os corredores apanharão vento de frente e lateral, com rajadas de 30 Km/h, mas durante a etapa irá mudar para SO, no final em Foligno, esperam-se rajadas de 50 Km/h, aí o vento soprará a favor dos corredores.
Previsão meteorológica para a 7ª etapa
Previsão do vento para a 7ª etapa
Favoritos
A etapa é ideal para uma chegada ao sprint, mas o cansaço já começa a acumular-se nas equipas, se uma fuga novamente vingar, não será surpresa.

*** André Greipel
** Giacomo Nizzolo, Sacha Modolo, Arnaud Démare
* Caleb Ewan, Moreno Hofland, Sonnyb Colbrelli, Marcel Kittel

A nossa aposta: André Greipel
Com Kittel a fraquejar com o passar da prova e sobretudo em etapas com pequenas colinas, mas que fazem com que o alemão fique para trás. A aposta terá de ser no melhor sprinter dos restantes e esse é outro alemão, André Greipel, que poderá vencer pela 2ª vez neste Giro.
Outsider: Arnaud Démare
O francês tal e qual Greipel, consegue passar pequenas subidas, o que faz dele um dos sprinters  mais aptos para este tipo de etapas, com muito sobe e desce. 

Seguir em directo: #giro, Eurosport 1, @giroditalia
  

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário