Peter Sagan vence em Uraidla mas Bevin segura a liderança

Peter Sagan no pódio do TDU (Foto: Bettini Photo)
Peter Sagan volta a abrir o rol de vitória em Uraidla, tal como já tinha feito em 2018.

A etapa de 146,2 quilómetros, que ligavam Lobethal a Uraidla, foi bastante calma. A fuga formou com sete homens, Nic Dlamini (Dimension Data), Elia Viviani (Deceuninck - Quick Step), Michael Potter (Australian Cycling), Manuele Boaro (Astana), James Whelan (Education First), Nico Denz (AG2R) e Léo Vincent (FDJ), mas nunca tiveram mais de 3:30, estando assim controlada pelo pelotão.

Quando os ciclistas entraram no circuito final a fuga começou a sua desfragmentação, tendo terminado a cerca de 13 quilómetros da meta.

No final Peter Sagan venceu, num sprint disputado ao milímetro com Luis León Sánchez e, por apenas um segundo, Patrick Bevin segura a camisola de líder.
"Estou muito feliz por vencer e muito grato aos meus colegas de equipa. Eles fizeram um excelente trabalho e cuidaram de mim, mantendo-me na frente, assim eu consegui economizar muita energia na última volta", palavras de Peter Sagan após a cerimónia de pódio.
"Então eu ganhei, apenas por um bocadinho, mas ganhei, e estou muito feliz com isso."

Lola Cycling Team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário