Dubai Tour (2.HC) - Antevisão

Enquanto na Europa, as condições climatéricas ainda são 'agrestes', os ciclistas encontram no Dubai uma boa oportunidade de competirem num clima bem mais agradável.
Esta é a 3ª edição do Dubai Tour, prova criada pela RCS, a mesma entidade que organiza o Giro d'Italia, com o objectivo de promover a modalidade na região. Diga-se que depois do Dubai parte do pelotão internacional irá ao Qatar e ao Omã, o que reforça a ideia que há um esforço muito grande de promoção da modalidade por parte das entidades competentes da região.
A prova é ideal para os homens rápidos e a prova disso são os vencedores das duas edições anteriores, serem Taylor Phinney e Mark Cavendish.

História
2014 Taylor Phinney (USA) BMC Racing Team
2015 Mark Cavendish (GBR) Etixx–Quick-Step

Percurso
 1ª etapa - Dubai › Fujairah (179 Km)
 2ª etapa - Dubai › Palm Jumeirah (188 Km)
 3ª etapa - Dubai › Hatta Dam (172 Km)
 4ª etapa - Dubai › Burj Khalifa (132 Km)

Das quatro etapas, a 3ª é a mais complicada, marcada pelos último quilómetro, que são a subir, sendo que há uma zona com cerca de 200 metros, com uma inclinação média de 12%, com um pico de 17%.
O vento pode ser um dos factores que pode afectar profundamente a corrida, porém nas edições anteriores, não foi uma variável, já que o vento esteve ausente.
Percurso que como nos anos anteriores favorece claramente os homens mais rápidos do pelotão, sendo que na 3ª etapa, nomes como Cancellara ou Gilbert poderão ter a sua oportunidade.

Mapa do percurso
Perfis
Perfil da 1ª etapa
Perfil da 2ª etapa
Perfil da 3ª etapa
Perfil da 4ª etapa
Startlist

Favoritos
***** Fabian Cancellara
****  Juan Jose Lobato, Marcel Kittel, Mark Cavendish
*** Elia Viviani, Giacomo Nizzolo, Philippe Gilbert, Andrea Guardini
** Ben Swift, Simone Ponzi, Sacha Modolo, Lars Boom, Tony Martin
* Matteo Trentin, Lars Petter Nordhaug, Rui Costa, Andrea Palini

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário