Giro 2018 - Antevisão 10ª Etapa

Depois do dia de descanso, o Giro regressa com uma etapa de transição, ideal para que uma fuga tenha sucesso.



Esta é a etapa mais longa da prova, com os seus 239 quilómetros.A principal dificuldade do dia está colocada logo no inicio da etapa, ideal para que uma fuga se forme e ganhe tempo.
A última contagem de montanha está colocada a 30 quilómetros da meta e não deve ser problema para os sprinters, caso a chegada seja ao sprint.


Sprints intermédios:
- Teramo (242 m, Km 63.5),
- Sarnano (469 m, Km 148.8).

Subidas categorizadas:
- Fonte della Creta (2ª Cat., 1256 m, 15.1 Km a 5.9%, Km 22.0),
- Bruzzolana (3ª Cat., 517 m, 5.8 Km a 5.4%, Km 57.0),
- Annifo (4ª Cat., 893 m, 0.8 Km a 6.3%, Km 210.2).

Zona de abastecimento:
- Roccafluvione (257 m, Km 111.8).

Cidade de partida: Penne


Penne é uma cidade italiana, localizada na província de Pescara, região de Abruzzo, com cerca de 12 mil habitantes. É um dos centros mais importantes da Area Vestina, situada à mesma distância entre o Mar Adriático e o Gran Sasso d'Italia.
Penne é conhecida como a porta natural de entrada no Parque Nacional do Gran Sasso e Monti, através da Reserva Natural "Lago Penne".


Cidade de chegada: Gualdo Tadino



É uma pitoresca cidade da região da Umbria, província de Perugia, localizada no sopé dos Apeninos Central.
A cidade tem uma longa história e era originalmente conhecida como Tarsina. 
Na Idade Média,Gualdo Tadino era famosa pela sua cerâmica. No final do século XX, essa tradição foi revitalizada, e a cidade é hoje um importante centro da cerâmica artística e industrial.

Condições meteorológicas

Dia com muitas nuvens e com probabilidade elevada de chuva. A temperatura rondará os 12 a 14ºC e o vento soprará moderado de Sul/Sudoeste.

Favoritos

Cenário 1: Fuga
*** Tim Wellens, Giovanni Visconti
** Matej Mohoric, Diego Ulissi, Tony Martin
* Matteo Montaguti, Davide Ballerini, Valerio Conti

Cenário 2: Sprint
*** Elia Viviani
** Sam Bennett, Sacha Modolo
* Niccolo Bonifazio, Danny Van Poppel

A nossa aposta: Fuga
O dia é muito longo, mas ideal para que uma fuga tenha sucesso. Logo para começar há uma subida de 2ª categoria que pode definir a fuga.
Tudo irá depender se as equipas dos sprinters terão representação no grupo de fugitivos.

Outsider: Elia Viviani
Se a etapa for decidida ao sprint, a aposta natural é em Viviani. Apesar de ter sido batido por Sam Bennett na última etapa ao sprint, o italiano continua a ser a nossa aposta.
Tem o melhor comboio e é um dos ciclistas mais ganhadores em 2018

Diferenças entre os principais candidatos à geral:
1. Simon Yates (Mitchelton-Scott)
2. Esteban Chaves (Mitchelton-Scott) a 32″
3. Tom Dumoulin (Team Sunweb) a 38″
4. Thibaut Pinot (Groupama-FDJ) a 45″
5. Domenico Pozzovivo (Bahrain-Merida) a 57″
6. Richard Carapaz (Movistar Team) a 1’20”
7. George Bennett (LottoNL-Jumbo) a 1’33″
8. Rohan Dennis (BMC) a 2’05”
9. Pello Bilbao (Astana) a 2’05”
10. Michael Woods (EF-Drapac) a 2’25”
11. Chris Froome (Team Sky) a 2’27″
13. Miguel Ángel López (Astana) a 2’34″
15. Fabio Aru (UAE Team Emirates) a 2’36″
16. Carlos Betancur (Movistar Team) a 2’46″
24. Davide Formolo (Bora-Hansgrohe) a 5’49″

Seguir em directo: , @giroditalia
(a partir das 12:15, hora de Portugal Continental)



Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário