Tour of Qatar (2.HC) - Antevisão

Esta a segunda prova na península Arábica, das três que fazem parte do inicio da temporada. Depois do Dubai Tour, os corredores dirigem-se para o Qatar e para finalizar as rondas árabes, seguem para o Oman.
Esta será a 15ª edição, numa prova dominada pela estrutura da actual Etixx - Quickstep, que curiosamente não irá estar presente este ano no Qatar. De referir que os mundiais no final da temporada irão ser realizados em Doha no Qatar, o que faz com que este evento tenha mais um ponto de interesse.
Uma das características da prova, tem sido a presença do vento, que tem influenciado e de que maneira os resultados. Num terreno plano, a presença de vento lateral, propicia cortes no pelotão, o que faz com que o desenrolar da prova seja completamente diferente e é o que tem acontecido nas ultimas edições.

História
últimos 10 vencedores
2006: Tom Boonen (Bel)
2007: Wilfried Cretskens (Bel)
2008: Tom Boonen (Bel)
2009: Tom Boonen (Bel)
2010: Wouter Mol (Hol)
2011: Mark Renshaw (Aus)
2012: Tom Boonen (Bel)
2013: Mark Cavendish (GB)
2014: Niki Terpstra (Hol)
2015: Niki Terpstra (Hol)

Percurso
 1ª etapa - Dukhan › Al Khor Corniche (176 Km)
 2ª etapa - Doha › Doha (135 Km)
 3ª etapa - Lusail › Lusail (11 Km)
 4ª etapa - Al Zubarah Fort › Madinat Al Shamal (189 Km)
 5ª etapa - Sealine Beach Resort › Doha Corniche (114 Km)

As 5 etapas decorrem em terreno plano, o que faz com que o contrarelógio do 3º dia seja fundamental na decisão do vencedor final. O vento, como foi abordado anteriormente, também pode ter um papel decisivo. Outro factor importante são as bonificações.

Mapas
map_route
Percurso

Mapa da 1ª etapa
Mapa da 2ª etapa
Mapa da 3ª etapa
Mapa da 4ª etapa
Mapa da 5ª etapa
Startlist

Favoritos
***** Alexander Kristoff
**** Mark Cavendish, Greg Van Avermaet, Edvald Boasson Hagen
*** Lars Boom, Sacha Modolo, Mike Teunissen, Nikias Arndt, Jos Van Endem
** Jempy Drucker, Daniel Oss, Roy Jans, Davide Cimolai
* Andrea Guardini, Andrea Palini, Sam Bennett, Yauheni Hutarovich


Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário