Volta à Eslovénia (2.1) - Antevisão


A Volta à Eslovénia nasceu em 1993, este ano comemora 25 anos. Em 2005 subiu de categoria, atraindo ciclistas de grande qualidade do pelotão internacional. A lista de vencedores provam isso mesmo, com nomes como Vincenzo Nibali, Jakob Fuglsang, Diego Ulissi e Rafal Majka a fazerem parte do álbum de ouro.
Tiago Machado também venceu a prova, na edição de 2014, na altura o famalicense, corria na NetApp-Endura (actualmente Bora-Hansgrohe).

História

últimos 10 vencedores
2008 Jure Golcer (Slo) LPR Brakes–Ballan
2009 Jakob Fuglsang (Den) Team Saxo Bank
2010 Vincenzo Nibali (Ita) Liquigas–Doimo
2011 Diego Ulissi (Ita) Lampre–IS
2012 Janez Brajkovic (Slo) Astana
2013 Radoslav Rogina (Cro) Adria Mobil
2014 Tiago Machado (Por) NetApp–Endura
2015 Primož Roglic (Slo) Adria Mobil
2016 Rein Taaramae (Est) Team Katusha
2017 Rafal Majka (Pol) Bora-Hansgrohe

Edição 2017 (Top-10)
1    Rafal Majka (Pol) Bora-Hansgrohe    15:56:23   
2    Giovanni Visconti (Ita) Bahrain-Merida    0:00:07   
3    Jack Haig (Aus) Orica-Scott    0:00:17   
4    Gregor Mühlberger (Aut) Bora-Hansgrohe    0:00:35   
5    Tadej Pogacar (Slo) Rog - Ljubljana    0:00:46   
6    Hermann Pernsteiner (Aut) Amplatz - BMC    0:00:48   
7    Mattia Cattaneo (Ita) Androni Giocattoli    0:01:08   
8    Pawel Cieslik (Pol) Elkov - Author Cycling Team    0:01:13   
9    Ivan Santaromita (Ita) Nippo - Vini Fantini    0:01:14   
10    Edward Ravasi (Ita) Team UAE Emirates    0:01:31

Percurso

13/6 Etapa 1 - Lendava › Murska Sobota (159 Km)
14/6 Etapa 2 - Maribor › Rogaska Slatina (152.7 Km)
15/6 Etapa 3 - Slovenske Konjice › Celje (175.7 Km)
16/6 Etapa 4 - Ljubljana › Kamnik (155.2 Km)
17/6 Etapa 5 (CRI) - Trebnje › Novo Mesto (21.5 Km)

Ao contrário da edição do ano passado, não há nenhuma chegada em alta montanha. As duas primeiras etapas são adequadas a homens rápidos.
A 3ª etapa tem um final ideal para puncheurs e a 4ª etapa tem bastante montanha, mas não termina em alto.
A 5ª e última etapa é um contrarrelógio individual de 21,5 quilómetros, que deverá fazer diferenças importantes.

Perfis
13/6 Etapa 1 - Lendava › Murska Sobota (159 Km)


Sprints intermédios: 
- Dobrovnik (170 m, Km 28.9), 
- Ljutomer (174 m, Km 121.3), 
- Beltinci (176 m, Km 140.9).

Subidas categorizadas: 
- Krajinski Park Goričko (4ª Cat., 326 m, 0.8 Km a 6.4%, Km 56.6).

Zona de abastecimento: 
- Vučja Vas (193 m, Km 107.4).

14/6 Etapa 2 - Maribor › Rogaska Slatina (152.7 Km)


Sprints intermédios: 
- Slovenska Bistrica (271 m, Km 51.1), 
- Šmarje pri Jelšah (222 m, Km 75.6), 
- Lesično (304 m, Km 111.7), 
- Podčetrtek (218 m, Km 126.4).

Subidas categorizadas:
- Slanina pri Sevnici (3ª Cat., 619 m, 2.2 Km a 8.0%, Km 101.3).

Zona de abastecimento: 
- Dobje (461 m, Km 93.6).

15/6 Etapa 3 - Slovenske Konjice › Celje (175.7 Km)

Sprints intermédios:  
- Šentjur (262 m, Km 63.5), Štore (264 m, Km 69.8), 
- Zagorje ob Savi (253 m, Km 121.1), Laško (218 m, Km 150.5).

Subidas categorizadas: 
- Prapreče (4ª Cat., 349 m, 1.0 Km a 7.1%, Km 124.3), 
- Celjska Koča (2ª Cat., 729 m, 8.2 Km a 6.3%, Km 159.9).

Zona de abastecimento:
- Trojane (489 m, Km 107.1).

16/6 Etapa 4 - Ljubljana › Kamnik (155.2 Km)


Sprints intermédios: 
- Medvode (340 m, Km 10.7), 
- Škofja Loka (346 m, Km 22.5), 
- Kranj (383 m, Km 33.6).

Subidas categorizadas:
- Jezersko (2ª Cat., 1218 m, 9.7 Km a 5.0%, Km 88.5), 
- Pavličevo Sedlo (1ª Cat., 1386 m, 5.1 Km a 9.8%, Km 100.1), 
- Volovljek (2ª Cat., 1024 m, 5.4 Km a 8.0%, Km 134.6).

Zona de abastecimento: 
- Zgornje Jezersko (871 m, Km 81.5).

17/6 Etapa 5 (CRI) - Trebnje › Novo Mesto (21.5 Km)



Ponto intermédios:
- Šentjurij na Dolenjskem (258 m, Km 10.2).

Startlist

Aqui

Favoritos

***** Primoz Roglic
**** Rigoberto Uran, Jan Tratnik
*** Rafal Majka, Davide Formolo
**  Kristijan Durasek, Daryl Impey
* Matej Mohoric, Tadej Pogacar, Fausto Masnada, Ivan Ramiro Sosa

A nossa aposta: Primoz Roglic
Venceu a prova em 2015 e este ano com a temporada que está a realizar é o grande favorito a repetir a façanha. O percurso é ideal para ele, principalmente com o contrarrelógio final, onde poderá fazer a diferença.

Outsider: Jan Tratnik
O percurso deste ano não é tão duro como em outros anos e com o contrarrelógio final. É uym ciclista capaz de 'sobreviver' às 3ª e 4ª etapas, para depois no contrarrelógio estar entre os melhores.
Sagrou-se recentemente campeão esloveno de contrarrelógio.

Seguir em directo: @TourOfSlovenia, #TourOfSlovenia

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário