Volta à Croácia (2.1) - Antevisão

Será a 3ª edição da prova, que tenta se consolidar no calendário UCI. O aliciante é a presença de equipas do escalão máximo, com destaque para Vincenzo Nibali, que estará na prova a preparar o Giro d'Itália.
Este ano a ASO irá distribuir o sinal de televisão para fora da Croácia, mostrando que a prova está a crescer e tem algum interesse entre as entidades do ciclismo mundial. 

História
últimos 10 vencedores
2015 Maciej Paterski (Pol) CCC Sprandi Polkowice
2016 Matija Kvasina (Cro) Synergy Baku Cycling Project 

Edição 2016 (Top-10)
1    Matija Kvasina (Cro) Synergy Baku Cycling Project    23:29:29    
2    Jesper Hansen (Den) Tinkoff Team    0:00:24    
3    Víctor De La Parte (Spa) CCC Sprandi Polkowice    0:00:32    
4    Felix Grosschartner (Aut) CCC Sprandi Polkowice    0:00:47    
5    Radoslav Rogina (Cro) Adria Mobil    0:01:16    
6    Domen Novak (Slo) Adria Mobil    0:01:47    
7    Kirill Pozdnyakov (Rus) Synergy Baku Cycling Project    0:02:19    
8    Markus Eibegger (Aut) Team Felbermayr - Simplon Wels    0:03:26    
9    Scott Davies (GBr) Team WIGGINS    0:03:38    
10    Riccardo Zoidl (Aut) Trek-Segafredo    0:03:50

Percurso

18/4 Etapa 1 - Osijek › Koprivnica (227 Km)
19/4 Etapa 2 - Trogir › Biokovo (sv. Jure) (123 Km)
20/4 Etapa 3 - Imotski › Zadar (237 Km)
21/4 Etapa 4 - Crikvenica › Umag (171 Km)
22/4 Etapa 5 - Porec › Ucka (141 Km)
23/4 Etapa 6 - Samobor › Zagreb (147 km)
Total: 2046 Kms

A prova tem  terreno para todos os gostos, desde etapas para os sprinters até dias com média e alta montanha, apenas falta um contrarrelógio. Em relação ao ano passado, há mais uma etapa, eram cinco, este ano são seis.
As etapas mais exigentes são a 2ª e a 5ª, com chegadas em alto. Na 2ª, a chegada é em Biokovo, uma subida muito longa, acima dos 25 Kms de extensão, com os corredores a subirem acima dos 1500 metros de altitude. Na 5ª tirada, a chegada é a Ucka, uma subida com 21,9 Kms de extensão, a 6,2% de média, com rampas a 10% de inclinação máxima e 1373 metros de acumulado.
As 1ª e 3ª etapas, são praticamente planas, mas são muito longas, 227 e 237 Kms respetivamente. A 6ª etapa, é uma espécie de consagração para o vencedor da classificação geral, já que termina na capital, Zagreb e não tem grandes complicações.
A 4ª etapa é uma espécie de transição, ideal para que uma fuga tenha sucesso.

Mapa da prova

Perfis

18/4 Etapa 1 - Osijek › Koprivnica (227 Km)



19/4 Etapa 2 - Trogir › Biokovo (sv. Jure) (123 Km)


Perfil da subida final

20/4 Etapa 3 - Imotski › Zadar (237 Km)



21/4 Etapa 4 - Crikvenica › Umag (171 Km)



22/4 Etapa 5 - Porec › Ucka (141 Km)


Perfil da subida final

23/4 Etapa 6 - Samobor › Zagreb (147 km)


Startlist
Aqui

Favoritos

***** Vincenzo Nibali
**** Jesper Hansen, Matija Kvasina
*** Jan Hirt, Jaime Roson, Riccardo Zoidl
** Kristijan Durasek, Przemyslaw Niemiec, Jan Polanc
* Julien Bernard, Markus Eibegger, Radoslav Rogina, Giulio Ciccone, Felix Grossschartner

A nossa aposta: Vincenzo Nibali
Perante a lista de participantes é difícil não colocar Nibali como principal favorito, apesar de se saber que ele não tem vindo a apresentar bons resultados nas provas de preparação.
O italiano tem duas etapas onde pode fazer a diferença e que poderão nos mostrar se o pico de forma está bem calculado para o Giro.

Outsider: Matija Kvasina
Vencedor da edição no ano passado. Conhece bem as estradas por onde passará a prova, nomeadamente as duas etapas que acabam em alto. O croata estará motivado, porque corre em casa e porque certamente quer voltar a bater alguns corredores do WT, para defender da melhor forma a vitória conquistada no ano passado.

Seguir em directo: #TOC2017 , @Tour_of_Croatia


Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário