Volta à Romandia (2.WT) - Antevisão

A Volta à Romandia em 2017 comemora a sua 71ª edição, desde 1947 que se realiza a prova, que tem como cenário a região suiça da Romandia.
A prova disputa-se tradicionalmente antes da primeira grande volta do ano, o Giro d'Italia, que faz com que a mesma tenha um atractivo adicional, já que alguns dos que estarão na prova italiana estarão na Romandia.
A lista de vencedores é de luxo, nomes como Gino Bartali, Eddy Merckx, Felice Gimondi, Giuseppe Saronni, Stephen Roche, Claude Criquielion, Tony Rominger, Laurent Jalabert, Bradley Wiggins, Chris Froome e Nairo Quintana constam nela.
Os italianos são aqueles que venceram, mais vezes a prova, com 13 triunfos na geral, seguidos dos suiços com 12 e os franceses com 10 vitórias.
A prova é marcada pela muita montanha, o que não surpreende já que a Suiça e mais especificamente neste caso a Romandia, o que não falta é montanha e para todos os gostos.

História
últimos 10 vencedores
2007 Thomas Dekker (NED) Rabobank
2008 Andreas Klöden (GER) Astana
2009 Roman Kreuziger (CZE) Liquigas
2010 Simon Špilak (SLO) Lampre–Farnese Vini [1]
2011 Cadel Evans (AUS) BMC Racing Team
2012 Bradley Wiggins (GBR) Team Sky
2013 Chris Froome (GBR) Team Sky
2014 Chris Froome (GBR) Team Sky
2015 Ilnur Zakarin (RUS) Team Katusha
2016 Nairo Quintana (Col) Movistar Team

Edição 2016 (Top-10)
1 Nairo Quintana (Col) Movistar Team 16:20:20   
2 Thibaut Pinot (Fra) FDJ 0:00:19   
3 Jon Izagirre Insausti (Spa) Movistar Team 0:00:23   
4 Ilnur Zakarin (Rus) Team Katusha 0:00:26   
5 Tom Dumoulin (Ned) Team Giant-Alpecin    0:00:57   
6 Rui Alberto Faria da Costa (Por) Lampre - Merida 0:01:12   
7 Simon Špilak (Slo) Team Katusha 0:01:16   
8 Mathias Frank (Swi) IAM Cycling        
9 Bauke Mollema (Ned) Trek-Segafredo 0:01:24   
10 Tejay van Garderen (USA) BMC Racing Team 0:01:27

Percurso

25 Abril - Prólogo: Aigle › Aigle (4,8 km)
26 Abril - 1ªetapa: Aigle › Champéry (173,7 km)
27 Abril - 2ªetapa: Champéry › Bulle (160,7 km)
28 Abril - 3ªetapa:  Payerne › Payerne (187 km)
29 Abril - 4ªetapa: Domdidier › Leysin (163,5 km)
30 Abril - 5ªetapa: Lausanne › Lausanne (18,3 km)
Total: 708 kms

O percurso é equilibrado, com um prólogo a iniciar as hostilidades. As 1ª e 4ª etapas são para trepadores e serão muito importantes para o desfecho do vencedor final. As 2ª e 3ª etapas, não são planas, mas são as mais 'simpáticas' e ideais para os homens com uma boa ponta final, mas que consigam passar média montanha.
A 5ª e última etapa, é um contrarrelógio de 18,3 quilómetros e que definirá a classificação geral final.

Perfis
25 Abril - Prólogo: Aigle › Aigle (4,8 km)

Prólogo plano e que ditará o primeiro líder da prova. As diferenças entre os homens que irão lutar pela geral individual, deverão ser curtas.

** Jonathan Castroviejo
* Stefan Kung, Victor Campanaerts, Primoz Roglic, Alex Dowsett

26 Abril - 1ªetapa: Aigle › Champéry (173,7 km)

Primeira chega em alto. A etapa não é muito dura, mas o final é exigente, com a subida até Champéry. A meio do percurso os corredores subirão uma subida de 2ª categoria, Vex.
Não se esperam diferenças muito grandes entre os candidatos à classificação geral.

** Chris Froome, Richie Porte, Ilnur Zakarin
* Ion Izagirre, Rigoberto Uran, Simon Spilak

27 Abril - 2ªetapa: Champéry › Bulle (160,7 km)
Uma etapa mais calma com algumas subidas, mas nenhuma delas ideal para se fazer diferenças. O final é em ligeira subida, ideal para um ciclista explosivo, um puncheur.

** Michael Albasini, Diego Ulissi
* Sonny Colbrelli, Fabio Felline, Nathan Haas

28 Abril - 3ªetapa:  Payerne › Payerne (187 km)
Etapa de transição, um dia com muito sobe e desce mas nenhuma dificuldade que faça com que hajam diferenças significativas.
É uma etapa que tem o perfil que favorece a formação de uma fuga que pode ter sucesso, tudo depende dos elementos que conseguirão estar nela e que equipas estarão representadas.

** Sonny Colbrelli
* Michael Albasini, Diego Ulissi, Maximiliano Richeze, Ben Swift, Elia Viviani, Fabio Felline

29 Abril - 4ªetapa: Domdidier › Leysin (163,5 km)
É a etapa raínha da prova. A dureza do dia está concentrada nos últimos 80 quilómetros com três contagens de 1ª categoria e uma de 2ª. A chegada final a Leusin não é uma ascensão muito longa, mas tem rampas exigentes que devem fazer algumas diferenças entre os favoritos.

** Chris Froome, Richie Porte
* Simon Spilak, Rigoberto Uran, Ilnur Zakarin

30 Abril - 5ªetapa: Lausanne › Lausanne (18,3 km)
Este além de ser a última etapa é também o dia que definirá tudo na classificação geral. São 18 quilómetros. A primeira parte, os primeiros 7 quilómetros são a subir, com os 11 quilómetros finais a serem em descida e em plano.

** Chris Froome, Ion Izagirre
* Primoz Roglic, Ilnur Zakarin, Jonathan Castroviejo

Startlist
Aqui

Favoritos

Chris Froome venceu a prova duas vezes, em 2013 e 2014. Este ano aparece na Romandia como principal aposta da Sky e como grande favorito, até por aquilo que já mostrou na Catalunha. Na edição do ano passado, venceu uma etapa, mas não lutou pela geral, este ano, acreditamos que o inglês lutará pela terceira vitória na prova.
A BMC terá Tejay Van Garderen e Richie Porte. O australiano parece-nos o líder da equipa, até pela montanha presente na prova. Este ano venceu o Tour Down Under e uma etapa no Paris-Nice.
Ilnur Zakarin venceu em 2015. No ano passado voltou a estar na luta, foi 4º a 26 segundos de Quintana, vencedor da prova. A Katusha além de Zakarin, tem Simon Spilak, vencedor da edição de 2010, que habitualmente dá-se bem com as condições meteorológicas na Romandia, que costumam ser complicadas.
Ion Izagirre o ano passado, apenas foi batido pelo o colega de equipa de então, Nairo Quintana e Thibaut Pinot. O percurso beneficia-o, com o contrarrelógio final a ser  à sua medida.
A LottoNL-Jumbo, tem uma dos novos nomes em ascensão, Primoz Roglic. O esloveno é um excelente contrarrelogista que tentará perder pouco tempo na montanha, para depois recuperar na última etapa, na luta contra o relógio. Tem realizado uma excelente temporada.
A Movistar não tem Alejandro Valverde nem Nairo Quintana, a aposta deverá ser em Andrey AmadorJonathan Castroviejo. Este último, tem realizado uma temporada interessante e é mesmo um dos principais favoritos a ganhar o prólogo e o contrarrelógio final.
A Cannondale tem Rigoberto Urán, o ciclista colombiano nos últimos anos tem estado muito mal no contrarrelógio, mas na montanha é um homem a ter muito em conta.

Portugueses
São dois os portugueses presentes em prova, André Cardoso e José Gonçalves.
O ciclista da Katusha, procurará estar em algumas fugas para tentar estar na disputa numa das etapas.
André Cardoso, está na Romandia para apoiar Jarlinson Pantano e Fabio Felline, que serão os líderes da equipa americana.


***** Chris Froome
**** Richie Porte, Ilnur Zakarin
*** Ion Izagirre, Primoz Roglic
** Jonathan Castroviejo, Simon Spilak, Rigoberto Uran
* Simon Yates, Jarlinson Pantano, David de la Cruz, Andrey Amador, Diego Ulissi, Sebastien Reichenbach, Wilco Kelderman, Bob Jungels, Fabio Felline, Tejay van Garderen

A nossa aposta: Chris Froome
Outsider: Richie Porte

Seguir em directo: @TourDeRomandie, #TDR2017
(a partir das 15:00, hora de Portugal Continental)

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário