Tour 2016 - Antevisão 10ª Etapa

Depois do dia de descanso, teremos uma etapa mais calma em relação às anteriores, embora nos primeiros Kms haja uma subida de respeito, mas que não deve 

Perfil da 10ª etapa do Tour



Últimos quilómetros da etapa
Etapa que tem a grande dificuldade logo no inicio da etapa, com uma subida de 1ª categoria logo no Km 24. Apartir daí é descer e depois terreno plano na grande maioria do percurso. 
A dificuldade de maior relevo, aparece a 7 Kms da meta, com uma contagem de 3ª categoria que poderá seleccionar o grupo da frente, que poderá ser o pelotão, ou um grupo em fuga.
Subidas categorizadas:
Km 24.0 - Port d'Envalira (2 408 m) Souvenir Henri Desgrange 22.6  Km@5.5% - cat. 1
Km 190.0 - Côte de Saint-Ferréol 1.8 Km@6.6% - cat. 3

Cidade de partida: Escaldes-Engordany


Escaldes-Engordany é uma localidade de Andorra, a segunda maior em população após Andorra la Vella. Está localizada no centro do país, na confluência de dois rios e consiste na junção de dois grandes centros urbanos, que originalmente eram distintos.
Escaldes-Engordany tem um enorme valor natural. De realçar o Valle del Madriu, com 4.247 hectares de extensão, nos quais a água é um elemento central. Para além do património natural (fauna e flora) este vale tem também um enorme património cultural, reflexo da vida na montanha desde a época medieval.

Cidade de chegada: Revel


Revel é uma cidade francesa situada no departamento de Haute-Garonne. É uma cidade medieval fundada em 1342 por Philippe VI de Valois, aos pés da montagne Noire (montanha Negra). Possui uma forma octogonal, tendo no seu centro uma praça rodeada de belas habitações e galerias.
Revel está situada a cerca de 54 quilómetros a leste de Toulouse. Situação também próxima de outras cidades notáveis como Carcassonne e Castelnaudary.

Condições atmosféricas
Vento que varia de Sudoeste e Oeste, com rajadas que podem atingir os 20 Km/h. Céu limpo no inicio da etapa e nublado para o final da mesma. Temperaturas que variam entre os 24ºC e 20ºC.



Favoritos:
É uma etapa ideal para uma fuga vingar, com a corrida a ser atacada logo nos primeiros Kms, na contagem de 1ª categoria.
A parte final com a subida de 3ª categoria é ideal para fazer a última selecção.

*** Julian Alaphilippe, Peter Sagan
** Tony Gallopin, Thomas Voeckler, Edvald Boasson Hagen, Greg Van Avermaet
* Bryan Coquard, Mark Cavendish, André Greipel

A nossa aposta: Julian Alaphilippe
O jovem francês já está longe na geral, isto quer dizer que terá liberdade para entrar numa fuga. A sua velocidade final, também faz com que ele seja um ciclista capaz de ganhar de diversas formas.
Outsider: Greg Van Avermaet
Já andou de amarelo e venceu uma etapa, o belga tal como Alaphilippe está longe na geral, e terá liberdade. O ciclista da BMC, é capaz de finalizar bem e também é especialista em vários terrenos, que faz dele um perigo em diversos tipos de percursos.

Seguir em directo: Eurosport 1, RTP 2, @LeTour#TDF2016

Também pode interessar:

Lola Cycling Team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário