Vuelta 2015 - Antevisão 7ª etapa

E à sétima etapa aparece a primeira chegada de alta montanha. Uma etapa sem grande história até à longa subida final.
Será que Chaves e Dumoulin continuarão a sua luta particular, ou com o aparecimento da alta-montanha começarão a fraquejar?

Local de partida: Jódar

Centro histórico de Jódar
Jódar é um município andaluz situado na província de Jaen. A sua localização é privilegiada, Jódar fica a uma curta distância de Ubeda e Baeza, cidades Património Mundial, bem como dos Parques Naturais de Sierra Mágina e de Cazorla. 
O centro histórico de Jódar, entre outros monumentos, alberga um castelo documentado do ano 860 e que foi declarado monumento histórico em 1985.

Local de chegada: La Alpujarra

Vista de La Alpujarra
La Alpujarra é uma região histórica da Andaluzia, dividida pela província de Granada e de Almería. Em alguns textos antigos a região é chamada de Alpujarras. O nome deriva do árabe Busherat que significa "a terra da relva". Mas existem mais histórias sobre o aparecimento do nome desta província espanhola. 
Historicamente, La Alpujarra passou por várias colonizações. Por iberos e celtas, pelo antigo império Romano e até por visigodos até no século VIII se deu a conquista muçulmana do sul de Espanha. A região foi o último refúgio dos mouros após a queda do Reino Nasrida de Granada em 1492. 
A influência mourisca ainda hoje pode ser observada na agricultura, na gastronomia, na tecelagem de tapetes e em muitos outros apontamentos. 

Percurso
Jódar-La Alpujarra, 191,1 Km

vuelta7
Perfil da etapa
A etapa fica marcada pela subida final, ao Alto de Capileira, são perto de 19 quilómetros de subida, com uma pendente média de 5%. Mas são os últimos 7 quilómetros que tornam esta subida complicada, a pendente média é de 7%.
A subida é longa e vai moendo pouco a pouco os ciclistas.

Mas antes da subida final, a etapa tem uma subida de 3ª categoria aos 87 quilómetros, o Puerto de los Blancares.
capileira
Perfil da subida ao Alto de Capileira
Favoritos
Para este primeiro dia de 'verdadeira' montanha, temos de realçar os comboios de duas equipas, Sky e Movistar. A Astana com o abandono de Tiralongo e a expulsão de Nibali, está mais frágil que estas duas equipas.
A Movistar apresentará no apoio a Quintana e Valverde: Amador, Erviti e Visconti, serão os homens de apoio.
A Sky terá ao trabalho para Froome: Henao Kiriyenka, Nieve e Roche.

Relativamente aos restantes favoritos, a Katusha terá Joaquim Rodriguez e Dani Moreno, o primeiro é um claro candidato a vencer a etapa. Dan Martin tem estado bem, mas tem faltado sempre alguma coisa para chegar à vitória. Johan Chaves é a sensação da Vuelta, com duas vitórias e liderança na corrida, veremos como o Colombiano se vai portar na alta montanha, essa é a questão do momento.
Quanto a Tom Dumoulin, até agora é o segundo homem mais forte da Vuelta e suscita a mesma dúvida que Chaves, como estará o holandês na alta-montanha. Sendo certo uma coisa, no contra-relógio provavelmente vai ganhar tempo a toda a gente.
O duo da Astana, terá aqui a primeira grande oportunidade de atacar, Landa e Aru têm passado despercebidos, mas amanhã deverá começar a Vuelta para eles.
Pozzovivo, Majka, Van Garderen e Samuel Sanchez também são corredores a ter em conta. para amanhã.

***** Joaquim Rodriguez, Alejandro Valverde, Dan Martin
**** Chris Froome, Nairo Quintana, Fabio Aru, Mikel Landa
*** Johan Chaves, Nicholas Roche, Tom Dumoulin, Domenico Pozzovivo
** Rafal Majka, Tejay Van Garderen, Samuel Sanchez, Daniel Moreno, Sérgio Henao
* Fuga

A nossa aposta: Joaquim Rodriguez
Surpresa: Mikel Nieve

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário