Olhos postos na Milão-São Remo

Milão-São Remo 2016 (Foto: Tim de Waele/TDWSport.com)
Agora que terminou o Tirreno-Adriático, todos os olhos estão postos na clássica que se disputa Sábado, Milão-São Remo. É o primeiro Monumento do ciclismo a ser disputado e muitos são os "galos" que querem levar a vitória para casa.

Mark Cavendish confiante para a Milão-São Remo

"Foi um bom Tirreno-Adriático, as etapas não foram muito difíceis.
Houveram alguns anos que atravessávamos os Apeninos com muito vento de frente e era complicado, chegando mesmo a perder a forma".
Cavendish irá liderar a Dimension Data, apoiado por Steve Cummings e Edvald Boasson Hagen e encontra-se confiante para a prova de sábado.
"É a mais fácil de terminar mas a mais difícil de ganhar. Há tantos cenários possíveis de acontecer ao longo dos 300 quilómetros e cada centímetro conta.
Nunca se sabe quem irá ganhar até aos últimos centímetros. É isso que torna a prova tão bonita, nunca se pode prever o vencedor".

Quick-Step Floors no topo dos favoritos

A Quick-Step Floors irá apresentar-se na Milão-São Remo com uma equipa muito forte, sendo considerados por muitos os favoritos a vencer a prova.

Entre os oito ciclistas escolhidos estão Fernando Gaviria, Tom Boonen, Philippe Gilbert e Julian Alaphilippe.
"Temos um plantel com muita profundidade, capaz de jogar cartas diferentes, dependendo do cenário que se forme durante a corrida. Escusado será dizer que esperamos obter um bom resultado, mas nunca se pode ter certezas quando se trata da Milão-São Remo", disse Davide Bramati, director desportivo da equipa.

De relembrar que a equipa não vence uma edição da Milão-São Remo desde Pippo Pozzato em 2006.

Degenkolb, Gaviria e Sagan - os favoritos a vencer a Milão-São Remo, segundo Filippo Pozzato

Desde que venceu a Milão-são Remo em 2006, quando era um jovem de 24 anos, Pippo Pozzato não conseguiu alcançar aquilo que muitos vislumbravam para o seu futuro. No ano passado foi o melhor italiano, ocupando o 8º posto da geral e este ano volta à prova com o mesmo sonho de sempre e tentar repetir a vitória.

Numa entrevista ao Cyclingnews e à Eurosport, Pozzato falou sobre o seu objectivo e aqueles que na sua opinião são os favoritos à vitória.
"É a melhor corrida para mim e para a equipa, é a corrida mais importante que fazemos no início da temporada".

"As pernas estão bem, mas nos últimos cinco ou seis anos tornou-se difícil ganhar porque há muitos sprinters no final. No ano passado terminei em oitavo após haver uma queda mesmo à minha frente. Todos os anos eu tento".

Dos favoritos à vitória, Pozzato destaca três, Peter Sagan, John Degenkolb e Fernando Gaviria.
"Eles são os 3 corredores mais fortes, porque podem disputar um sprint em pelotão compacto ou então chegarem num grupo restrito e por isso têm mais possibilidades.
Um ataque no final? Peter é capaz e o Gavíria também. Degenkolb também é muito forte. Gosto muito do Sagan e o Degenkolb é um dos melhores nas clássicas actualmente". 
Fontes: 
http://www.cyclingnews.com
https://cyclingtips.com
http://www.cyclingweekly.com 
 
 

Também pode interessar:

Lola Cycling Team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário