Tour 2015 - Análise 18ª Etapa

O segundo dia nos Alpes poucas surpresas nos trouxe, as distâncias entre os primeiros classificados é mesma com que começaram a etapa. Romain Bardet venceu a segunda etapa para a Ag2R, depois de Alexis Vuillermoz ter vencido no Mur de Bretagne.

Romain Bardet, vencedor da 18ª etapa 
Como tem sido habitual, mal começou a etapa um grupo de fugitivos se formou, eram 29 corredores: Jakob Fuglsang (Astana), Romain Bardet, Jan Bakelants e Christophe Riblon (AG2R-La Mondiale), Thibaut Pinot (FDJ), Roman Kreuziger e Michael Rogers (Tinkoff-Saxo), Jonathan Castroviejo e Winner Anacona (Movistar), Damiano Caruso e Rohan Dennis (BMC), Thomas De Gendt (Lotto-Soudal), Georg Preidler (Giant), Joaquim Rodriguez (Katusha), Michael Matthews e Simon Yates (Orica), Pierre Rolland, Cyril Gautier, Romain Sicard e Thomas Voeckler (Europcar), Julian Arredondo e Bob Jungels (Trek), Ruben Plaza (Lampre-Merida), Andrew Talansky, Ryder Hesjedal e Dan Martin (Cannondale-Garmin), Stef Clement (IAM), Jan Barta (Bora), Serge Pauwels (MTN-Qhubeka).
A fuga teve uma vantagem máxima de 5:30 para o pelotão, que foi liderado grande parte do tempo pela Giant e Trek, que estavam a defender os lugares no top-10 de Barguil e Mollema.

Na grande subida do dia, o interminável Col du Glandon, na frente já só seguiam:  Pinot, Fuglsang, Bardet, Rolland, Gautier, Talansky, Purito Rodríguez, Anacona, Jungels, Pauwels, Damiano Caruso e Simon Yates. No grupo principal, Barguil, Frank e Gesink atacaram e pouco depois tiveram a companhia de Contador. Nibali e Quintana atacaram, Froome abanou mas com a ajuda de Thomas tudo se voltou a reunir, quem fraquejou e atrasou-se foi Valverde. Quintana ao ver o colega a ceder, admitiu no final da etapa que diminuiu o passo.

Na frente, Bardet e Anacona, foram os primeiros a passar pelo topo do Glandon, mais atrás numa das situações do dia, Fuglsang durante a subida caiu depois de um choque com uma mota, mas rapidamente recuperou.
Bardet na descida arriscou e ficou isolado na frente, chegou à bela mas dura subida dos Lacets de Montvernier com 40 segundos de vantagem sobre o grupo perseguidor, que era constituído por: Rolland, Fuglsang, Jungels e Anacona. No grupo principal, Contador, Nibali e Gesink voltaram a esticar, mas nada se passou.

No final Romain Bardet venceu a etapa, merecidamente, sobretudo pelo que fez no Glandon, tanto a subir como a descer.

O mais do dia: Romain Bardet
O menos do dia: Movistar

Classificação da 18ª etapa:
1 Romain Bardet (Fra) AG2R La Mondiale 5:03:40
2 Pierre Rolland (Fra) Team Europcar 0:00:33
3 Winner Anacona (Col) Movistar Team 0:00:59
4 Bob Jungels (Lux) Trek Factory Racing
5 Jakob Fuglsang (Den) Astana Pro Team
6 Serge Pauwels (Bel) MTN - Qhubeka 0:01:01
7 Cyril Gautier (Fra) Team Europcar 0:01:50
8 Damiano Caruso (Ita) BMC Racing Team
9 Andrew Talansky (USA) Cannondale-Garmin Pro Cycling Team 0:01:55
10 Warren Barguil (Fra) Team Giant-Alpecin 0:03:02
...
38 Nelson Oliveira 0:14:51
121 Tiago Machado 0:35:51
124 Armindo Fonseca 0:35:51
140 José Mendes 0:35:51

Classificação Geral após a 18ª etapa:
1 Christopher Froome (GBr) Team Sky 74:13:31
2 Nairo Quintana (Col) Movistar Team 0:03:10
3 Alejandro Valverde (Spa) Movistar Team 0:04:09
4 Geraint Thomas (GBr) Team Sky 0:06:34
5 Alberto Contador (Spa) Tinkoff-Saxo 0:06:40
6 Robert Gesink (Ned) Team LottoNL-Jumbo 0:07:39
7 Vincenzo Nibali (Ita) Astana Pro Team 0:08:04
8 Mathias Frank (Swi) IAM Cycling 0:08:47
9 Bauke Mollema (Ned) Trek Factory Racing 0:12:06
10 Romain Bardet (Fra) AG2R La Mondiale 0:13:02
...
46 Nelson Oliveira 1:44:46
73 Tiago Machado 2:17:16
115 Armindo Fonseca 3:02:52
144 José Mendes 3:26:43

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário