Tour 2016 - Antevisão 2ª Etapa

Após a vitória de Cavendish na 1ª etapa, teremos uma etapa com um final diferente, numa subida de 3ª categoria.

Perfil 2ª etapa


Últimos quilómetros da etapa
Etapa novamente disputada ao longo da costa, com grande parte do percurso a ser afectado por vento lateral, que pode tornar a corrida muito movimentada e com possibilidade de existirem cortes no pelotão.
A parte final coincide com uma subida categorizada de 3ª categoria, que deverá seleccionar quem estará na discussão.

Aqui ficam as Subidas categorizadas do dia:
Km 10.0 - Côte de Torigny-les-Villes 1.4 Km@5.7% - cat. 4
Km 23.0 - Côte de Montabot (D28-D98) 1.9 Km@5% - cat. 4
Km 52.0 - Côte de Montpinchon 1.2 Km@5.9% - cat. 4
Km 181.5 - Côte de La Glacerie 1.9 Km@6.5% - cat. 3

Cidade de partida: Saint-Lô


Saint-Lô é uma localidade no noroeste da França e, é também a capital do departamento de Manche na região da Normandia, embora seja apenas a segunda maior cidade do departamento.
A localidade tem cerca de 19000 habitantes que são chamados Saint-Lois (es). 
A cidade foi marcada pela da II Guerra Mundial. Por esse mesmo motivo, Saint-Lô foi condecorado com a Legião de Honra em 1948 e apelidada de "Capital das Ruínas".

Cidade de chegada: Cherbourg-en-Cotentin


Cherbourg-Cotentin é um novo município na região norte de La Manche, formalmente criada em 1 de Janeiro 2016, através da reunião dos cinco municípios que integram a comunidade urbana de Cherbourg: Cherbourg, Équeurdreville-Hainneville, La Glacerie, Querqueville e Tourlaville.
É uma localidade ligada ao mar. Os seus portos comerciais e de pesca, bem como, o seu porto militar e o de cruzeiros estão em crescimento.

Condições atmosféricas
Etapa que irá percorrida em condições atmosféricas complicadas, com chuva e o vento soprará com rajadas a poderem atingir os 45 Km/h. Ainda por cima uma boa da etapa o vento será lateral, que ajuda à formação de cortes no pelotão.
Mapa das condições do vento ao longo da 2ª etapa


Favoritos:

Etapa que à primeira vista parecia para ser disputada ao sprint pelos menos intervenientes da 1ª etapa. Porém o final é numa subida de 3ª categoria, que beneficia homens mais versáteis como, Sagan, Coquard, Matthews, Van Avermaet e mesmo Alaphilippe, Valverde e Daniel Martin.

*** Peter Sagan
** Michael Matthews, Greg Van Avermaet
* Julian Alaphilippe, Daniel Martin, Alejandro Valverde, Edvald Boasson Hagen

A nossa aposta: Peter Sagan
Mostrou-se forte na 1ª etapa, apesar de não ter conseguido bater Cavendish e Kittel. A 2ª etapa tem uma final ideal para ele, selectiva e que provavelmente impedirá os melhores sprinters puros de a disputar.

Outsider: Greg Van Avermaet
A chegada é ideal para o belga. Incapaz de lutar com os melhores sprinters, é neste tipo de finais, como o da 2ª etapa, que pode deixar a sua marca. Amanhã é um dos dias onde Van Avermaet pode estar na luta pela vitória.

Seguir em directo: Eurospor 1, RTP 2, @LeTour#TDF2016

Também pode interessar:

Lola Cycling Team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário