Mikel Landa: "É tempo de começar de novo"



Costuma-se dizer que é ‘ano novo, vida nova’ e esta é também a visão de Mikel Landa para a temporada de 2019.

Depois de um primeiro ano, com as cores da Movistar,bastante decepcionante, Landa concedeu agora uma entrevista ao jornal Marca, na qual abordou os seus planos para este ano e confirmou a participação no Giro d’Itália e no Tour de France.
Embed from Getty Images

Para além da desilusão que foi o Tour do ano passado, Landa ainda sofreu uma queda grave na clássica de San Sebastian, da qual resultou a fractura de uma vértebra e de uma costela, que o condicionou para o que restava da temporada. Acabou mesmo por não alinhar à partida da Vuelta, nem dos Campeonatos do Mundo e as restantes provas em que marcou presença, não terminou nenhuma.
"Foi um ano muito difícil, mas isso não me tira a determinação de começar de novo. Cheguei à Movistar com grandes expectativas e muito entusiasmo, mas foi o ano em que terminei mais frustrado."
Mas tudo isso é passado e Landa já só pensa nesta temporada que começará com o Challenge de Mallorca, seguido da Vuelta à Andaluzia, o Tirreno-Adriático, a Vuelta ao País Basco e as Clássicas das Ardenas antes de rumar até Itália para a primeira grande volta do ano.
"É verdade que, em 2015 e 2017, a situação no início da temporada foi semelhante à atual e alcancei resultados. Espero que em 2019 a história se repita."

Unknown

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário