Giro 2016 - Antevisão 18ª etapa

A 18ª etapa é a mais longa da priova, com os seus intermináveis 244 Kms de extensão, que podem fazer mossa no já cansado pelotão do Giro d'Italia.
Perfil 18ª etapa
A etapa começa em Muggiò, nos arredores de Milão e dirigem-se para a parte ocidental do território Italiano.
Os primeiros 179 Kms são sem grande história,praticamente planos, apenas com destaque para os dois sprints intermédios. Apartir daí as coisas complicam-se com três dificuldades, a primeira é Coletta di Cumiana, que não é categorizada, depois da descida, serão 20 Kms planos até ao inicio da subida em Pinerolo, S.Maurizio (450m a 14.5%, máx 20%, em pavé) e logo a seguir os corredores sobem a única subida categorizada do dia, Pramartino (4.65 km a 10.5%, GPM 2). No topo, faltarão 20 Kms para o final, em descida até à meta, em Pinerolo.
Parte final da etapa


Perfil da subida a Pramartino

Cidade de partida: Muggiò


Alguns livros relatam que Muggiò foi fundada pelos lombardos. Durante séculos não passou de uma aldeia rural, até que cpós a Segunda Guerra Mundial, Muggiò industrializou-se.
A cidade prosperou especialmente no século XVIII, quando se tornou a residência de campo de duas famílias da nobreza de Milão, Casati e Isimbardi. Valiosos edifícios neoclássicos sobreviveram até os dias de hoje, como o maravilhoso "Villa Casati", a actual sede da Câmara Municipal.
Muggiò possui uma grande tradição desportiva. É a cidade natal de vários atletas, como por exemplo Giacomo Nizzolo - sprinter e vencedor do Maglia Rossa no Giro d'Italia 2015.

Cidade de chegada: Pinerolo



Cidade de Pinerolo
Pinerolo é conhecida como a "cidade de cavalaria". Desde o século XIX, a cidade recebe cavaleiros de todo o mundo para aprender as habilidades mais importantes na equitação. 
Um dos principais eventos da cidade é a histórica encenação da lenda do "Homem da Máscara de Ferro". De acordo com a história, esta figura misteriosa viveu na aldeia de Pinerolo, e um monumento na colina de San Maurizio foi dedicado a esta lenda.

Condições atmosféricas
Mais um dia, sem vento e com temperaturas muito agradáveis, a rondarem os 23ºC durante toda a etapa. O sol marcará presença constante.



Favoritos:
O dia é ideal para uma fuga ter sucesso, será uma longa etapa, com a parte final a ser selectiva, o que elimina os sprinters na luta pela etapa. Não é de excluir ataques entre os favoritos.

***Fuga (Giovanni Visconti, Matteo Montaguti, Georg Preidler, Gianluca Brambilla, Sergey Firsanov, Davide Formolo, Tanel Kangert, Moreno Moser, Sebastian Henao, Nicholas Roche, Tim Wellens, Matteo Busato, Simon Clarke, Alexander Kolobnev, Stefano Pirazzi, Rein Taaramae )
** Alejandro Valverde, Diego Ulissi
* Sonny Colbrelli, Mattelo Trentin, Ramunas Navardauskas

A nossa aposta: Giovanni Visconti
O italiano da Movistar tem estado em algumas fugas durante a prova, mas ainda não foi bem sucedido, o melhor que conseguiu foi um 2º lugar. Este é o dia ideal para Visconti adicionar mais uma vitória de etapa no Giro ao seu palmarés. É a nossa aposta para amanhã.
Outsider: Diego Ulissi
O corredor da Lampre já leva duas vitórias de etapa nesta edição e está na luta pelo top-10. Esta etapa assenta-lhe que nem uma luva, porém não terá a liberdade de outros dias, já que pelo o lugar que ocupa, deverá ter resposta das equipas interessadas na geral. 
De qualquer forma, por o perfil lhe ser bastante adequado, é o nosso outsider, além disso, é um  bom finalizador.

Seguir em directo: #giro, Eurosport 1, @giroditalia

Também pode interessar:

Lola Cycling Team

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário