Volta a Portugal 2016 - Antevisão 9ª etapa

Esta é a última etapa em linha da edição deste ano, tudo se decidirá no domingo em Lisboa, num esforço individual, mas antes disso, ainda há esta etapa para ser conquistada.
O percurso teve de ser alterado, devido a falta de condições de se subir a Serra da Arrábida, pela vertente que estava definido. Sendo assim a subida à Arrábida que era de 2ª categoria, passa a 3ª categoria e a distância total da etapa encurtou.
A primeira parte da etapa, é plana, com o regresso da Volta a Portugal às planícies alentejanas, com a aproximação da costa, na região de Setúbal, as dificuldades aparecem, com duas subidas de 3ª categoria, ao Alto das Necessidades e à já referida Arrábida, esta última situa-se a cerca de 13 Kms da meta. Uma chegada ao sprint com pelotão compacto é o cenário mais previsível.

Cidade de partida: Alcácer do Sal


Alcácer do Sal é uma cidade portuguesa pertencente ao distrito de Setúbal, região do Alentejo e sub-região do Alentejo Litoral. É sede de município com o mesmo nome, subdividido em 4 freguesias. 
Alcácer do Sal é uma das mais antigas cidades da Europa, fundada antes de 1000 a.C. pelos fenícios. Assim como as vizinhas Lisboa e Setúbal, Alcácer do Sal era uma grande fornecedora de sal (daí o seu nome), peixe salgado e cavalos para exportação.
Esta localidade foi elevada a cidade a 12 de Julho de 1997.

Cidade de chegada: Setúbal



Setúbal é uma cidade portuguesa, capital do distrito de Setúbal (desde 1926) e sede de diocese (desde 1975). Situa-se na sub-região de Área Metropolitana de Lisboa.
É sede de município com o mesmo nome subdividido em 5 freguesias. O município é limitado a oeste pelo município de Sesimbra, a noroeste pelo Barreiro, a norte e leste por Palmela e, a sul, o estuário do Sado separa-o dos municípios de Alcácer do Sal e Grândola. 
Em Setúbal nasceram alguns dos grandes nomes do campo artístico português, como a cantora lírica Luísa Todi e um dos poetas mais aclamados de Portugal Bocage.

Condições atmosféricas
Mais um dia com muito calor, temperaturas a rondarem os 36ºC. Quando os corredores aproximarem-se da costa, as temperaturas baixarão, para perto dos 30ºC.
O vento soprará de Oeste, com rajadas que podem chegar aos 30 Km/h, principalmente perto do Oceano Atlântico.


Favoritos
Esta é a última oportunidade para os homens rápidos. No entanto não é de todo descabido se uma fuga tiver sucesso, tudo depende do que as equipas dos sprinters estarão a pensar.

*** Francesco Gavazzi, Vicente Garcia de Mateos, Daniel Mestre
** José Gonçalves, Gustavo Veloso, Samuel Caldeira, Davide Vigano, 
*  Luis Mendonça, Jesus Ezquerra, Matvey Nikitin, Stephane Poulhies, Eduard Prades

A nossa aposta: Francesco Gavazzi
É um dos homens mais rápidos deste pelotão, já venceu uma etapa e tem aqui a oportunidade de vencer outra. A chegada assenta-lhe bem e a equipa trabalhará para o colocar da melhor forma.

Outsider: Samuel Caldeira
Dois segundos lugares em duas etapas seguidas. Na primeira derrotado no sprint, na segunda, estava na fuga e deixou fugir Ezquerra. Gustavo Veloso deverá ser o lançador de Caldeira e que lançador de luxo o algarvio terá. Veremos se há terceira é de vez.

Seguir em directo: #eugostodavolta, #voltaportugal, RTP1

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário