Giro 2018 - Antevisão 4ª Etapa

O Giro chega a Itália, depois de três dias em Israel. E a primeira etapa em território italiano promete ter um final explosivo.



Catania é de onde partem, daí seguem para o interior da Sicília, onde vão encontrar as duas contagens de montanha, que não são muito complicadas.
As maiores dificuldades serão as constantes curvas e contra-curvas que os ciclistas irão apanhar e o terreno de constante sobe e desce que pode fazer mossa. Mas é o final que fará a diferença.
Os últimos 900 metros são a 8,5% de média, com os últimos 700 metros a serem acima dos 10%, a rampa mais inclinada tem 13º.
É um dia ideal para os puncheurs ou para que uma fuga tenha sucesso. Em relação aos homens da geral, convém entrarem bem posicionados no último quilómetro de forma a evitar perdas de tempo.

Sprints intermédios:  
- Palazzolo Acreide (658 m, Km 110.9), 
- Monterosso Almo (667 m, Km 133.0).

Subidas categorizadas:
- Pietre Calde (4ª Cat., 784 m, 8.6 Km a 2.8%, Km 82.3), 
- Vizzini (4ª Cat., 595 m, 4.5 Km a 3.7%, Km 151.2).

Zona de abastecimento:
- Km 96.5.

Cidade de partida: Catania

Piazza del Duomo
Catania é uma antiga cidade portuária na costa este da Sicília. Situa-se nas encostas sudeste do Monte Etna, um vulcão ativo com trilhos que conduzem ao cume.
Por lá é possível aproveitar muito com a família, os amigos ou até em lua de mel, pois a cidade abriga uma série de lugares que atendem a todos os tipos de públicos e gostos.
A ampla praça central da cidade, a Piazza del Duomo (na imagem), inclui a extravagante estátua Fontana dell'Elefante e a Catedral de Catania, com uma decoração deslumbrante.

Cidade de partida: Caltagirone


Escadaria de Santa Maria del Monte
Caltagirone está localizado nas três colinas que ligam as Montanhas Erei às Montanhas Iblei. Seu nome, em árabe, significa "colina dos vasos", devido à tradição milenar na produção de cerâmicas.
A cerâmica de Caltagirone é famosa no mundo inteiro e, por toda a Sicília encontra-se uma série de objectos feitos com essa cerâmica, à venda em lojas de recordações.
Um dos principais monumentos de Caltagirone, e cartão de visitas da cidade, é as Escadaria de Santa Maria del Monte. 142 degraus decorados com azulejos que retratam um pouco da história e das tradições da Sicília.
A cidade velha foi declarada Património da Humanidade pela UNESCO desde 2002.

Condições meteorológicas

Dia de sol na Sicília, com temperaturas agradáveis (por volta dos 23ºC). O vento vai soprar fraco/moderado de Este.

Favoritos

*** Diego Ulissi
** Pello Bilbao, José Gonçalves, Michael Woods, Simon Yates
* Tim Wellens, Carlos Betancur, Giovanni Visconti, Zdenek Stybar

A nossa aposta: Diego Ulissi
No total, soma seis vitórias de etapas no Giro. Apenas não venceu etapas numa das cinco edições que participou.
A chegada é ideal para ciclistas explosivos e Ulissi encaixa na perfeição nessa características.

Outsider: José Gonçalves
Está em grande forma, já o tinha demonstrado na Romandia e confirmou no contarrelógio que abriu o Giro.
Está em 3º lugar e o sonho de chegar à maglia rosa não é de todo descabida. A chegada adequa-se bem às características do barcelense.

Diferenças entre os principais candidatos à geral:
1. Rohan Dennis (BMC)
2. Tom Dumoulin (Team Sunweb) a 1″
6. Simon Yates (Mitchelton-Scott) a 21″
9. Domenico Pozzovivo (Bahrain-Merida) a 28″
10. Carlos Betancur (Movistar Team) a 29″
16. Thibaut Pinot (Groupama-FDJ) a 34″
17. Patrick Konrad (Bora-Hansgrohe) a 35″
19. Chris Froome (Team Sky) a 38″
23. Davide Formolo (Bora-Hansgrohe) a 41″
24. Sam Oomen (Team Sunweb) a 43″
30. Esteban Chaves (Mitchelton-Scott) a 47″
32. George Bennett (LottoNL-Jumbo) a 50″
34. Fabio Aru (UAE Team Emirates) a 51″
39. Alexandre Geniez (AG2R La Mondiale) a 54″
42. Roman Kreuziger (Mitchelton-Scott) a 56″
45. Miguel Ángel López (Astana) a 57″
51. Michael Woods (EF-Drapac) a 1’03”
60. Jan Hirt (Astana) a 1’09”
61. Louis Meintjes (Dimension Data) a 1’09”
65. Gianluca Brambilla (Trek-Segafredo) a 1’14”
85. Wout Poels (Team Sky) a 1:31″
140. Ben Hermans (Israel Cycling Academy) a 3’50”

Seguir em directo: , @giroditalia
(a partir das 12:15, hora de Portugal Continental)



Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário