Gazzeta dello Sport revela provável percurso do Giro 2018


A Gazzetta dello Sport revelou o provável percurso da 101ª edição do Giro d'Italia. As 3 primeiras etapas já tinham sido apresentadas, serão em Israel, com partida em Jerusalém.
O percurso ligará duas das cidades históricas, Jerusalém e Roma. A capital italiana segundo a Gazzetta dello Sport será palco de um contrarrelógio na última etapa.
Aliás, o esforço individual terá destaque na 101ª edição, com três cronos, um deles deve ser uma cronoescalada (16ª etapa). O outro é a abrir, em Jerusalém. 
Israel será palco das três primeiras etapas, seguido de um dia descanso para a transferência para território italiano. A prova desloca-se depois para a Sicília, onde serão realizadas três etapas e depois vai subindo pelo território transalpino.

Em termos de montanha, a prova não irá visitar a mítica região dos Dolomitas, mas pela amostra, montanha não irá faltar, com oito potenciais etapas e seis chegadas em alto. 
Destaque na primeira para a 6ª etapa, que termina no monte Etna. As grandes dificuldades estão concentradas, nas duas semanas finais como é habitual. Destaque para as chegadas ao Zoncolan (14ª etapa) e Cervinia (20ª etapa). A 11ª etapa, é a única que nesta previsão, não está completa, parte de Assis, o final é uma incógnita.

A apresentação oficial de todo o percurso está marcado para o próximo dia 29 de novembro.


Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário