Frederick Frison e Stijn Vandenbergh sofrem grave queda em 4 dias de Dunquerque

Momento do acidente (Foto: Twitter)
Frederick Frison, ciclista da equipa Lotto Soudal e Stijn Vandenbergh da AG2R sofreram uma grave queda durante os 4 dias de Dunquerque.
Frison teve várias lesões, consequência do acidente. Inicialmente foi-lhe diagnosticado uma fractura na pélvis, mas novos exames mostraram múltiplas fracturas pélvicas, 3 costelas fracturadas e 2 vértebras. Frison sofreu também um pequeno pneumotórax. Não será submetido a cirurgia mas precisará de muito tempo de repouso e recuperação.

Sobre Stijn Vandenbergh não há muitas informações, mas foi dado a conhecer que o ciclista da AG2R sofreu uma concussão grave.

As críticas à organização da prova fizeram-se ouvir imediatamente. Os directores das equipas não ficaram nada satisfeitos com a forma como a organização lidou com um acidente tão grave e não pouparam nas palavras.
Hilaire Van Der Schueren of Wanty-Groupe Gobert disse: "Porque é que a prova não foi imediatamente neutralizada? Havia ciclistas no asfalto gravemente feridos. Será que não se aprendeu nada com o que aconteceu no ano passado com Antoine e Stig? Onde está o sentimento de união? A solidariedade?"

Van Der Schueren afirmou ainda que iria contactar a UCI para pedir que fosse atribuído o mesmo tempo a todos os ciclistas.
O director da Sport Flanders-Baloise, Hans De Clercq disse: " Eu gostaria de conversar com o presidente da UCI. Não tenho nenhum interesse nisto porque sei que a minha equipa não vai lutar pela vitória final. Estes miúdos estão aqui para aprender. Simplesmente isto é tudo uma questão de segurança e solidariedade, mas pouco ou nada é feito".

Fonte: http://www.cyclingnews.com 

 

Também pode interessar:

Lola Cycling Team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário