Giro 2016 - Antevisão 9ª Etapa

A 9ª etapa é uma das mais importantes da prova. Trata-se de um contrarrelógio relativamente longo, onde as diferenças podem ser já bastantes importantes. É também a última etapa, antes do Giro entrar numa nova fase, a da alta-montanha. 

Perfil 9ª etapa
O contrarrelógio irá se desenrolar na região vitivinícola de Chianti. Não é demasiado longo, mas também não é curto, serão 40,5 Kms muito acidentados.
O percurso está repleto de viragens complicadas e estradas estreitas. Apesar de ser um percurso com constantes subidas, as mesmas não são complicadas. A principal e última subida é a de Panzano in Chianti (4.9 Km a 3,6%), não apresenta dificuldades que possam afastar da luta pela vitória, os especialistas de contrarrelógio.

Parte final da Etapa


Cidade de partida: Radda in Chianti


Na Idade Média, Radda aproveitou o conflito entre Siena e Florença para se tornar a capital da região e assim transformar-se num importante centro. 
Já nos anos 50 do século XX, a cidade viu o despovoamento atingir o pico e muitas casas e palacetes ficarem abandonados. Mas nos anos 70 começou a redescoberta destes locais mais rurais mas com bastante encanto. As casas e palácios foram restaurados tornando Radda num destino de turismo rural e vinícola muito apreciado.  
Passear pela sua muralha é como uma viagem no tempo, as ruas estreitas, as igrejas e os edifícios antigos como o Palazzo del Podesta. 

Cidade de chegada: Greve in Chianti



No passado, foi uma região dominada pelos romanos. Greve com os bons acessos por estrada foi transformada num grande centro comercial com o seu mercado central.
Região com forte ligação ao vinho. Este faz parte do ambiente local e do seu património cultural.
Apesar de ser uma cidade tranquila, o turismo em Greve tem vindo a aumentar muito por culta do turismo ligado ao vinho.
Com um centro pequeno mas bastante interessante do ponto de vista cultural. A região é fértil em igrejas e até bastantes castelos.

Condições atmosféricas
As condições atmosféricas para a região de Chianti indicam que pode chover durante o contrarrelógio, principalmente apartir das 14 horas, o que pode afectar os ciclistas que partirem depois dessa hora.
O vento não será um factor, já que praticamente não se vai sentir. A temperatura deve rondar os 16 e 18 ºC.


Previsão meteorológica para a 9ª etapa
Favoritos:
*** Tom Dumoulin, Fabian Cancellara
** Bob Jungels, Andrey Amador, Stefan Kung, Jos Van Emden
* Moreno Moser, Ilnur Zakarin, Primoz Roglic, Matthias Brandle

A nossa aposta: Fabian Cancellara
O suiço começou mal o Giro. Tinha como objectivo conquistar a maglia rosa no primeiro contrarrelógio, mas devido a problemas gástricos, não conseguiu bater os melhores nesse dia.
Cancellara tem estado escondido, pouco se tem visto na prova, provavelmente está a guardar-se para ganhar este contarrelógio. É a nossa aposta, até porque o perfil da etapa assenta-lhe bem, não é duro o suficiente.
Outsider: Stefan Kung
O jovem suiço é dado como um dos sucessores do Spartacus. Especialista no contrarrelógio, no primeiro dia na Holanda estava a realizar um tempo fantástico até que numa das curvas do percurso, calculou mal e acabou nas barreiras. É o nosso joker para este contrarrelógio, veremos se o jovem suiço, confirma.

Seguir em directo: #giro, Eurosport 1, @giroditalia

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário