Ciclista da Lotto Soudal escapa a desqualificação após incidente na Danilith - Nokere Koerse (video)

Kris Boeckmans (Foto: Tim de Waele/TDWSport.com)
Já nos quilómetros finais da Danilith - Nokere Koerse, os espetadores foram surpreendidos com um incidente estranho. O pelotão seguia algo nervoso, com várias quedas a acontecerem e todos a procurarem o melhor posicionamento quando Kris Boeckmans, da Lotto Soudal, coloca a sua mão no ombro de Justin Jules (WB Veranclassic Aqua Protect) e o "obriga" a recuar até à parte traseira do pelotão.
Não se conseguia perceber a razão do desentendimento entre os dois ciclistas e momentos mais tarde vimos Boeckmans a discutir com o comissário da prova, gesticulando e demonstrando a sua irritação.

No final da prova Boeckmans decidiu dar explicações sobre o que tinha acontecido naqueles quilómetros finais.
"Eu estava a fazer o meu trabalho em favor de Jasper De Buyst, quando Jules começou a tocar no meu selim. É muito simples, tem de ficar longe do meu corpo e da minha bicicleta. Ele estava a gritar em francês e eu nesse momento pensei que se era assim que queria, então ia comigo para a parte de trás do pelotão".

"Pode fazer tudo. Em algum momento, pode até dar um pequeno toque com o cotovelo, mas tem de manter as mãos no guiador. Não é a primeira vez que Jules faz algo do género.
Muitos colegas disseram-me 'tem cuidado que ele não é um qualquer, esteve três anos na prisão'. Bem, isso não é justificação. Porque é que ele haveria de ter mais direitos?"

A verdade é que o passado de Justin Jules é algo complicado. 
Em 2004 foi condenado a 5 anos de prisão por ter morto o seu padrasto, que por ter um passado  ligado ao álcool, atenuou a pena e Jules acabou por só cumprir 3 anos. 


Fontes:
http://www.cyclingweekly.com
http://www.ciclo21.com


Também pode interessar:

Lola Cycling Team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário