Itzulia-Vuelta ao País Basco (2.WT) - Antevisão



A Vuelta al País Vasco ou como os bascos costumam chamar, Itzulia, é uma das provas espanholas mais importantes do calendário, não sendo por acaso que pertence ao calendário World Tour. Este ano a Itzulia celebra a sua 59ª edição, disputada na região espanhola que tem os adeptos mais ferverosos pela modalidade.
A quantidade de vencedores ilustres da prova é notável, desde o primeiro vencedor, Francis Pélissier, passando por Gino Bartali, Luis Ocaña, Jacques Anquetil, Giovanni Battaglin, Sean Kelly, Claudio Chiappucci Tony Rominger, Alex Zulle, Laurent Jalabert, Alberto Contador, Nairo Quintana e Alejandro Valverde.
Entre 1931 e 1968, apenas se realizou uma única vez, em 1935, prova vencida por Gino Bartali. Nesse período, a guerra civil espanhola impediu que a prova se desenvolvesse.
Desde 1969 que nunca mais falhou, sendo realizada ininterruptamente até  aos dias de hoje. Prova marcada pela muita montanha e pelas paisagens deslumbrantes do País Basco.

História

últimos 10 vencedores
2009 Alberto Contador (ESP) Astana Pro Team
2010 Chris Horner (AME) RadioShack
2011 Andréas Kloden (GER) RadioShack
2012 Samuel Sánchez (ESP) Euskaltel-Euskadi
2013 Nairo Quintana (COL) Movistar Team
2014 Alberto Contador (ESP) Tinkoff-Saxo
2015 Joaquim Rodríguez (ESP) Team Katusha
2016 Alberto Contador (ESP) Tinkoff 
2017 Alejandro Valverde (ESP) Movistar
2018 Primoz Roglic (SLO) LottoNL-Jumbo

Edição 2018 (Top-10)
1    Primoz Roglic (Slo) LottoNL-Jumbo    20:53:47   
2    Mikel Landa (Spa) Movistar Team    0:01:09   
3    Ion Izagirre (Spa) Bahrain-Merida    0:01:42   
4    Emanuel Buchmann (Ger) Bora-Hansgrohe    0:03:14   
5    Nairo Quintana (Col) Movistar Team    0:03:17   
6    Enric Mas (Spa) Quick-Step Floors    0:03:29   
7    Bauke Mollema (Ned) Trek-Segafredo    0:03:50   
8    Pello Bilbao (Spa) Astana Pro Team    0:04:14   
9    David De La Cruz (Spa) Team Sky    0:04:15   
10    Patrick Konrad (Aut) Bora-Hansgrohe    0:05:30

Percurso

8/4 Etapa 1 (CRI) - Zumarraga › Zumarraga (11.3 Km)
9/4 Etapa 2 - Zumarraga › Gorraiz (149.5 Km)
10/4 Etapa 3 - Sarriguren › Estibaliz (191.4 Km)
11/4 Etapa 4 - Vitoria-Gasteiz › Arrigorriaga (163.6 Km)
12/4 Etapa 5 - Arrigorriaga › Arrate (149.8 Km)
13/4 Etapa 6 - Eibar › Eibar (118.2 Km)
Total: 783.8 Km

A ediçãod este ano começa com um contrarelógio e conta com três etapas com chegadas em alto, no entanto a mais complicada é aquela que tem a meta no tradicional Alto de Usartza (Arrate) e fará as maiores diferenças.
A 1ª etapa é um contrarrelógio de 11,3 quilómetros, que está longe de ser plano. Os trepadores tentarão minorar perdas e os contrarrelogistas tentarão maximizar ganhos sobre os levezinhos.
As 2ªe 3ª etapas, à primeira vista não parecem muito complicadas, mas o constante sobe e desce do terreno basco e o final em subida curta e explosiva pode fazer pequenas diferenças entre os favoritos.
A 4ª etapa é das mais suaves, mas nem por isso é fácil, a 2 quilómetros da meta está o topo do Zaratamo, que convida a ataques tardios.
A 5ª etapa é a mais dura da prova, com um final brutal na subida mais emblemática do País Basco.
A 6ª e última etapa tem muita montanha, conta com as ascensões a Azurki e Karakae, que são de 1ª categoria.

Perfis

8/4 Etapa 1 (CRI) - Zumarraga › Zumarraga (11.3 Km)

Subidas categorizadas:
- Antio (3ª Cat., 493 m, 2.2 Km a 9.7%, Km 8.9).

9/4 Etapa 2 - Zumarraga › Gorraiz (149.5 Km)

Sprints intermédios: 
- Ibiriku (526 m, Km 111.3),
- Sarriguren (448 m, Km 124.5).

Subidas categorizadas: 
- Olaberria (3ª Cat., 302 m, 1.8 Km a 7.5%, Km 23.5),
- Lizarrusti (3ª Cat., 623 m, 6.1 Km a 5.2%, Km 41.8).

Setores terra batida:
1. Multilva (+, 200 m, Km 94.8),
2. Olatz-Xalduko (++, 800 m, Km 99.8),
3. Apza-Pasandiburu (++++, 2800 m, Km 107.2),
4. Ustarroz-Soto (+, 300 m, Km 108.0),
5. Olatz-Xalduko (++, 900 m, Km 127.1),
6. Egues-Ibiriku (+++, 900 m, Km 132.6).

10/4 Etapa 3 - Sarriguren › Estibaliz (191.4 Km)

Sprints intermédios: 
- Ullibarri (826 m, Km 125.2),
- Ullibarri Gamboa (551 m, Km 172.6).

Subidas categorizadas: 
- Goni (2ª Cat., 875 m, 8.7 Km a 4.6%, Km 26.1),
- Opakua (3ª Cat., 1020 m, 5.3 Km a 4.2%, Km 134.5).

11/4 Etapa 4 - Vitoria-Gasteiz › Arrigorriaga (163.6 Km)

Sprints intermédios: 
- Undurraga Auzoa (249 m, Km 119.4),
- Orozco (168 m, Km 136.4).

Subidas categorizadas: 
- Campa Hafade (3ª Cat., 461 m, 2.5 Km a 6.6%, Km 56.1),
- Garate (3ª Cat., 271 m, 3.9 Km a 3.8%, Km 96.5),
- Bikotz Gane (1ª Cat., 562 m, 4.9 Km a 8.5%, Km 126.8),
- Zaratamo (3ª Cat., 170 m, 3.1 Km a 3.6%, Km 161.2).

12/4 Etapa 5 - Arrigorriaga › Arrate (149.8 Km)

Sprints intermédios: 
- Elgoibar (49 m, Km 101.2),
- Markina (82 m, Km 122.5).

Subidas categorizadas: 
- Morga (3ª Ca., 325 m, 4.5 Km a 5.4%, Km 17.2),
- Naxitua (3ª Ca., 195 m, 1.2 Km a 5.6%, Km 52.1),
- Bedaroa (3ª Ca., 162 m, 2.0 Km a 7.3%, Km 58.1),
- Arribinieta (3ª Ca., 269 m, 3.7 Km a 5.5%, Km 87.8),
- Izua (1ª Ca., 539 m, 4.2 Km a 9.4%, Km 111.4),
- Trabakua (3ª Ca., 397 m, 4.0 Km a 6.1%, Km 131.1),
- Usartza (1ª Ca., 575 m, 5.9 Km a 7.3%, META).



13/4 Etapa 6 - Eibar › Eibar (118.2 Km)
Sprints intermédios: 
- Elgoibar (45 m, Km 69.1),
- Mekolalde (189 m, Km 96.9).

Subidas categorizadas: 
- San Miguel (3ª Cat., 339 m, 4.7 Km a 6.1%, Km 9.2),
- Kalbario (3ª Cat., 227 m, 2.0 Km a 7.7%, Km 37.5),
- Elkorrieta (3ª Cat., 188 m, 2.3 Km a 6.5%, Km 44.4),
- Azurki (1ª Cat., 665 m, 7.9 Km a 6.6%, Km 55.1),
- Karakae (1ª Cat., 544 m, 5.0 Km a 8.7%, Km 79.9),
- Asensio (2nd Cat., 545 m, 3.4 Km a 7.8%, Km 103.5).

Condições meteorológicas

As condições atmosféricas também são um fator muito importante e que costuma afetar a prova basca. É esperada chuva para esta semana no País Basco.

Startlist

Aqui

Favoritos

⭐⭐⭐⭐⭐ Adam Yates
⭐⭐⭐⭐ Jakob Fuglsang, Ion Izagirre
⭐⭐⭐ Enric Mas, Julian Alaphilippe, Mikel Landa, Emanuel Buchman
⭐⭐ Michal Kwiatkowski, David Gaudun, Daniel Martinez, Dan Martin, George Bennett
⭐ Sam Oomen, Geraint Thomas, Tadej Pogacar, Dylan Teuns, Maximilian Schachmann, Bauke Mollema, Alexey Lutsenko

A nossa aposta: Adam Yates
Tem estado muito forte, mas iss não tem chegado para ganhar. Perdeu o Tirreno e a Volta a Catalunha por poucos segundos, será que é desta?
Acreditamos que sim, até porque as subidas bascas são mesmo à sua medida.

Outsider: Astana
O alinhamento que a equipa cazaque apresenta é pronográfico. Os irmãos Izagirre, Fraile, Bilbao, Lusenko, Luis Leon Sanchez e Jakob Fuglsang, todos eles começaram o ano em boa forma. Destacamos dois, são eles:
- Fuglsang tem realizado um ano soberbo, a disputar a vitória em tudo que tem entrado. 
- Ion Izagirre já foi três vezes 3º classificado, incluindo as duas ultimas edições. O contrarelógio inicial benefica-o.

Os Portugueses
São cinco os portugueses presentes, divididos por três equipas
A Katusha tem José Gonçalves e Ruben Guerreiro, que terão liberdade para estarem em fugas já que a equipa não tem um líder declarado. 
A CCC tem em Amaro Antunes o seu melhor trepador, o Algarvio não tem tido a vida fácil, mas as subidas do País Basco são boas para ele. Lutar por brilhar num dia é possível.
A Burgos-BH é das equipas mais modestas, conta com José Fernandes e Ricardo Vilela. Estar presente em fugas para mostrar a camisola deve ser o objetivo principal. José Fernandes pode surpreender no contrarrelógio da 1ª etapa.

Seguir em directo:  @ehitzulia, #itzulia 

(a partir das 14:30, hora Portugal continental)



Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário