Tour 2015 - Análise 14ª Etapa

No dia de Mandela, a MTN-Qhubeka escreveu o seu nome na história do Tour de France com a primeira vitória numa etapa. Stephen Cummings venceu seguido de dois franceses, Thibaut Pinot e Romain Bardet, segundo e terceiro classificados respectivamente. 

Stephen Cummings vencedor 14ª etapa do Tour
O dia prometia um final complicado, com algumas movimentações. Mas também era esperado que uma fuga se formasse, o que não se estava à espera era que nos fugitivos estivessem tantos nomes importantes. Depois de muitas movimentações a fuga ficou definida e tinha vários nomes importantes, aqui fica a constituição da mesma: Sagan, Jungels, Pantano, Grivko, Ladagnous, Urán, Plaza,Bakelants, Castroviejo, Gautier, Golas, Cummings, Bardet, Van Avermaet, Pinot, Roy, De Kort, Koren, Périchon e Simon Yates.

A vantagem chegou a cifrar-se nos 8 minutos, até que a 30 quilómetros da meta e com a mais que provável possibilidade de sucesso da fuga, Golas e Koren abriram as hostilidades e decidiram tentar a sua sorte, sem grande sucesso, já que a FDJ tinha três homens na fuga e apostava em Pinot para a vitória. Ainda conseguiram chegar à entrada da subida na frente, mas depois foram facilmente alcançados.
Romain Bardet foi o primeiro a atacar. Thibaut Pinot decidiu usar uma táctica diferente, foi ao seu ritmo e rapidamente começou a recuperar posições, Uran tentou ir na sua roda, mas sem sucesso. Já perto do final da subida, Pinot apanha Bardet, mas é Cummings que surpreende, ao aparecer bem perto do duo de franceses.
Depois da subida, o ciclista da MTN-Qhubeka alcança os franceses e facilmente os bate, Pinot foi segundo e Bardet terceiro. Uran faz quarto lugar e Sagan faz quinto, numa surpreendente subida.

No grupo dos favoritos, foi Quintana que atacou repetidamente, numa primeira instância, Nibali respondeu, mas o italiano rapidamente ficou para trás. Enquanto isso Froome impunha o ritmo de perseguição, desta vez a Sky não conseguiu proteger o seu líder, que ficou isolado.
O pequeno Colombiano deu sinais muito positivos, Van Garderen cedeu e depois foi Contador a ficar para trás, para ir no seu ritmo.
Quintana continuou a testar Froome, que preferiu nunca ir ao choque, no final o ciclista da Sky sprintou e ganhou um segundo ao Colombiano. Ficamos a saber que Quintana parece estar a melhorar de dia para dia e que não é sprinter...bem, mas isso não é novidade. :)

Destaque do dia para a primeira vitória numa etapa do Tour de uma equipa africana e logo no dia de Mandela. Dia que fica para a história.

O mais do dia: MTN - Qhubeka
O menos do dia: Thibaut Pinot e Romain Bardet

Classificação da 14ª Etapa:
1 Stephen Cummings (GBr) MTN - Qhubeka 4:23:43
2 Thibaut Pinot (Fra) FDJ.fr 0:00:02
3 Romain Bardet (Fra) AG2R La Mondiale 0:00:03
4 Rigoberto Uran (Col) Etixx - Quick-Step 0:00:20
5 Peter Sagan (Svk) Tinkoff-Saxo 0:00:29
6 Cyril Gautier (Fra) Team Europcar 0:00:32
7 Ruben Plaza Molina (Spa) Lampre-Merida
8 Bob Jungels (Lux) Trek Factory Racing
9 Jonathan Castroviejo (Spa) Movistar Team
10 Simon Yates (GBr) Orica GreenEdge 0:00:33
...
59 Tiago Machado 0:09:44
77 Armindo Fonseca 0:11:42
93 Nelson Oliveira 0:12:39
94 José Mendes 0:12:39

Classificação Geral após 14ª Etapa:
1 Christopher Froome (GBr) Team Sky 56:02:19
2 Nairo Quintana (Col) Movistar Team 0:03:10
3 Tejay Van Garderen (USA) BMC Racing Team 0:03:32
4 Alejandro Valverde (Spa) Movistar Team 0:04:02
5 Alberto Contador (Spa) Tinkoff-Saxo 0:04:23
6 Geraint Thomas (GBr) Team Sky 0:04:54
7 Robert Gesink (Ned) Team LottoNL-Jumbo 0:06:23
8 Vincenzo Nibali (Ita) Astana Pro Team 0:08:17
9 Tony Gallopin (Fra) Lotto Soudal 0:08:23
10 Bauke Mollema (Ned) Trek Factory Racing 0:08:53
...
50 Tiago Machado 1:16:29
78 Nelson Oliveira 1:38:31
102 Armindo Fonseca 1:47:17
148 José Mendes 2:18:32

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário