Nibali confirma Giro como principal objectivo, Vuelta a Burgos em risco, Gent-Wevelgem em 2017 com sectores de terra

Nibali no Giro d'Itália 2016

Nibali confirma Giro como principal objectivo

Há muito que se falava mas a confirmação só agora saiu, Vincenzo Nibali irá participar no Giro d'Itália 2017 e este será o seu principal objectivo para a temporada 2017. "Será uma edição especial que eu não quero perder. Quanto ao Tour, vamos ver o que acontece depois do Giro".
O seu calendário para a primeira metade da temporada ainda não está fechado, mas já se sabe que Nibali irá começar a 24 de Janeiro no Tour de San Juan e depois marcará presença no Tour de Abu Dhabi. Seguir-se-á o Tirreno Adriático e algumas clássicas, não estando ainda confirmadas quais. "Tenho de conversar com o meu treinador, Paul Slongo, para definir o meu calendário completo para a primeira metade da temporada. A Lombardia é definitivamente a clássica mais adequada para mim, mas a Liège fascina-me. Gosto muito das clássicas belgas. Eu já disse, que mais tarde ou mais cedo, posso fazer a Volta a Flandres".

Vuelta a Burgos em risco

A Vuelta a Burgos está em risco de não se realizar, pelo menos no próximo ano, devido a questões políticas. Vive-se o momento de apresentar e aprovar o orçamento local e, na proposta apresentada pelo principal partido da oposição (PSOE) não consta a verba de 700 mil euros, normalmente atribuída ao Instituto da Juventude e Desporto, necessária para a organização da prova. Se este cenário se confirmar, dita a suspensão da prova pelo menos no próximo ano.
A Vuelta a Burgos realiza-se, ininterruptamente, desde 1981. Este ano realizou-se a 37ª edição com vitória de Alberto Contador, por apenas um segundo sobre Ben Hermans e Sergio Pardilla.

Gent-Wevelgem em 2017 com sectores de terra

A próxima edição da Gent-Wevelgem, que se irá disputar a 26 de Março, tem uma novidade. A prova contará com três sectores em terra, num total de quatro quilómetros. A novidade chegou através dos organizadores e por via de um vídeo.
A prova realiza-se numa zona muito afectada pela I Guerra Mundial e homenageia as mais de 600 mil vítimas que ali conheceram a morte. Este ano será feito um desvio para comemorar o cessar-fogo que ocorreu durante o Natal de 1914. Desta forma foram incluídos os três sectores de terra. O primeiro terá 2100 metros, o segundo terá 1300 metros e passará pelo monumento que marca a trégua natalícia e, o terceiro contará com 600 metros.

Também pode interessar:

Lola Cycling Team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário