Tour 2015 - Análise 17ª Etapa

A entrada nos Alpes prometia espectáculo, mas o que se assistiu foi a uma corrida sem grandes surpresas e com duas situações que marcaram negativamente o dia. O abandono de Van Garderen e a queda de Alberto Contador.

Foto da capa:
Simon Geschke, vencedor da 17ª etapa
Mal começou a etapa, os ataques apareceram imediatamente, com um nome comum a eles todos, Peter Sagan. Num dos grupos estava Nairo Quintana e a Sky respondeu imediatamente.
Foi então que uma das histórias do dia se começaria a formar, Van Garderen, bastante debilitado com uma infeção respiratória, começava a ficar para trás. Sempre com dois companheiros a apoiá-lo, o americano ainda recuperou até ao pelotão, mas na terceira subida categorizada, voltava a ficar para trás e teve de abandonar a prova, num momento bastante emotivo.

Finalmente um grupo 28 unidades consegue fugir: Tanel Kangert (Astana), Jan Bakelants, Mikaël Chérel (AG2R-La Mondiale), Thibaut Pinot, Benoît Vaugrenard (FDJ), Richie Porte, Nicolas Roche (Sky), Rafal Majka, Peter Sagan (Tinkoff-Saxo), Jonathan Castroviejo, José Herrada, Gorka Izagirre (Movistar), John Degenkolb, Simon Geschke (Giant-Alpecin), Alberto Losada (Katusha), Adam Yates (Orica-GreenEdge), Rigoberto Uran (Etixx-Quick Step), Perrig Quémeneur (Europcar), Steven Kruijswijk (LottoNL-Jumbo), Kristjian Durasek, Rafael Valls (Lampre-Merida), Andrew Talansky, Ryder Hesjedal (Cannondale-Garmin), Nicolas Edet (Cofidis), Matthias Frank (IAM Cycling), Merhawi Kudus, Serge Pauwels e Daniel Teklehaimanot (MTN-Qhubeka).

Foi na terceira subida do dia que Contador e Rogers decidem atacar, a 74 quilómetros da meta, sem sucesso já que a Movistar decidiu perseguir, fazendo um favor à Sky, o espanhol foi facilmente alcançado. Interessante a postura da Movistar, a defender o terceiro lugar de Alejandro Valverde, não jogando com o facto de Contador estar adiantado, o que obrigaria a Sky trabalhar. Em vez disso a equipa de Unzué decide ser ela a perseguir, dando indicações que acima de tudo prefere ter dois homens no pódio em vez de arriscar lutar pelo primeiro lugar. Esperemos que nos próximos dias a equipa espanhola faça algo para dar um pouco de emoção à corrida.
A vantagem da fuga chegou aos 11 minutos, mas no Col d'Allos, o grupo foi-se desfragmentando e Geschke decidiu atacar e Frank decide tentar juntar-se ao alemão.

O suiço da IAM chegou a estar virtualmente no top-5, o que motivou a Trek ir para a frente do grupo principal, para defender a posição na geral de Mollema. Logo de seguida é a Astana que decide tomar conta do grupo, descarregando praticamente toda a gente, apenas Froome, Quintana, Contador, Nibali e Valverde se mantinha no grupo. Os ataques começaram, com Nibali a ser o primeiro e Quintana foi o seguinte, com Porte a ajudar Froome.
Na frente, Geschke tinha vantagem, sobre Talansky, Uran e Pinot.  Na descida do Col d'Allos, o francês cai, mas sem gravidade. No grupo do camisola amarela, na mesma descida acontece outro dos momentos do dia. Contador cai e a Movistar decide aproveitar-se e impõe um ritmo, que faz com que o espanhol da Tinkoff perca mais de dois minutos para Froome e Quintana, com Valverde a ser o mais beneficiado.

Na frente Geschke venceria a etapa, salvando um pouco o Tour da Giant-Alpecin, que tem sido uma das grandes desilusões.

O mais do dia: Simon Geschke
O menos do dia: Alberto Contador

Classificação da 17ª etapa:
1 Simon Geschke (Ger) Team Giant-Alpecin 4:12:17
2 Andrew Talansky (USA) Cannondale-Garmin Pro Cycling Team 0:00:32
3 Rigoberto Uran (Col) Etixx - Quick-Step 0:01:01
4 Thibaut Pinot (Fra) FDJ.fr 0:01:36
5 Mathias Frank (Swi) IAM Cycling 0:01:40
6 Steven Kruijswijk (Ned) Team LottoNL-Jumbo 0:02:27
7 Nicolas Roche (Irl) Team Sky 0:03:02
8 Jonathan Castroviejo (Spa) Movistar Team 0:03:04
9 Serge Pauwels (Bel) MTN - Qhubeka 0:03:05
10 Adam Yates (GBr) Orica GreenEdge 0:03:21
...
55 Nelson Oliveira 0:15:40
85 Tiago Machado 0:21:05
110 Armindo Fonseca 0:27:35
135 José Mendes 0:29:54

Classificação Geral após a 17ª etapa:
1 Christopher Froome (GBr) Team Sky 69:06:49
2 Nairo Quintana (Col) Movistar Team 0:03:10
3 Alejandro Valverde (Spa) Movistar Team 0:04:09
4 Geraint Thomas (GBr) Team Sky 0:06:34
5 Alberto Contador (Spa) Tinkoff-Saxo 0:06:40
6 Robert Gesink (Ned) Team LottoNL-Jumbo 0:07:39
7 Vincenzo Nibali (Ita) Astana Pro Team 0:08:04
8 Mathias Frank (Swi) IAM Cycling 0:08:47
9 Bauke Mollema (Ned) Trek Factory Racing 0:11:47
10 Warren Barguil (Fra) Team Giant-Alpecin 0:13:08
...
52 Nelson Oliveira 1:32:57
61 Tiago Machado 1:44:27
114 Armindo Fonseca 2:30:03
144 José Mendes 2:53:54


Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário