Danilith - Nokere Koerse (1.HC) - Antevisão

As clássicas belgas regressam com a Nokere-Koerse, que nasceu no longínquo ano de 1944 e este ano comemora a 72ª edição.
A maioria dos fãs da modalidade já tem os olhos no primeiro monumento do ano, a Milão-São Remo, mas antes, o ciclismo regressa à Flandres, com a realização desta semi-clássica, que nos dá já um cheirinho daquilo que nos espera daqui a uns dias, quando se entrar no pico das clássicas da primavera.

História
últimos 10 vencedores
2007 Leon van Bon (NED) Rabobank
2008 Wouter Weylandt (BEL) Quick-Step
2009 Graeme Brown (AUS) Rabobank
2010 Jens Keukeleire (BEL) Cofidis
2011 Gert Steegmans (BEL) Quick-Step
2012 Francesco Chicchi (ITA) Omega Pharma–Quick-Step
2013 Não se realizou
2014 Kenny Dehaes (BEL) Lotto–Belisol
2015 Kris Boeckmans (BEL) Lotto–Soudal
2016 Timothy Dupont (BEL) Vérandas Willems-Crelan

Edição 2016 (Top-10)
1    Timothy Dupont (Bel) Veranda's Willems Cycling Team    4:34:39   
2    Kristoffer Halvorsen (Nor) Team Joker        
3    Dylan Groenewegen (Ned) Team LottoNl-Jumbo        
4    Baptiste Plackaert (Bel) Wallonie Bruxelles - Group Protect        
5    Yauheni Hutarovich (Blr) Fortuneo - Vital Concept        
6    Michel Kreder (Ned) Roompot - Oranje Peloton        
7    Gerry Druyts (Bel) Crelan-Vastgoedservice Continental Team        
8    Gianni Moscon (Ita) Team Sky        
9    Eduard Michael Grosu (Rom) Nippo - Vini Fantini        
10    Kenny De Haes (Bel) Wanty - Groupe Gobert

Percurso
Deinze › Nokere (192.3 Km)

A prova começa em Deinze, e termina em Nokere, num total de 192,3 Kms de extensão. A prova pode ser dividida em duas partes, os primeiros 55 Kms e os restantes um circuito de 27,4 Kms.
A primeira parte inclui o Tiegemberg, aos 36,1 Kms de prova. O circuito contém duas secções de pavé, Herlgemstraat e o Nokereberg. Os corredores passarão pela linha de meta em Nokere pela primeira vez, aos 82,4 Kms, para depois realizarem 7 voltas ao circuito.


Startlist

Condições meteorológicas

O estado do tempo é sempre um dos fatores mais importantes nas corridas belgas. Mas a edição deste ano parece que vai ter condições perfeitas para a prática da modalidade.
Céu nublado mas sem chuva, temperaturas a rondar os 15ºC e vento fraco, são as previsões para a edição deste ano.

Favoritos
A expectativa é que a prova termina com um sprint em pelotão contacto. Por essa razão, colocamos como principal favorito aquele que é o velocista mais conceituado em prova, Nacer Bouhanni. O francês usará esta prova como preparação para o Milão-São Remo, onde será um dos favoritos.
O vencedor do ano passado, Timothy Dupont, é também ele, um bom finalizador e um ciclista muito experiente em provas deste tipo na Bélgica. 
Phill Bauhaus deverá ser a principal aposta do Team Sunweb. O alemão é um jovem sprinter, que pretende afirmar-se na alta roda este ano. No Abu Dhabi fez 5º numa chegada ao sprint.
Outro jovem que também quer mostrar-se em 2017 é, Jasper De Buyst. O ciclista da Lotto-Soudal foi 3º na recente Ronde van Drenthe. A sua versatilidade faz dele um nome a ter muito em conta.
Kenny Deahes já é um nome clássico para estas provas. No entanto este ano ainda não se mostrou a um nível aceitável, de qualquer forma, a sua experiência e o percurso ser daqueles que ele gosta, tem de ser referido.
Roy Jans, é também um dos bons finalizadores em prova, a Veranclassic, apresenta também Jules Justin e Kevin Isla para o lançar. Jules Justin foi 2º na edição de 2015 é também um dos nomes a ter conta, em principio será o plano B, caso Roy Jans falhe.
Adam Blythe acaba de ser 4º na Ronde van Drenthe. É um ciclista com uma ponta final interessante e está em boa forma. Leigh Howard pode ser uma ajuda muito importante.

***** Timothy Dupont, Nacer Bouhanni
****  Phil Bauhaus, , Jasper De Buyst
*** Kenny Dehaes, Roy Jans, Adam Blythe
** Andrea Pasqualon, Erik Baska, Pascal Ackermann, Kris Boeckmans Alexey Tsatevich, Michael Schwarzmann, Kristoffer Halvorsen, Jules Justin
* Boris Vallee, Jhonatan Restrepo, Jose Goncalves, Silvan Dillier, Leigh Howard Pieter Vanspeybrouck

A nossa aposta: Nacer Bouhanni
Outsider: Jasper de Buyst

Seguir em direto: @nokerekoerse,

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário