Vuelta 2015 - Antevisão 6ª etapa

A sexta etapa ficará marcada pela chegada em alto. Não que a subida seja de extrema dificuldade, não é, já que se trata de uma contagem de 3ª categoria, mas tal como na chegada ao Caminito del Rey, aqui voltará a ser feita uma selecção. Chegada ideal para os puncheurs.
As temperaturas também deverão subir, para perto dos 40º Celsius.

Local de partida: Córdoba

Cidade de Córdoba
Município andaluz com cerca de 330 000 habitantes. 
A cidade é atravessada pelo rio Guadalquivir, a ponte romana liga a Torre de la Calahorra datada do século XIV, à cidade antiga. 
O coração de Córdoba é o velho bairro judeu. Ao passar por lá ficamos com a ideia que pouco mudou desde o século X, quando era uma das maiores cidades do mundo ocidental. Outro marco da cidade é a sua Mesquita com 12 séculos de existência. 
Palmilhe o centro histórico de Córdoba, Património Mundial da UNESCO, com certeza não se vai arrepender. 

Local de chegada: Serra de Cazorla

Serra de Cazorla
A Serra de Cazorla é um Parque Natural com 214 336 hectares de montanha arborizada com cerca de 2000 metros de altitude. 
O seu imponente castelo de origem mourisca, Castillo de la Yedra, alberga o museu do folclore. 
No Parque Natural encontra-se uma fauna muito diversificada com algumas espécies de aves muito raras como a águia-dourada e o abutre. Mas na flora também se encontram espécies raras como é o caso da Viola Cazorlensis.

Percurso
Córdoba - Serra de Cazorla, 200.3 Kms
vuelta6
Perfil da etapa

Etapa longa, com duas contagens de montanha, ambas de 3ª categoria, sendo que a última coincide com o final da etapa.
A primeira subida categorizada aparece aos 133,7 Kms, ao Alto de Baeza, são 12,9 Kms a 3,5% de pendente média.
A parte final, terá a subida ao Alto de Cazorla, são 3,7 Kms a 5,3% de pendente média.

Favoritos
Uma chegada ideal para os puncheurs. Valverde, Purito e Dan Martin serão os principais candidatos, mas não se podem ignorar os homens que brilharam na 2ª etapa. Chaves, Dumoulin e Roche.
Daniel Moreno é outro homem muito forte neste tipo de chegada. Sérgio Heanao nesta Vuelta tem estado algo apagado, mas neste tipo de etapa é sempre um ciclista a ter em conta. Aru, Quintana, Pozzovivo e Froome também deverão estar nos primeiros postos.
Os homens da Caja Rural também deverão estar muito activos, nem que sejam nas fugas.

***** Alejandro Valverde, Joaquim Rodriguez, Daniel Martin
**** Tom Dumoulin , Daniel Moreno, Nicolas Roche, Johan Chaves
*** Chris Froome, Sérgio Henao, Domenico Pozzovivo, Nairo Quintana, Fabio Aru
** Pello Bilbao, José Gonçalves, Amets Txurruka, 
* Fuga

A nossa aposta: Daniel Moreno
Surpresa: José Gonçalves

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário