Trofeo Laigueglia (1.HC) - Antevisão


Com o cancelamento do GP Costa degli Etruschi, o Trofeo Laigueglia passou a abrir o calendário italiano de provas. Este ano celebra a sua 55ª edição, sendo Filippo Pozzato o ciclista com o maior número de vitórias, com três triunfos.
Ao longo dos anos, alguns dos melhores ciclistas do pelotão mundial conseguiram ganhar a prova, entre eles: Eddy Merckx (1973 e 1974), Roger de Vlaeminck (1980), Lance Armstrong (1993), Johan Museeuw (1995) e Michele Bartoli (1997).
Em 2015, subiu de escalão, para a categoria 1.HC. As paisagens maravilhosas da Liguria e o percurso fazem desta prova uma das mais interessantes nesta fase da temporada.

História

últimos 10 vencedores
2007 Mikhail Ignatiev (RUS) Tinkoff Credit Systems
2008 Luca Paolini (ITA) Acqua & Sapone–Caffè Mokambo
2009 Francesco Ginanni (ITA) Diquigiovanni–Androni
2010 Francesco Ginanni (ITA) Androni Giocattoli
2011 Daniele Pietropolli (ITA) Lampre–ISD
2012 Moreno Moser (ITA) Liquigas–Cannondale
2013 Filippo Pozzato (ITA) Lampre–Merida
2014 José Serpa (COL) Lampre–Merida
2015 Davide Cimolai (ITA) Lampre–Merida
2016 Andrea Fedi (ITA) Southeast - Venezuela
2017 Fabio Felline (ITA) Selecção Italiana  

Edição 2017 (Top-10)
1    Fabio Felline (Ita) Selecção Italiana    4:54:01   
2    Romain Hardy (Fra) Fortuneo - Vital Concept    0:00:25   
3    Mauro Finetto (Ita) Delko Marseille Provence KTM        
4    Matteo Trentin (Ita) Italy        
5    Cyril Gautier (Fra) AG2R La Mondiale        
6    Francesco Gavazzi (Ita) Androni Giocattoli        
7    Arthur Vichot (Fra) FDJ        
8    Matej Mohoric (Slo) Team UAE Abu Dhabi        
9    Mattia Cattaneo (Ita) Androni Giocattoli        
10    Romain Combaud (Fra) Delko Marseille Provence KTM    0:00:29

Percurso

Laigueglia > Laigueglia, 203,43 Kms

As provas de um dia italianas, habitualmente são um misto de montanha com terreno plano, beneficiando ciclistas versáteis, que têm de ser bons finalizadores, mas que também aguentem subidas de média-montanha.
O percurso varia de ano para ano, mas tem sempre em comum o facto de Laigueglia ser o centro da prova, que dá sentido ao nome. 
Este ano, partida será do centro da localidade, com a primeira parte da prova a ser percorrida ao longo da costa da Ligúria, até os ciclistas virarem para o interior, onde irão até Bezzo. Ao fim de 30 Km, começam as dificuldades, com a subida para Amasco, seguido de uma curta descida e nova subida para Onzo.
Segue-se uma longa descida, uma curta zona mais plana e subida para Cima Paravenna e nova descida longa, em direção à costa, onde se dirigem para Laigueglia. Aos 95,5 Km, os corredores passam pela linha de meta pela 1ª vez e seguem para o Capo Mele, depois sobem para Testico e voltam para Laigueglia, através da cidade de Albenga.
Nova passagem pela meta e aí iniciam um circuito que percorrerão por 3 vezes. O circuito contém o Colla Micheri (2,1 km, 7,8%) na fase inicial. Na última volta, o Capo Mele (2 km, 3,5% ) também estará incluído, situa-se a 3,9 Km do final.

Subidas categorizadas: 
- Cima Paravenna (441 m, 6.6 Km at 5.9%, Km 68.7), 
- Testico (480 m, 15.4 Km at 2.9%, Km 125.0), 
- Colla Michieri (170 m, 2.1 Km at 7.9%, Km 160.8), 
- Colla Michieri (170 m, 2.1 Km at 7.9%, Km 171.6), 
- Colla Michieri (170 m, 2.1 Km at 7.9%, Km 182.5), 
- Colla Michieri (170 m, 2.1 Km at 7.9%, Km 193.4).
 
Zona de abastecimento:  
- Laigueglia (Km 95.8).


Startlist


Condições atmosféricas


Não é esperada chuva e a temperatura rondará os 12º C. O vento não deve ser um factor, já soprará fraco.

Favoritos

***** Gianluca Brambilla
**** Ben Hermans, Francesco Gavazzi, Silvan Dillier
*** Marco Canola, Guillaume Martin, Mattia Cattaneo, Sean De Bie
** Mikael Cherel, Moreno Moser, Rodolfo Torres, Mauro Finetto
* Iuri Filosi, Enrico Barbin, Niccolo Bonifazio, Kristian Sbaragl, Andrea Pasqualon, Julien El Fares

A nossa aposta: Gianluca Brambilla
Mostrou uma boa condição fisica em Maiorca. A prova pode ser atacada no circuito final e Brambilla tem características interessantes para este tipo de perfil.

Outsider: Ben Hermans
Estreou-se com as cores da equipa israelita com um resultado interessante em Valência. Em Laigueglia é um dos ciclistas que pode fazer a diferença num percurso que não é muito duro, mas está longe de ser plano e dá oportunidades a ciclistas como Hermans de dinamitarem a corrida.

Seguir em directo: @il_Laigueglia; #trofeolaigueglia

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário