Etiópia aprova a pena de prisão para casos de doping


O governo etíope aprovou uma lei, que prevê a condenação com pena de prisão, os atletas que foram apanhados nas malhas do doping.
O novo chefe da Federação de Atletismo da Etiópia , ex-campeão mundial e olímpico dos 10 000 e 5000 metros, Haile Gebrselassie, em entrevista ao jornal inglês, The Independent, foi claro e defendeu a dureza da decisão:
Temos de ser rígidos. Tem de haver uma punição severa. Quando fizermos isto, o rrsto do mundo também tem de ser forte. É muito importante trabalharmos juntos, não apenas as federações, mas também os organizadores de provas, os treinadores, todos. Temos de ter atletas honestos que esqueçam 'atalhos'.
Quando os atletas tomam substâncias dopantes, eles ganham dinheiro no imediato, mas a longo-prazo, quando pensam o que fizeram, arrependem-se.
Gebreselassie acredita que o escândalo de doping russo, foi um abre olhos que o desporto precisava para ficar limpo e que as punições pesadas são o caminho certo. Porém, também referiu que suspender a participação da Rússia em eventos desportivos, não é a solução.
Ganhar medalhas sem bater os russos...não é a mesma coisa. Imaginem o campeoanto do mundo de futebol sem se ter a oportunidade de derrotar a Alemanha, França ou Itália. No atletismo, ganhar corridas sem se ter batido atletas russos ou quenianos, não é a mesma coisa.
Será este o caminho correto? Veremos se o exemplo é seguido por outros.

Fonte da imagem: Getty images

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário