Ivan Basso retira-se

Ivan Basso no pódio do Giro 2006 (na imagem)
Ivan Basso é um dos ciclistas italianos que marcaram os últimos 15 anos, anunciou hoje em Milão, a retirada do ciclismo profissional. No entanto o italiano ficará ligado à modalidade, irá exercer um papel na Tinkoff-Saxo.

Basso, anunciou a sua retirada na Expo de Milão, na apresentação do Giro 2016.
"Todo o atleta sabe que a luz não irá brilhar sempre durante a sua carreira. Inevitavelmente, a qualquer ponto, vai começar a fraquejar e é um sinal de um atleta inteligente, saber qual o momento que se deve retirar." disse Basso.

De recordar que Basso foi um dos fieis escudeiros de Alberto Contador na tentativa de vencer Giro e Tour. Na prova francesa foi diagnosticado cancro testicular, que o obrigou a parar durante uns tempos. No entanto,Basso admitiu que antes de lhe ser diagnosticado cancro, já não estava satisfeito com a sua performance.
"Quando me juntou à Tinkoff-Saxo, uma das melhores equipas do mundo, o meu objectivo era acrescentar valor, caso contrário não fazia sentido nenhum. Mesmo que o meu papel é ser um super-domestique, tenho de estar ao mais alto nível e quando fazemos parte da prova mais importante do ano, tenho de acrescentar valor, não posso ser passivo."

A carreira de Basso foi muito bem sucedida. No seu palmarés conquistou dois Giro's de Itália, em 2006 e 2010 e um segundo lugar na Volta à França em 2005. No tal venceu tem 24 vitórias como profissional, entre as quais, seis etapa no Giro.
A sua vitória no Giro de 2006 foi tão avassaladora que é considerada uma das mais desequilibradas de sempre numa grande volta.

Também pode interessar:

Bruno Dias

Adora ciclismo e tudo o que se relaciona com bicicletas. O mês de maio e julho são sagrados e tem um carinho pelas clássicas da primavera e pela Volta a Portugal. Ao longo dos anos aprendeu a apreciar a Vuelta.

Sem comentários:

Enviar um comentário