Volta à França 2017 - Antevisão 21ª etapa

Habitualmente não decide nada para as diversas classificações, mas é uma das etapa mais icónicas do Tour. A chegada a Paris e o percorrer o circuito, perante um mar de gente, é um dos momentos mais marcantes da temporada ciclista.
A cereja no topo do bolo é a grandiosa festa final, que faz jus ao evento desportivo que é o Tour. É todo um acontecimento este dia, que faz parar Paris.

Rescaldo da 20ª etapa
Um contrarrelógio que teve como principais pontos de interesse a luta pela vitória da etapa entre dois polacos (Bodnar e Kwiatkowski) e a luta para o último lugar de pódio entre Bardet e Landa.
O francês que começou a etapa no 2º lugar da geral fez um contrarrelógio muito mau, até para os seus parâmetros. Em 22,5 quilómetros perdeu para a Mikel Landa, 1 minuto e 12 segundos.
Rigoberto Uran fez um bom contrarrelógio, assegurando o 2º lugar da geral e Chris Froome esteve ao seu nível, foi 3º e garantiu o seu quarto Tour.

Classificação da 20ª Etapa do Tour (Top 10)
1 Maciej Bodnar (Pol) Bora-Hansgrohe 0:28:15 
2 Michal Kwiatkowski (Pol) Team Sky 0:00:01 
3 Christopher Froome (GBr) Team Sky 0:00:06 
4 Tony Martin (Ger) Katusha-Alpecin 0:00:14 
5 Daryl Impey (RSA) Orica-Scott 0:00:20 
6 Alberto Contador (Spa) Trek-Segafredo 0:00:21 
7 Nikias Arndt (Ger) Team Sunweb 0:00:28 
8 Rigoberto Uran (Col) Cannondale-Drapac 0:00:31 
9 Stefan Küng (Swi) BMC Racing Team 0:00:34 
10 Sylvain Chavanel (Fra) Direct Energie 0:00:37
---
69 Tiago Machado (Por) Katusha-Alpecin 0:02:25

Classificação geral após a 20ª Etapa (Top 10)
1 Christopher Froome (GBr) Team Sky 83:55:16 
2 Rigoberto Uran (Col) Cannondale-Drapac 0:00:54 
3 Romain Bardet (Fra) AG2R La Mondiale 0:02:20 
4 Mikel Landa (Spa) Team Sky 0:02:21 
5 Fabio Aru (Ita) Astana Pro Team 0:03:05 
6 Daniel Martin (Irl) Quick-Step Floors 0:04:42 
7 Simon Yates (GBr) Orica-Scott 0:06:14 
8 Louis Meintjes (RSA) UAE Team Emirates 0:08:20 
9 Alberto Contador (Spa) Trek-Segafredo 0:08:49 
10 Warren Barguil (Fra) Team Sunweb 0:09:25
---
74 Tiago Machado (Por) Katusha-Alpecin 2:43:36




O percurso que antes de se entrar em Paris será realizado nas calmas com alguns a beber Champagne.
O circuito final estará apinhado de gente a assistir, num dos espectáculos desportivos mais populares do mundo.

Cidade de partida: Montgeron
Monumento de homenagem à partida da 1ª edição do Tour, em 1903
Montgeron é uma cidade marcante na história da prova, foi nesta localidade situada a sul de Paris, que a 1ª edição da Volta à França em bicicleta em 1903 se iniciou. 
A etapa inaugural ligou Montgeron e Lyon, numa extensão de 467 quilómetros, ganha por Maurice Garin que também viria a vencer a geral final.
O castelo de Rottembourg é um dos principais ícones da pequena cidade, durante a época do impressionismo acolheu alguns dos pintores mais influentes dessa corrente artística como, Claude Monet e Edgard Degas.

Cidade de partida: Paris
Arc de Triomphe - Paris
Paris - a Cidade Luz. 
Muitos são os locais e monumentos de paragem obrigatória em Paris. Quando se fala da cidade pensa-se na Torre Eiffel, mas Paris tem muito mais. De Notre Dame ao Sacré Coeur, a Opera de Paris, o Panteão, o Museu Louvre, um passeio por Montmartre. Mas no dia de hoje, o local mais marcante é sem dúvida os Champs-Élysées com o Arco do Triunfo ao fundo. É um dia especial para todos os ciclistas e para os fãs em geral. A cidade transforma-se e pára para ver o pelotão passar.

Condições meteorológicas

As previsões meteorológicas para a região de Paris são de céu muito nublado, com possibilidade de chuva. A temperatura rondará os 23 ºC e o vento soprará moderado de oeste.

Favoritos

*** André Greipel, Dylan Groenewegen
** Michael Matthews, Nacer Bouhanni, Edvald Boasson Hagen
* Alexander Kristoff, John Degenkolb, Sonny Colbrelli, Rudiger Selig, Ben Swift, Davide Cimolai,

A nossa aposta: André Greipel
O alemão venceu as chegadas a Paris nas duas últimas edições. Este ano parece estar longe da melhor forma, mas o seu estatuto e experiência faz dele um favorito e principalmente para esta etapa, tão marcante e simbólica.

Outsider: Michael Matthews
O australiano fez um Tour de sonho com duas vitórias de etapa e com a vitória na classificação dos pontos. Por essa razão terá menos pressão e isso pode ter um efeito positivo, mas também pode ter um efeito oposto.
O seu momento de forma faz dele um favorito natural.

Seguir em directo: #tdf2017, #letour, #tdf
(a partir das 14:30, hora de Portugal Continental)
(a partir das 15:35, passa para a RTP3)





Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário