Principais figuras de 2015


Em 2015 foram muitas as figuras que se mostraram no ciclismo internacional. Aqui ficam aquelas que foram para nós as principais:

Alexander Kristoff
Foi a grande figura da primavera, apesar de apenas ter vencido um dos monumentos. A vitória na Volta à Flandres é o momento mais importante da temporada para Kristoff. Mas foi nos 4 dias de Panne que atingiu o auge em 2015, venceu todas as etapas em linha e defendeu-se bem no contrarelógio, vencendo a prova com um domínio avassalador.
No entanto apresentou-se no Tour longe da melhor forma, o que fez com que a temporada não tenha sido perfeita. 
Acaba o ano como o ciclista mais vitorioso de 2015 com 20 vitórias no total.

nº vitórias em 2015: 20
Ranking UCI 2015: 4º 
Vitória mais importante em 2015: Volta à Flandres

André Greipel
Foi o melhor sprinter da Volta a França, dominando as chegadas rápidas com um total de 4 vitórias na maior prova de ciclismo. Também venceu 1 etapa no Giro, num ano muito positivo.
Apesar disso, não conseguiu bater Peter Sagan na luta pela camisola verde no Tour, mas foi sem dúvidas uma das figuras do ano, ao todo conquistou 16 vitórias.

nº vitórias em 2015: 16
Ranking UCI 2015: 24º 
Vitória mais importante em 2015: 21ª etapa do Tour (chegada a Paris)

Peter Sagan
A primavera foi um fracasso total para Sagan, mas apartir da Volta à Califórnia, o eslovaco foi uma das grandes figuras do ano, com 8 vitórias no total, no qual se destacam a camisola verde no Tour, uma etapa na Vuelta e claro a prova de fundo dos campeonatos do mundo.
A conquista da camisola de campeão do mundo, foi um prémio mais que justo para Peter Sagan.

nº vitórias em 2015: 8
Ranking UCI 2015: 17º 
Vitória mais importante em 2015: Campeonato do mundo (prova de fundo)

John Degenkolb
A primavera foi de sonho para o alemão. Venceu dois monumentos, o Milão-São Remo e o Paris-Roubaix.
Podia não ter feito mais nada durante o resto do ano, que a sua temporada seria um sucesso e continuava a ser uma das grandes figuras de 2015 e foi mesmo isso que aconteceu. Degenkolb passou o resto do ano muito apagado, apenas se mostrou na Vuelta onde venceu uma etapa.

nº vitórias em 2015: 6
Ranking UCI 2015: 12º 
Vitória mais importante em 2015: Paris-Roubaix

Alberto Contador
O objectivo Giro-Tour foi um objectivo demasiado ambicioso e o espanhol pagou caro na prova francesa. Porém no Giro, Contador foi de longe o melhor, com actuações fabulosas, nomeadamente na etapa do Mortirolo e no contrarelógio individual. Ainda teve tempo para passar por algumas dificuldades no Colle delle Finestre, nesse dia bastou gerir a enorme vantagem conquistada nos dias anteriores.
No Tour apesar de ter estado longe do melhor, ainda conseguiu ficar no top-5. Uma temporada que podia ser melhor, mas onde adicionou mais uma grande volta ao seu currículo.

nº vitórias em 2015: 4
Ranking UCI 2015: 7º 
Vitória mais importante em 2015: Giro d'Italia

Chris Froome
Vencedor do Tour não podia ficar de fora das figuras do ano. Venceu a maior prova de ciclismo do mundo pela segunda vez. Teve a oposição de Quintana, que no Alpe D'huez ainda ameaçou o britânico, mas Froome e a Sky aguentaram bem. Foi na 10ª etapa que Froome deu espectáculo e mostrou ser o grande favorito.
Além do Tour, também venceu o Critérium du Dauphiné e a Vuelta a Andalucia, esta última num duelo épico com Contador, decidido ao segundo.

nº vitórias em 2015: 7
Ranking UCI 2015: 6º 
Vitória mais importante em 2015: Volta à França

Fabio Aru
Aru tinha como grande objectivo o Giro, no entanto, enfrentou um Contador que estava noutra galáxia, ficou atrás do espanhol numa prova onde Aru teve uma super-equipa a ajudá-lo, mas mesmo assim foi impossível vencer.
Na Vuelta, teve de compartilhar a liderança da equipa com Nibali, que se auto-eliminou na 2ª etapa. Numa prova, onde alguns dos favoritos vinham do Tour e estavam desgastados, Aru teve como grande adversário Tom Dumoulin, que apenas na última etapa de montanha seria desalojado da liderança.
Com 25 anos o italiano conquistou a sua primeira grande volta e foi por esse motivo uma das figuras de 2015.

nº vitórias em 2015: 3
Ranking UCI 2015: 5º 
Vitória mais importante em 2015: Vuelta a España

Mikel Landa
Foi o ano da confirmação que estamos perante um dos grandes trepadores do pelotão internacional. As 2 vitórias de etapa e o 3º lugar na geral no Giro, fizeram com que o basco despertasse o interesse de diversas equipas, a Sky levou a melhor e em 2016 contará com Mikel Landa nos seus quadros.
Na Vuelta, o basco ajudou Fabio Aru e ainda teve tempo para vencer mais uma etapa numa grande volta para o currículo.

nº vitórias em 2015: 4
Ranking UCI 2015: 34º 
Vitória mais importante em 2015: 16ª etapa do Giro (final em Aprica, passagem no Mortirolo)

Alejandro Valverde
Valverde acaba o ano mais uma vez como número 1 do ranking UCI. A temporada do espanhol fica marcada pelas duas vitórias nas Ardenas, na Liège-Bastogne-Liège e Flèche Wallone, mas também por um dos seus sonhos, que era conseguir estar no pódio final no mês de julho em Paris.

nº vitórias em 2015: 7
Ranking UCI 2015: 1º 
Vitória mais importante em 2015: Liège - Bastogne - Liège

Esteban Chaves
Um final de temporada de sonho, faz com que o pequeno Colombiano seja um dos nomes a salientar em 2015.
2 vitórias de etapa e o 3º lugar na geral da Vuelta, faz com que Chaves seja mais um Colombiano a ter em conta nos próximos anos. Para fechar o ano ainda venceu o Abu Dhabi Tour.

nº vitórias em 2015: 4
Ranking UCI 2015: 39º 
Vitória mais importante em 2015: 2ª etapa da Vuelta (chegada ao Caminito del Rey)

Tom Dumoulin
O jovem holandês é um grande contrarelogista, mas ainda não tinha dado mostras que poderia ser um 'voltista'. Porém na Vuelta mostrou que no futuro pode ser um dos homens a ter em conta nas grandes voltas. Liderou a prova até à última etapa de montanha, venceu duas e acabou no 6º lugar da geral.
Das 5 vitórias, 4 foram no contrarelógio/prólogo, além da Vuelta, venceu na Suiça por duas vezes e uma na Vuelta ao País Basco.

nº vitórias em 2015: 5
Ranking UCI 2015: 15º 
Vitória mais importante em 2015: 17ª etapa da Vuelta (CRI)

Geraint Thomas
Começou o ano a vencer a Volta ao Algarve e continuou a grande forma pela primavera, com uma boa actuação no Paris-Nice e a vitória na E3 Harelbeke. Na Volta a Suiça apenas foi batido por Simon Spilak.
Nas duas primeiras semanas do Tour, foi o principal ajudante de Froome e estava num lugar no top-10. Mas Thomas nos últimos dias de montanha, fraquejou, porém a temporada de Thomas foi muito boa.

nº vitórias em 2015: 3
Ranking UCI 2015: 14º 
Vitória mais importante em 2015: Volta à Flandres

Richie Porte
Os primeiros meses do ano de Richie Porte foram impressionantes, foi campeão australiano de contrarelógio, venceu 1 etapa no Tour Down Under e acabou em 2º na geral. Venceu o Paris-Nice, a Volta à Catalunha e o Giro del Trentino. Partia para o Giro como um dos grandes favoritos e tudo correu mal.
A época para o australiano continuou no Tour, onde foi um dos homens importantes para a conquista de Froome.
Em 2016 irá correr na BMC, em 2015 ganhou muito mas também confirmou mais uma vez que não é corredor para 3 semanas.

nº vitórias em 2015: 9
Ranking UCI 2015: 11º 
Vitória mais importante em 2015: Paris-Nice

Vasil Kiryienka
Está nesta lista principalmente pelo título mundial de contrarelógio e também pela vitória de etapa no Giro, também ela conquistada num contrarelógio individual.
O bielorusso impôs-se nos mundiais aos melhores da especialidade, confirmando que se encontra entre eles e sucedendo ao ex-colega de equipa, Bradley Wiggins.

nº vitórias em 2015: 4
Ranking UCI 2015: 114º 
Vitória mais importante em 2015: Campeonato do mundo de contrarelógio

Nélson Oliveira
Da 'armada' Portuguesa do World Tour foi o que mais surpreendeu. Mostrou-se bem nas clássicas do pavé, nomeadamente na Volta à Flandres, foi campeão nacional de contrarelógio e foi na Vuelta que chegou a recompensa, com uma vitória de etapa. 
A boa temporada garantiu-lhe um contrato com a equipa espanhola, Movistar.

nº vitórias em 2015: 1
Ranking UCI 2015: 116º 
Vitória mais importante em 2015: 13ª etapa da Vuelta

Gustavo Veloso
Não nos esquecemos do pelotão nacional e a figura do ano 2015, foi pelo segundo ano consecutivo, Gustavo Veloso. Dominou por completo a Volta a Portugal, onde além da geral, venceu duas etapas. 
Depois da Volta, a W52 foi ao Brasil participar no Tour do Rio e o ciclista espanhol voltou a dominar como quis.

nº vitórias em 2015: 3
Ranking UCI 2015: 1º (ranking APCP)
Vitória mais importante em 2015: Volta a Portugal

  

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário