Volta a França 2017 - Declarações dos intervenientes

Chris Froome (Foto: Twitter Oficial Tour de France)
A Volta a França terminou ontem e Chris Froome soma a sua quarta vitória na maior prova de ciclismo no mundo. Rigoberto Uran foi a surpresa do ano, tendo terminado no segundo lugar. Com apenas 1 segundo de vantagem sobre o quarto classificado, Romain Bardet fecha o pódio.
Veja aqui o que disseram os três primeiros classificados da edição deste ano.

Chris Froome: "Esta edição será recordada como a mais disputada entre os líderes"

Froome venceu ontem a sua 4ª edição da Volta à França e, no final, mostrou-se mais emocionado do que em qualquer das anteriores vitórias.
"Não tenho palavras, é uma sensação incrível. Os Campos Elísios nunca desiludem. Há sempre algo de mágico, após passar três semanas a pensar nisto. É como uma recompensa."
"Cada Tour que completei foi único, muito diferente dos restantes. Cada batalha é distinta e por isso, cada Tour é especial à sua maneira. Esta edição será recordada como a mais disputada entre os líderes."


Rigoberto Uran: "Este é o ponto mais alto da minha carreira."

Se no início do Tour fizéssemos um pequeno inquérito, muito provavelmente seriam poucos os que apostariam em Uran para o pódio final da prova. Mas a verdade é que o colombiano fez uma excelente prova e acabou em 2º lugar.
"Estou muito contente por ser segundo. Qualquer ciclista sonha com estar no pódio da Volta à França."
"Este é a minha quarta Volta à França e acabar no pódio dá-me uma enorme felicidade. Sabia que estava bem, tinha boas esperanças, mas não podia estar seguro de acabar no pódio porque é uma prova muito complicada."
"Este é o ponto mais alto da minha carreira. Estar num pódio de tanto nível diz tudo. Dedico-o à minha família, amigos, equipa e a todos os que me ajudaram durante estas três semanas."


Romain Bardet: "Corri este Tour com o coração e dei um passo em frente no que respeita a 2016."

No ano passado, Bardet foi o 2º classificado no Tour, este ano foi 3º mas apenas com 1 segundo de vantagem sobre Mikel Landa. 
"É muito difícil confirmar resultados e por isso estou feliz. Corri este Tour com o coração e dei um passo em frente no que respeita a 2016."
"Somos jovens, continuamos a aprender e considero que fizemos o mais acertado. Agora é o momento de descansar e desfrutar."
"Tudo é possível no futuro. Enquanto continuar a progredir, tenho o direito de sonhar."

A post shared by Romain Bardet (@romainbardet) on
 
 Fontes:
http://www.ciclismointernacional.com
http://www.cyclingnews.com/news/ 




Também pode interessar:

Lola Cycling Team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário